Banco do Brasil tem alta de 95,6% no Lucro Líquido Ajustado do 1º trimestre

Marcelo Camargo / Agência Brasil

O Lucro Líquido Ajustado do Banco do Brasil atingiu R$ 2,515 bilhões no primeiro trimestre deste ano, volume que representa crescimento de 95,6% sobre igual período do ano passado. Em 12 meses, o lucro líquido por ação foi de R$ 0,86, ficando 43,9% acima do registrado no quarto trimestre de 2016.

A remuneração aos acionistas alcançou R$ 710,3 milhões. Já o lucro líquido contábil aumentou 3,6% sobre o primeiro trimestre do ano passado com R$ 2,443 bilhões.

A margem financeira bruta apresentou elevação de 1,4% na comparação com igual trimestre de 2016 e somou R$ 14,5 bilhões.

A captação proveniente de tarifas cresceu 12,3% nos últimos 12 meses ao atingir R$ 6,117 bilhões com destaque para a evolução das rendas de tarifas de administração de fundos (29,3%) e de contas correntes (11,3%).

Também houve queda de 10,3% no momento provisionado pelo banco para as liquidações duvidosas de devedores em relação ao trimestre passado e um recuo de 26,6% na comparação com o mesmo trimestre de 2016, totalizando R$ 6,713 bilhões.

Quanto às despesas administrativas, o banco informou que elas recuaram 9,8% após um rígido controle de gastos e da reorganização institucional, medida que vem sendo desenvolvida desde novembro do ano passado.

Só com as despesas com pessoal, o montante de gastos diminuiu 10,2%.

Empréstimo rural

O volume de crédito dirigido ao setor rural aumentou 5,7% em 12 meses, totalizando R$ 152,2 bilhões. No mesmo período, as operações de custeio cresceram 8,9%. A participação do Banco do Brasil neste segmento manteve-se na liderança com 58,4% do volume movimentado no mercado.

Em relação ao crédito concedido a pessoas físicas, o saldo é de R$ 172,1 bilhões com alta de 1,8% sobre igual trimestre do ano passado. No segmento de financiamento de imóveis, a carteira cresceu 6,6% em 12 meses com saldo de R$ 53,7 bilhões.

Inadimplência

O índice de inadimplência do banco teve alta de 0,19 ponto percentual, ficando em 3,89% em março, ante 3,7% em dezembro de 2016. O presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, ressaltou, no entanto, que o processo de recuperação judicial de uma grande empresa devedora influenciou significativamente o volume de dívidas não pagas.

No sistema financeiro nacional, o nível de débitos com mais de 90 dias de atraso é de 3,8%.

Para Caffarelli, o percentual de inadimplência deve indicar uma queda no próximo balanço. “Nós devemos entrar em um processo de estabilidade da carteira, isso passa a acontecer já no segundo trimestre, mas passa a realçar no segundo semestre”, ressaltou.

Segundo ele, é preciso levar em consideração a profundidade da crise econômica. “Essa crise é muito diferente das crises que tivemos no passado. Essa retomada não vai acontecer na velocidade que aconteceu em 2010, vai acontecer de uma forma mais adequada a um processo sustentável”, disse.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bill Gates vai financiar sete pesquisas de vacina contra COVID-19

Bill Gates, o fundador, ex-CEO e atual filantropo, anunciou durante entrevista no talk show norte-americano Daily Show With Trevor Noah que, por meio de sua própria fundação, estará financiando sete pesquisas clínicas que buscam descobrir …

Bolsonaro é denunciado no TPI por “crime contra a humanidade”

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) denunciou o presidente Jair Bolsonaro por crime contra a humanidade no Tribunal Penal Internacional.  A denúncia foi protocolada nesta quinta-feira (2) na corte de Haia. Segundo …

O primeiro ‘autor’ do mundo era uma mulher

Enheduanna viveu no século 23 antes da nossa era na Mesopotâmia. Princesa, sacerdotisa e poeta, ela pode se orgulhar de ter sido a primeira autora do mundo a ter seu nome conhecido em uma época …

Maduro envia carta ao povo dos EUA pedindo "cessação das sanções"

Nicolás Maduro enviou uma carta ao povo dos Estados Unidos expressando uma mensagem de solidariedade e paz, e pedindo fim das ameaças militares e das sanções contra Venezuela. No documento, o chefe de Estado venezuelano exprime …

Governo dos EUA alerta população para novo "11 de Setembro" devido à covid-19

Chefe da Saúde Pública do país prevê que próxima semana será "a mais difícil e mais triste da vida da maioria dos americanos". Ele compara repercussão a dois dos maiores traumas da história dos Estados …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …

Coronavírus: 92% das mães nas favelas dizem que faltará comida após um mês de isolamento

"Muitas pessoas entraram na linha de pobreza da noite para o dia. O casal que trabalhava no shopping na semana retrasada, que recebia por semana, fez a compra da semana passada e nesta semana já …

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …