Um único fóssil pode ter mudado tudo o que sabemos sobre Pangeia

Keck School of Medicine of USC / Jorge A. Gonzalez

Cifelliodon wahkarmoosuch

O fóssil de um pequeno mamífero com quase 130 milhões de anos pode ter revelado que a divisão do supercontinente Pangeia pode ter acontecido mais lentamente do que os cientistas pensavam.

O crânio do pequeno mamífero com quase 130 milhões de anos, encontrado no Utah, nos Estados Unidos, revelou um novo grupo de mamíferos semelhantes aos répteis que existiram na América do Norte, informa o Science Alert.

“Tendo em conta a improvável descoberta deste crânio quase completo, agora reconhecemos um novo grupo cosmopolita de parentes de mamíferos primitivos”, afirma Adam Huttenlocker, autor do estudo e pesquisador da Universidade do Sul da Califórnia.

A nova espécie foi batizada de Cifelliodon wahkarmoosuch em honra ao famoso paleontólogo norte-americano Richard Cifelli e da palavra da tribo Ute para “gato amarelo”.

Os cientistas estimam que a espécie pesava cerca de um quilo e tinha provavelmente o tamanho de uma lebre, o que naquele tempo era considerado um “gigante”, e tinha dentes parecidos com os dos morcegos.

Os gigantes bulbos olfativos indicam que o animal tinha um grande olfato, mas as pequenas cavidades no crânio onde se encontravam os olhos mostram que não tinha uma boa visão, nem conseguia distinguir cores. Possivelmente, era um animal noturno e dependia do sentido do olfato para encontrar comida, explica Huttenlocker.

“O crânio é uma descoberta extremamente rara em uma vasta região com fósseis do interior ocidental, onde as mais de 150 espécies de mamíferos e percursores de mamíferos similares a répteis estão representados sobretudo por dentes e maxilares isolados”, explica o paleontólogo e coautor do estudo James Kirkland.

Os pesquisadores colocaram esta espécie dentro de um grupo chamado Haramiyida. A maioria dos fósseis deste grupo pertenciam ao período Triássico e Jurássico da Europa, Groenlândia e Ásia. Mas esse é o primeiro encontrado na América do Norte.

Assim, o fóssil agora descoberto enfatiza que os ‘haramiyidans’ e alguns outros grupos de vertebrados existiram globalmente durante a transição do Jurássico-Cretácico, o que significa que os corredores para a migração através das massas terrestres do chamado supercontinente Pangeia permaneceram intactos no Cretácico Inferior.

“Durante muito tempo, pensámos que os primeiros mamíferos do Cretácico (entre 145 e 66 milhões de anos atrás) eram anatomicamente similares e não ecologicamente diversos”, explica Huttenlocker.

“A descoberta reforça a teoria de que, mesmo antes do surgimento dos mamíferos modernos, seus parentes antigos exploravam nichos especializados: insetívoros, herbívoros, carnívoros, nadadores e planadores. Basicamente, ocupavam uma variedade de nichos que ainda ocupam nos dias de hoje”.

De acordo com as teorias iniciais, Pangeia começou a se dividir há cerca de 225 a 200 milhões de anos.

O novo estudo, publicado na revista Nature, sugere que a divisão do supercontinente demorou cerca de 15 milhões de anos a mais do que se pensava.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Emma Watson lança consultoria jurídica gratuita para mulheres assediadas no local de trabalho

A atriz Emma Watson acaba de lançar uma consultoria jurídica gratuita para mulheres que sofreram assédio no local de trabalho. O serviço está disponível na Inglaterra e no País de Gales. De acordo com o texto …

Polícia do Rio perdeu imagens que poderiam identificar assassinos de Marielle

A Polícia Civil do Rio de Janeiro perdeu imagens do carro dos suspeitos de matar a vereadora Marielle Franco gravadas no dia do homicídio, em 14 de março de 2018. A informação foi publicada neste domingo …

Protestos se espalham pela Catalunha após condenação de separatistas

Manifestantes bloqueiam principal aeroporto de Barcelona, além de ruas e uma via férrea, após nove líderes catalães serem condenados pela tentativa de independência da região. Confrontos com a polícia deixam feridos. A condenação de nove líderes …

Erdogan revela objetivos da operação turca na Síria

Nesta terça-feira (15), o presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse que a operação militar no norte da Síria está progredindo com sucesso, tendo 1.000 km de território ao longo da fronteira sido libertados de terroristas. "Temos …

Cientista da NASA revela possível localização de vida extraterreste em Marte

Alfonso Davila, cientista da NASA, acredita que haja vida em Marte e afirma que a NASA elaborou um plano para realizar uma investigação do subsolo do planeta. O cientista também revela que há diversos desafios na …

Em contexto de tensão na Síria, diplomacia boicota jogo entre França e Turquia

A polícia reforçou suas equipes nos arredores do estádio. Já os responsáveis pela segurança dentro do Stade France passarão dos 1.200 habituais para 1.400 homens. Há temores de que torcedores turcos e militantes pró-curdos se enfrentem …

Enterros verdes: Paris inova e inaugura seu primeiro cemitério sustentável

O cemitério de Ivry-sur-Seine, no subúrbio de Paris, reservou uma área de 1.560 metros quadrados para enterros sustentáveis. A nova ala deverá ajudar a diminuir o impacto gerado pelos enterros tradicionais. A contaminação do solo e …

Microsoft quer levar internet a mais de 40 milhões de pessoas em 2022

A inicativa Airband, desenvolvida pela Microsoft, está sendo expandida com a meta de conectar mais de 40 milhões de pessoas à internet até julho de 2022. Lançado em 2017, o programa visa o aprimoramento da internet …

Abandonados, curdos encontram em inimigo dos EUA um aliado

Regime sírio, um aliado russo, desloca tropas para a fronteira em apoio a milícias curdas, que estão sendo atacadas pela Turquia desde que perderam apoio de Trump. Nova aliança representa reviravolta no conflito. As Forças Armadas …

Experimento quântico indica que viagem no tempo é possível

Utilizando um computador quântico cientistas conseguiram fazer com que a máquina voltasse em uma fração de segundo ao passado mostrando que a viagem no tempo é possível. Viajar ao passado é um dos maiores sonhos da …