Apesar da alta radiação, evacuados de Fukushima são forçados a voltar para casa

O Greenpeace e outras ONGs denunciaram nesta terça-feira que o governo japonês está “forçando” os evacuados de Fukushima a retornar a seus lares em zonas próximas à central acidentada e declaradas seguras, apesar dos elevados níveis de radioatividade.

Uma plataforma de ONGs acusou hoje o Executivo de “tentar normalizar a situação em Fukushima” e de “vulnerar os direitos humanos” dos evacuados, cinco dias antes do sexto aniversário do pior acidente nuclear desde o ocorrido em Chernobyl (Ucrânia) em 1986.

Estas são as conclusões de um relatório realizado pelo Greenpeace Japão, Human Rights Now e outras ONGs japonesas, e baseado em medições da radioatividade em áreas próximas à usina de Fukushima Daiichi.

O documento afirma que a radiação em grande parte da cidade Iitate – declarada habitável a partir de abril – supera amplamente o umbral seguro para a saúde humana.

As ONGs detectaram níveis de até 2,61 milisieverts anuais, mais do que o dobro do teto de 1 milisievert recomendado pela Comissão Internacional de Proteção Radiológica (CPR), e que acumulado representa “um sério risco a longo prazo para que os retornam a seus lares”.

Os níveis são ainda maiores em zonas florestais de Iitate, que correspondem a 75% do município, onde a radioatividade “é comparável à zona de exclusão de Chernobyl”, na qual o acesso segue proibido mais de 30 anos depois do acidente.

Estas doses de radiação representam “um perigo muito mais elevado” para mulheres e crianças, grupos demográficos “muito mais vulneráveis à radiação acumulada” do que os homens adultos.

“Não há retorno possível à normalidade em Iitate”, afirmou o especialista do Greenpeace Kendra Ulrich, que acrescentou que à indústria atômica “não interessa que exista uma ampla zona de exclusão, já que simboliza a irreversibilidade de um acidente nuclear”.

Além disso, no final de mês terminará o programa de ajudas estatais para os evacuados de Fukushima consistente em alojamentos temporários gratuitos ou casas de aluguel subvencionadas.

O Estado custeava estas despesas tanto para os originais de municípios dentro da zona de exclusão – uma área que se reduziu de forma paulatina graças às tarefas de descontaminação – como para os que deixaram seus lares “de forma voluntária”.

Cerca de 12 mil pessoas ficarão sem estas ajudas em abril, o que na prática significa “uma coação econômica e um vulneração deliberada de seus direitos básicos”, segundo Ulrich.

O governo, no entanto, seguirá pagando durante um ano estes subsídios aos que residiam naquelas localidades que permanecem dentro da “zona de exclusão”.

“É um crime fazer as pessoas voltarem a zonas que não são seguras. Estamos sendo abandonados pelo governo”, afirmou Noriko Matsumoto, representante de um centro de ajuda a evacuados e colaboradora do relatório.

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Papa Francisco defende união civil homossexual

Pela primeira vez desde que assumiu a liderança da Igreja Católica, pontífice se manifesta a favor da união civil entre pessoas do mesmo sexo. "Gays têm direito a ter família, são filhos de Deus", diz …

Obama faz campanha para Biden e tenta ganhar votos republicanos com evento drive-in na Pensilvânia

Em seu primeiro evento presencial do ano, o ex-presidente Barack Obama vai participar de uma campanha drive-in na noite desta quarta-feira (21) na Pensilvânia. A expectativa é que Obama conquiste eleitores negros no sul …

Cientistas acabam de descobrir um órgão misterioso escondido no centro da cabeça humana

Cientistas fizeram uma descoberta anatômica surpreendente, encontrando o que parece ser um misterioso conjunto de glândulas salivares escondidas dentro da cabeça humana que de alguma forma passaram despercebidas até agora. Essa “entidade misteriosa” foi identificada acidentalmente …

Estudo revela por que formigas são excepcionalmente fortes

Neste trabalho, os pesquisadores conseguiram obter imagens detalhadas do que ocorre no tórax de uma formiga, tirando raios-X e criando modelos 3D para analisar os músculos e o esqueleto interno. Pesquisadores de universidades do Japão e …

Hackers russos são acusados de planejarem ataques contra as Olímpiadas do Japão

Hackers russos estariam planejando uma nova onda de ataques contra a organização das Olímpiadas de 2020, que aconteceriam neste ano, no Japão, e foram transferidas para 2021 devido à pandemia do novo coronavírus. Mais uma …

Pais de 545 crianças separadas na fronteira dos EUA não foram localizados

Famílias foram separadas como parte da política anti-imigração de Trump a partir de 2017. Muitos dos pais podem ter sido deportados sem os filhos. Os pais de 545 crianças migrantes que foram separadas deles nos Estados …

ONG Repórteres Sem Fronteiras denuncia deterioração da liberdade de imprensa no Brasil

Um novo relatório publicado nesta terça-feira (20) pela ONG Repórteres sem Fronteiras (RSF) denuncia o aumento de ameaças a jornalistas e veículos de comunicação no Brasil em 2020. Para a organização civil, sediada em …

Empreendedor mineiro cria vassoura mágica que também é meio de transporte

A sensação de voar em uma vassoura mágica se tornou possível em Belo Horizonte, Minas Gerais, pelas mãos do empreendedor Alexandre Russo, de 28 anos. Fundador da empresa Nuvem Vassouras, o mineiro criou a “Real Flying …

Bebês ingerem 1,5 milhão de partículas de microplástico por dia, diz estudo

Um bebê de 12 meses ingere, em média, mais de 1,5 milhão de partículas de microplástico por dia que são liberadas da mamadeira, revelou um estudo divulgado nesta segunda-feira (19/10). O impacto destas micropartículas para …

Aumento na densidade do espaço fora do sistema solar é descoberto pela sonda espacial Voyager

Em novembro de 2018, após uma viagem épica de 41 anos, a Voyager 2 finalmente cruzou a fronteira que marcava o limite da influência do Sol e entrou no espaço interestelar. Mas a missão da …