Astrônomos confirmam detalhes orbitais do planeta mais misterioso de TRAPPIST-1

Com o auxílio do Telescópio Espacial Kepler da NASA, cientistas identificaram um padrão regular nas órbitas dos planetas no sistema TRAPPIST-1 que confirmou detalhes suspeitos sobre a órbita do seu planeta mais externo e menos compreendido, TRAPPIST-1h.

O TRAPPIST-1 tem apenas 8% da massa do nosso Sol, o que a torna uma estrela mais fria e menos brilhante. É o lar de sete planetas do tamanho da Terra, três dos quais orbitam na zona habitável da estrela – a gama de distâncias onde a água líquida pode existir à superfície de um planeta rochoso.

Este sistema solar recém-descoberto está localizado a cerca de 40 anos-luz de distância na direção da constelação de Aquário e tem entre 3 e 8 bilhões de anos.

O Telescópio Espacial Spitzer da NASA, o TRAPPIST (Transiting Planets and Planetesimals Small Telescope) no Chile e outros telescópios terrestres foram usados para caracterizar os planetas. Mas os especialistas ficaram intrigados com o planeta TRAPPIST-1h.

Agora, astrônomos da Universidade de Washington usaram dados do Telescópio Kepler para confirmar que o TRAPPIST-1h orbita sua estrela a cada 19 dias. A 9,6 milhões de quilômetros da sua fria estrela-anã, o TRAPPIST-1h está localizado para lá da orla externa da zona habitável e é provavelmente muito frio para a vida como a conhecemos.

A quantidade de energia (por unidade de área) que o planeta h recebe da sua estrela é comparável à que o planeta anão Ceres, localizado no cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter, recebe do nosso Sol.

“É incrivelmente emocionante aprender mais sobre este sistema planetário, especialmente sobre o planeta h, do qual mal tínhamos informações até agora”, afirmou Thomas Zurbuchen, administrador associado do Diretorado de Missões Científicas da NASA, na sede da agência espacial em Washington, EUA.

“Me agradou realmente que TRAPPIST-1h estivesse exatamente onde a nossa equipe previu que estava. Durante algum tempo fiquei preocupado porque estávamos vendo o que realmente queríamos ver – afinal de contas, neste campo as coisas quase nunca são exatamente o que esperamos”, comenta Rodrigo Luger, estudante da Universidade de Washington em Seattle e autor principal do estudo publicado na Nature Astronomy.

“A natureza geralmente esconde uma surpresa ao virar de cada esquina, mas, neste caso, a teoria e a observação combinaram perfeitamente”, destacou.

Ressonância orbital: harmonia entre corpos celestes

Através de dados do Spitzer, a equipe reconheceu um padrão matemático na frequência com que cada um dos seis planetas interiores orbitava a estrela. Este padrão complexo, mas previsível, chamado ressonância orbital, ocorre quando os planetas exercem um puxão gravitacional regular uns sobre os outros à medida que orbitam a estrela.

Para compreender o conceito de ressonância, considere as luas de Júpiter Io, Europa e Ganimedes, sendo esta última a mais distante das três. Para cada volta que Ganimedes completa em torno de Júpiter, Europa orbita duas vezes e Io faz quatro viagens.

Esta ressonância 1:2:4 é considerada estável e, caso uma lua fosse afastada do seu percurso, acabaria por se autocorrigir e voltava a ter uma órbita estável. É esta influência harmoniosa entre os sete planetas de TRAPPIST-1 que mantém o sistema estável.

Estas relações, explica Luger, sugeriram que ao estudar as velocidades orbitais dos seus planetas vizinhos, os cientistas podiam prever a velocidade orbital exata e, portanto, também o período orbital do planeta h, mesmo antes das observações do Kepler.

A equipe calculou seis possíveis períodos de ressonância para o planeta h que não iriam perturbar a estabilidade do sistema, mas apenas um não foi descartado por dados adicionais.

“Tudo isto indica que estas relações orbitais foram forjadas no início da vida do sistema TRAPPIST-1, durante o processo de formação planetária”, destaca Luger.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas criam pele artificial que é flexível se cura como a de verdade

Cientistas da Universidade Nacional da Austrália criaram um hidrogel que funciona como a pele de verdade, com a mesma força e durabilidade. “Com a química especial que desenvolvemos no hidrogel, ele pode se reparar após ser …

Putin e Zelenski anunciam cessar-fogo na Ucrânia

Em cúpula em Paris, presidentes concordam em retomar processo de paz e prometem troca de todos os prisioneiros até o fim deste ano. Apesar de avanços, divergências sobre eleições em regiões separatistas permanecem. Os presidentes ucraniano, …

Aung San Suu Kyi vai defender Mianmar na ONU de acusações de genocídio

A prêmio Nobel da Paz defenderá seu país das acusações de genocídio da minoria muçulmana rohingya no tribunal internacional da ONU, em Haia. A Corte Penal Internacional (CPI) autorizou em novembro que Mianmar, antiga Birmânia, seja …

Em meio a "emergência climática", UE aposta em Acordo Verde

Com a UE prestes a fracassar em suas metas de redução de CO2 até 2030, todos os olhos se voltam para os planos de longo prazo da Comissão Europeia para combater a mudança climática. A nova …

Kim Jong-un "tem tudo a perder" se agir de maneira hostil, diz Trump

O presidente americano Donald Trump também disse neste domingo (8) que a Coreia do Norte tem potencial econômico, mas deve manter "boas relações" com os Estados Unidos. A mensagem de Trump foi publicada no Twitter …

Governo argentino é alvo de roubo de 10 anos de arquivos administrativos

O governo da Argentina foi alvo de um ataque por meio de um ransonware e está com cerca de 10 anos de dados públicos sequestrados desde do dia 25 de novembro. Em entrevista, a ministra da …

Lausanne, na Suíça, é a melhor cidade pequena do mundo

A cidade de Lausanne, na Suíça, foi considerada a melhor cidade pequena do mundo pela influente revista britânica “Monocle”. A publicação fez uma lista com as 25 melhores cidades pequenas do mundo, com população …

Esse organismo unicelular toma "decisões" complexas mesmo sem um cérebro

Um organismo unicelular de água fresca chamado Stentor roeseli demonstra comportamento inteligente. Ele foi descoberto em 1906, e quando estimulado no microscópio, essa criatura com formato de trompete conseguiu tomar decisões consideradas complexas para um …

Rússia é banida de eventos esportivos mundiais por quatro anos

Decisão deixará o país de fora dos Jogos Olímpicos de 2020 e da Copa do Mundo de Futebol de 2022. Agência Mundial Antidoping (Wada) conclui que Moscou manipulou dados laboratoriais de seus atletas. A Rússia está …

Pessoas em situação de rua viram guias turísticos na Irlanda

Olha só que iniciativa maravilhosa. Na Irlanda, o projeto ‘Secret Street Tours’ treina pessoas em situação de rua para usar seu conhecimento sobre a cidade para serem guias de turistas em tours pela cidade de …