Cientistas descobrem os maiores assassinos do Universo – capazes de aniquilar galáxias inteiras

As galáxias hiperativas que existiam no despontar do Universo foram apagadas e se tornaram galáxias elípticas mortas devido a atividades extremamente intensas de buracos negros gigantes no centro delas, afirmam cientistas em artigo publicado pelo Astrophysical Journal.

Quase metade das galáxias, que rodeiam a Via Láctea, está “morta” do ponto de vista da evolução cosmológica — nelas já não nascem novas estrelas há muito tempo, por isso, pouco a pouco, vão se apagando.

Hai Fu, da Universidade de Iowa, EUA, e seus colegas descobriram provas de que os “assassinos” destas galáxias eram buracos negros hiperativos no centro delas.

“Estes quasares poderiam ter desempenhado o papel principal na extinção de galáxias mais ativas, onde estrelas nasciam a velocidades recordes. Eles [buracos negros] se tornaram ‘assassinos’ de suas galáxias por serem bastante potentes em tirar das galáxias quase todo o gás necessário para formação de estrelas futuras”, contou o cientista.

Hai Fu e seus colegas observaram algumas aglomerações mais antigas de estrelas do Universo, que pertencem a galáxias infravermelhas extremamente luminosas, segundo os cientistas. A maioria destas galáxias é coberta com um “casaco” muito sólido e grosso de poeira.

Ao observá-las, os astrofísicos se deram conta de que aproximadamente duas dezenas das últimas se encontravam nas mesmas localizações onde antes tinham sido descobertos quasares extremamente luminosos, ou seja, buracos negros supermaciços.

A descoberta foi uma surpresa para os pesquisadores, pois acreditavam que o “casulo” de poeira das galáxias infravermelhas as protegia da irradiação dos quasares.

No entanto, as observações demonstraram que os buracos negros crescem a uma velocidade extremamente alta, aumentando sua massa quase três vezes mais rápido do que as próprias galáxias.

Como acreditam os especialistas, isso lhes permitia atingir uma potência fortíssima, necessária para perfurar o “casaco” de poeira das galáxias extremamente luminosas.

De modo parecido, creem especialistas, poderiam ter aparecido todas as galáxias elípticas modernas. A resposta exata para esta pergunta só poderá ser dada em dois ou três anos, quando será lançado o telescópio espacial James Webb e outros observatórios, capazes de receber fotografias destas galáxias.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

'Ela tinha medo do coronavírus': exame confirma que mulher morreu por covid-19 após festa

Um exame confirmou que a aposentada Maria Salete Vieira, de 60 anos, morreu em decorrência da covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. Ela começou a apresentar sintomas dias após participar de uma festa em família …

Solução? Cientistas criam vírus que poderia ser capaz de combater a COVID-19

Cientistas dos EUA realizam experimentos com ratos infectados com o coronavírus MERS que permitiriam obter solução eficiente no combate à COVID-19. Até o momento não existe uma vacina que possa proteger as pessoas de infecções provocadas …

Bernie Sanders desiste de concorrer à presidência dos EUA

Senador abandona disputa pela indicação democrata à Casa Branca após série de derrotas nas primárias. Decisão abre caminho para que o ex-vice-presidente Joe Biden seja adversário de Trump nas eleições de novembro. O senador Bernie Sanders …

Antártida: geleira está se tornando o cânion mais profundo do mundo e isso é péssimo

Recentemente cientistas anunciaram a descoberta de algo absolutamente desconhecido e sem precedentes: um cânion de gelo com 3,5 quilômetros abaixo do nível do mar, confirmado como nada menos que o ponto mais profundo da superfície …

OMC prevê cenário sombrio para o comércio global e Brasil será bastante atingido

Sob o impacto da pandemia do novo coronavírus, a Organização Mundial de Comércio (OMC) prevê um cenário sombrio para o comércio global este ano. A expectativa é de uma queda vertiginosa que pode chegar …

COVID-19 deve ter pico no Brasil em abril e maio, dizem Mandetta e especialistas

A previsão de disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no país não é nada animadora para os próximos meses. Isso porque ainda estamos em uma fase intermediária da infecção, que deve ter seus momentos de pico em …

Esse novo tratamento alivia a depressão em 90% dos pacientes

De acordo com uma nova pesquisa americana, um tratamento com estimulação magnética transcraniana pode ser muito eficaz para pessoas com depressão severa: em um experimento, foi capaz de aliviar os sintomas em 90% dos pacientes. Normalmente, …

Israel: ministro que definiu Covid-19 como ‘castigo divino a gays’ está com coronavírus

Aos 71 anos, Yaakov Litzman, ministro da Saúde de Israel e também líder do partido ultra-ortodoxo “Judaísmo Unido da Torá”, testou positivo para Covid-19. O diagnóstico foi divulgado nesta terça-feira (7) pela imprensa local e chamou …

Saúde de Boris Johnson preocupa britânicos, mas governo garante que premiê passa bem

O Reino Unido acompanha com preocupação a degradação do estado de saúde do primeiro-ministro Boris Johnson, que anunciou publicamente ter sido contaminado pelo novo coronavírus há dez dias. Depois de ser hospitalizado no domingo (5), …

Cortes na ciência comprometem resposta à covid-19 no Brasil

A fila de 16 mil testes para covid-19 no Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, expõe a vulnerabilidade de um país que escolheu não investir em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) nos últimos anos. A …