Pessoas que sentem raiva com facilidade acham que são mais inteligentes do que realmente são

Um estudo recente sugere que pessoas que sentem raiva muito facilmente se consideram mais inteligentes do que realmente são, devido a um excesso de confiança.

Marcin Zajenkowski, autor do estudo, publicado recentemente na revista científica Intelligence, e psicólogo da Universidade de Varsóvia, na Polônia, começou explicando que a raiva difere significativamente de outras emoções negativas, como a tristeza, a ansiedade ou a depressão.

Ao contrário dessas emoções, estudos anteriores mostraram que a raiva é uma emoção negativa incomum, por ser frequentemente associada a traços positivos, como o otimismo. No entanto, até agora, a forma como a raiva afeta a inteligência não era totalmente clara. Zajenkowski suspeita de que pessoas com raiva tendem a superestimar a própria inteligência.

Para corroborar a suspeita, a equipe de cientistas entrevistou mais de 520 estudantes, que responderam a perguntas estratégicas que tinham como objetivo avaliar com que facilidade e frequência ficavam chateados e mal humorados. Posteriormente, os alunos fizeram uma pesquisa para avaliar a própria inteligência, antes de fazerem um teste objetivo.

Segundo os resultados, os estudantes com uma maior tendência para ficarem mal humorados superestimavam suas habilidades cognitivas. Por outro lado, os alunos que eram mais neuróticos – um traço frequentemente associado à raiva – subestimavam a própria inteligência. O neuroticismo se refere a traços negativos como a ansiedade irracional e a angustia.

Os pesquisadores descobriram ainda que as personalidades mais mal-humoradas estavam associadas a “ilusões narcisistas”. Além disso, e não surpreendentemente, descobriram que o narcisismo é um fator-chave na hora de as pessoas se avaliarem no que diz respeito à inteligência.

Ainda assim, o estudo não provou qualquer relação entre a raiva e o nível real de inteligência. Apesar de os cientistas terem encontrado uma associação entre os dois traços, não está claro se existe, de fato, uma relação de causa e efeito entre a raiva e a superestima da inteligência.

Além disso, o estudo não testou de que maneira a raiva afeta a inteligência no calor do momento. O estudo avaliou a raiva como um traço de personalidade, mas a raiva é muitas vezes uma emoção temporária.

Serão necessários estudos adicionais para descobrir se as pessoas que não se chateiam facilmente podem estar excessivamente confiantes nas próprias habilidades cognitivas apenas no momento em que estão perturbadas.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Universidade de São Paulo abre inscrições para curso gratuito sobre Harry Potter

O universo de Harry Potter continua conquistando gerações. Desde o lançamento do primeiro romance em 1997 (A Pedra Filosofal), foram mais de 450 milhões de cópias vendidas, traduções para 73 idiomas e o surgimento de …

Polícia catalã abate homem que invadiu delegacia aos gritos de “Alá é grande”

O homem de 29 anos, de origem argelina, foi abatido, na manhã desta segunda-feira (20), depois de ter tentado invadir uma delegacia catalã armado com uma faca aos gritos de “Allahu Akbar”. Segundo o El País, …

Juiz solta empresário filmado agredindo a esposa; imagens fortes

O juiz Fabiano Ribeiro abriu mão da fiança e permitiu que o empresário Giorgio Alan Bortolin dos Santos, preso em flagrante após ser filmado por uma câmera de segurança agredindo a própria mulher, responda ao …

Com curso gratuito, USP quer meninas cientistas

Meninas que sonham ser cientistas contam agora com o incentivo de um grupo de pesquisadoras e cientistas de São Paulo. É o projeto “Meninas com Ciência-2ª edição SP: de mulheres cientistas para meninas que sonham”, …

Ministra neozelandesa pedala até hospital para dar à luz

Titular do Ministério para Mulheres que estava grávida de 42 semanas brincou que escolheu bicicleta porque não havia "espaço suficiente no carro”. A ministra para Mulheres da Nova Zelândia deu à luz ao seu primeiro bebê …

Japão terá robôs "inteligentes" nas salas de aula para ensinar inglês

O Governo de Japão planeja introduzir nas salas de aula robôs com inteligência artificial (IA) capazes de falar inglês durante as aulas desta matéria, para ajudar as crianças a melhorar sua destreza oral, uma das …

Empresário britânico doa R$ 5 milhões para campanha contra o Brexit

O empresário britânico Julian Dunkerton, cofundador da marca de roupas Superdry, anunciou neste domingo (19) que apoia financeiramente a organização People's Vote, que milita pela realização de um novo referendo sobre o Brexit. A doação do …

Cientistas afirmam ter evidências de um universo anterior ao nosso

Cientistas afirmam que as evidências de universos passados ​​podem existir mesmo no céu noturno - sendo restos de buracos negros de outro universo. De acordo com a New Scientist, a ideia é baseada na Cosmologia Cíclica …

Franceses “pescam” bomba alemã da Segunda Guerra com 860 quilos

Pescadores franceses encontraram na costa da Normandia, região costeira próxima de Paris, algo realmente grande na rede de pesca: uma bomba da Segunda Guerra Mundial com 860 quilos de explosivos ainda ativos. O pesqueiro Le Retour …

Cientistas "congelam" câncer para que não se espalhe

Esperança contra a metástase. Cientistas do Instituto OHSU Knight Cancer, em Óregon, nos EUA, criaram uma estratégia inédita: “congelar” a célula cancerígena para que ela não se movimente. Na nova pesquisa, publicada na revista “Nature Communications” …