Arqueólogos encontram na Inglaterra vestígios do lendário Grande Exército Viking

(dr) Martin Biddle

Uma foto tirada em 1982 no local de escavações mostra o que podem ser vestígios do Grande Exército Viking

Uma vala comum gigante descoberta no norte da Inglaterra há quarenta anos é o lugar de descanso final do lendário Grande Exército Pagão que saqueou os reinos celtas da Grã-Bretanha durante a Idade Média.

Segundo um artigo publicado esta sexta-feira na revista Antiquity, a enorme vala comum descoberta no norte da Inglaterra há quarenta anos é o lugar de descanso final do Grande Exército Pagão, o lendário exército nórdico que invadiu e saqueou a Grã-Bretanha.

A datação correta dos restos mortais dessa vala é muito importante para nós. Não sabemos praticamente nada sobre as primeiras invasões dos vikings contra a Inglaterra, que foram a base para a criação dos primeiros povoados escandinavos na ilha”, explica a arqueóloga Cat Jarman, investigadora da Universidade de Bristol, no Reino Unido.

Segundo a lenda Anglo-Saxã, pequenos grupos de vikings começaram invadindo a costa oriental da Inglaterra no século VIII. Os escandinavos entenderam rapidamente que os mosteiros e igrejas britânicas eram presas fáceis cheias de riqueza e o número das invasões aumentou significativamente nas décadas seguintes.

Quando os reis e senhores feudais anglo-saxões começaram lutando contra os invasores, os vikings mudaram sua tática e enviaram à Inglaterra um exército enorme, que era constituído de milhares de guerreiros originalmente da Dinamarca e da Noruega.

Atingindo a costa da ilha em 865, os vikings destruíram as forças da Nortúmbria e outros reinos anglo-saxões na costa leste, rumaram ao interior do país e conseguiram conquistar Mercia, um dos dois reinos mais fortes dos anglo-saxões. Após a vitória, os guerreiros decidiram invernar na cidade de Repton, no atual condado de Derbyshire.

No final dos anos 70, os arqueólogos descobriram um grande sepulcro perto de uma igreja de Repton onde estavam sepultadas mais de 200 pessoas. Tendo em consideração a forma de enterro, os cientistas concluíram que essa vala comum era um vestígio do mítico Grande Exército Viking.

(dr) Martin Biddle

Escavações posteriores, como esta de 1986, revelaram que cerca de 300 pessoas estavam seputadas no local

Entretanto, essas esperanças foram destruídas depois de abertura da vala. Segundo a análise por radiocarbono dos restos mortais, eles datam do século VII ou VIII, se acumulando ali durante muitas décadas, e não do século IX.

Ao mesmo tempo, os fragmentos dos artefatos e armas tinham a idade “correta” que correspondia às datas da invasão do Grande Exército. Isso causou grande polêmica entre os cientistas.

Jarman e seus colegas realizaram mais uma análise dos restos mortais, tomando em conta um detalhe que os seus antecessores não sabiam: a ligação entre a dieta e a composição isotópica dos ossos e outros tecidos orgânicos.

“Se comemos apenas peixe ou outros mariscos, uma grande quantidade de carbono entra no nosso organismo cuja idade é ‘maior’ que a do carbono que entra no nosso organismo pela comida terrestre. Isso influencia os resultados da análise”, explicou Jarman.

Levando em conta esse fato, os cientistas estimaram que todas as pessoas da vala foram enterradas quase simultaneamente em 872-885 a.C., o que corresponde às datas em que os guerreiros do Grande Exército decidiram invernar em Repton.

No futuro próximo, Jarman e seus colegas planejam reverificar a idade das outras valas comuns da alta Idade Média encontradas no leste da Inglaterra para eventualmente descobrir novos vestígios do Grande Exército.

“Este foi o mais bem documentado erro de datação por carbono da história da ciência”, diz ao Sience Nordic o arqueólogo Søren Sindbæk, da Universidade de Aarhus. “Temos agora a oportunidade de corrigir esse erro. E apesar de não podermos concluir ainda com 100% de certeza de que este era o Grande Exército, parece agora muito mais provável”, conclui.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", diz diretor da OMS

A pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", disse neste domingo (24) o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus. O representante da ONU discursou na abertura …

Google está “criando Deus”, alerta ex executivo da Google

Segundo um ex-executivo do Google, a singularidade está chegando. E, segundo ele isso representa uma grande ameaça para a humanidade. Mo Gawdat, ex-diretor de negócios da organização moonshot do Google, que na época se chamava Google …

Pandemia causa a maior redução na expectativa de vida desde a Segunda Guerra

Desde a descoberta do coronavírus SARS-CoV-2, mais de 4,9 milhões de pessoas morreram oficialmente em consequência da infecção, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Nesse cenário, a pandemia da covid-19 reduziu a expectativa de vida …

Forças Armadas da Noruega assinam contrato bilionário de mísseis para caças F-35

Noruega tem sido um parceiro ativo no programa de caças dos EUA F-35, tendo em conta que 18 empresas deste país nórdico são parceiros diretos. Subsequentemente, a Noruega decidiu adquirir 52 caças F-35 para substituir …

Brasil fez lobby para mudar relatório climático, diz Greenpeace

Vários países, entre eles o Brasil, tentaram fazer mudanças em um crucial relatório da ONU sobre como combater o aquecimento global, afirmou o Greenpeace nesta quinta-feira (21/10), citando um grande vazamento de documentos. Os documentos aos …

Site da Coreia do Sul é usado para hospedar vírus e distribuí-lo via torrents

Uma campanha de distribuição de malwares na Coreia do Sul está disfarçando cavalos de troia de acesso remoto como um jogo para o público adulto, compartilhado via serviço de hospedagem de arquivos, como o WebHard, …

América Latina pode levar ‘muitos anos’ para superar impacto da pandemia, alerta FMI

Os efeitos negativos da pandemia de Covid-19 em termos de produtividade, emprego e capital humano na América Latina e Caribe podem "demorar muitos anos para serem revertidos". O alerta foi feito nesta quinta-feira (21) pelo …

Dinossauro “garça do inferno com cara de crocodilo” é descoberto

Dois dinossauros carnívoros de dentes pontiagudos com crânios de crocodilo apareceram uma vez nas margens do rio na Ilha de Wight, na Inglaterra, revelam novos fósseis. Os cientistas deram às criaturas nomes científicos que se traduzem …

As 9 acusações contra Bolsonaro no relatório da CPI - e a manobra governista para tentar blindá-lo

Após o relatório da CPI da Covid no Senado acusar o presidente Jair Bolsonaro de nove crimes durante a pandemia, um senador da bancada governista tentou uma manobra para "blindar" o chefe do Executivo e …

Nova onda de covid-19 atinge o Leste Europeu

Uma nova onda de covid-19 se alastra pela Europa, sobretudo em países do Centro e do Leste, onde as taxas de imunização se mantêm mais baixas. A alta nos casos em vários países faz com …