Cientistas descobrem os maiores assassinos do Universo – capazes de aniquilar galáxias inteiras

As galáxias hiperativas que existiam no despontar do Universo foram apagadas e se tornaram galáxias elípticas mortas devido a atividades extremamente intensas de buracos negros gigantes no centro delas, afirmam cientistas em artigo publicado pelo Astrophysical Journal.

Quase metade das galáxias, que rodeiam a Via Láctea, está “morta” do ponto de vista da evolução cosmológica — nelas já não nascem novas estrelas há muito tempo, por isso, pouco a pouco, vão se apagando.

Hai Fu, da Universidade de Iowa, EUA, e seus colegas descobriram provas de que os “assassinos” destas galáxias eram buracos negros hiperativos no centro delas.

“Estes quasares poderiam ter desempenhado o papel principal na extinção de galáxias mais ativas, onde estrelas nasciam a velocidades recordes. Eles [buracos negros] se tornaram ‘assassinos’ de suas galáxias por serem bastante potentes em tirar das galáxias quase todo o gás necessário para formação de estrelas futuras”, contou o cientista.

Hai Fu e seus colegas observaram algumas aglomerações mais antigas de estrelas do Universo, que pertencem a galáxias infravermelhas extremamente luminosas, segundo os cientistas. A maioria destas galáxias é coberta com um “casaco” muito sólido e grosso de poeira.

Ao observá-las, os astrofísicos se deram conta de que aproximadamente duas dezenas das últimas se encontravam nas mesmas localizações onde antes tinham sido descobertos quasares extremamente luminosos, ou seja, buracos negros supermaciços.

A descoberta foi uma surpresa para os pesquisadores, pois acreditavam que o “casulo” de poeira das galáxias infravermelhas as protegia da irradiação dos quasares.

No entanto, as observações demonstraram que os buracos negros crescem a uma velocidade extremamente alta, aumentando sua massa quase três vezes mais rápido do que as próprias galáxias.

Como acreditam os especialistas, isso lhes permitia atingir uma potência fortíssima, necessária para perfurar o “casaco” de poeira das galáxias extremamente luminosas.

De modo parecido, creem especialistas, poderiam ter aparecido todas as galáxias elípticas modernas. A resposta exata para esta pergunta só poderá ser dada em dois ou três anos, quando será lançado o telescópio espacial James Webb e outros observatórios, capazes de receber fotografias destas galáxias.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Haddad é condenado por falsidade ideológica eleitoral em campanha de 2012

A Justiça Eleitoral condenou o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad a quatro anos e seis meses de reclusão em regime semiaberto por crime de suposta falsidade ideológica na campanha de 2012. No pleito de 2012, …

Primeiro-ministro renuncia e coloca fim a governo na Itália

Em discurso no Senado, Giuseppe Conte anuncia que vai deixar o cargo e acusa seu vice, Matteo Salvini, por crise na coalizão de governo. Presidente deve decidir sobre convocação de novas eleições. O primeiro-ministro italiano, Giuseppe …

Governo de Hong Kong espera "volta à calma" sem ceder a demandas de manifestantes

A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, disse esperar que "uma volta à calma" esteja a caminho no território, depois que a grande manifestação do último domingo (18) acabou sem violência. Depois de …

Cientista americana diz ter certeza que a Terra será atingida por um asteroide

Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após a quase colisão da …

Justiça de El Salvador absolve acusada de homicídio por suspeita de aborto

Promotoria pedia pena de 40 anos de prisão para vítima de estupro que dizia não saber da gravidez até o momento do parto. País da América Central possui uma das legislações mais rigorosas do mundo …

EUA testam míssil após deixarem tratado nuclear

Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (19/08) que realizaram um teste com um míssil de cruzeiro. Esse é o primeiro teste feito pelo país desde que deixou oficialmente o Tratado de Forças Nucleares de Alcance …

Astrônomos descobrem 39 galáxias antigas movendo-se tão rápido que nem mesmo o Hubble consegue vê-las

Astrônomos da Universidade de Tóquio (Japão) conseguiram detectar 39 galáxias muito antigas, do início do nosso universo, utilizando dados do espectro infravermelho de telescópios submilimétricos. A luz destas estrelas viajou nada menos que 11 bilhões de …

Trump confirma ter interesse em comprar Groenlândia

O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou em entrevista com jornalistas que tem interesse na compra da Groenlândia. O cientista político Vladimir Shapovalov comenta a declaração do líder norte-americano em entrevista ao serviço russo da …

Brexit sem acordo: tempos duros para britânicos, confirma relatório vazado

Segundo documento do governo vazado para imprensa, Reino Unido estará sujeito a meses de caos de transportes e carência de artigos básicos, caso se separe da UE sem um acordo de transição, como propõe o …

Pesquisadores criam adesivos corporais que verificam a saúde

A universidade de Stanford anunciou um novo experimento: adesivos corporais que leem informações a respeito da saúde da pessoa. Basicamente, os adesivos captam os sinais fisiológicos que emanam da pele, e então transmitem essas leituras de …