Google tem aumento de receita, mas venda de anúncios desacelera em março

A Alphabet (controladora do Google) anunciou nesta terça-feira (28) os resultados financeiros referentes ao primeiro trimestre deste ano (Q1/2020).

Ainda que a sua receita tenha aumentado 13% em relação ao mesmo período de 2019 (US$ 41,16 bilhões contra US$ 36,34 bilhões no ano passado), sua receita referente a venda de anúncios em março caiu de forma considerável, devido à crise gerada pela pandemia da COVID-19.

O lucro operacional do Google nesse trimestre foi de US$ 7,98 bilhões, um aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano anterior (US$ 6,60 bilhões). Já o lucro líquido da companhia foi de US$ 6,84 bilhões (contra US$ 6.65 bilhões do Q1 de 2019, um acréscimo de pouco mais de 2,85%).

Dentro do faturamento de pouco mais de US$ 41 bilhões, a Alphabet registrou US$ 10,67 bilhões em receita líquida nesse último trimestre. Com esses resultados, as ações do grupo subiram 4% nas negociações fora do pregão. “Nossos negócios, liderados pelo Google Search, YouTube e Cloud, elevaram as receitas da Alphabet para US $ 41,2 bilhões, um aumento de 13% em relação ao ano passado, ou 15% em uma moeda constante”, disse Ruth Porat, diretora financeira da Alphabet e do Google

No entanto, durante a conversa com analistas, Porat falou sobre a queda nas receitas de anúncios em março. “O desempenho foi forte durante os dois primeiros meses do trimestre, mas, em março experimentamos uma desaceleração significativa nas receitas de anúncios. Estamos aprimorando nosso foco em executar nossas estratégias com mais eficiência, continuando a investir em nossas oportunidades de longo prazo”, declarou a executiva, que não detalhou em números o tamanho dessas perdas.

Números desdobrados

Durante o anúncio, a Alphabet desdobrou as receitas geradas por cada produto da holding neste primeiro trimestre, além do Search. O

faturamento gerado pelos anúncios no YouTube foi de US $ 4,04 bilhões, um número 33% maior do que o mesmo período do ano passado (US$ 3,02 bi); o Google Cloud (divisão de serviços na nuvem da companhia) também apresentou um ótimo desepnho, registrando US$ 2,78 bilhões, uma receita 52% se comparada a 2019.

Já no campo de “outras receitas” – que incluem as divisões hardware (Chromecast, linha Pixel, Home, etc), Play Store (aplicativos) e receitas não publicitárias do YouTube – foi registrado um faturamento de US $ 4,44 bilhões, um crescimento de 22% em comparação ao mesmo período do ano passado (receita de US $ 3,62).

Gargalos

Se os números em geral apresentaram crescimento, é no setor de “Outras Apostas”, que a Alphabet continua a perder dinheiro. Neste primeiro trimestre de 2019, essa divisão apresentou uma receita de US$ 135 milhões, uma queda de 20% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o faturamento foi de US$ 170 milhões.

As perdas foram geradas, principalmente pela Verily Life Sciences (organização de pesquisa científica da holding) e pelo Google Fiber (provedor de internet via fibra ótica). De modo geral, o setor de “Outras apostas” registrou perdas de US$ 1,12 bilhão, um prejuízo 29% maior em comparação ao primeiro tri de 2019, que registrou perdas de US$ 868 milhões.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Estudo indica razão bizarra para a existência de barba nos homens

Humanos são bastante diferentes dos outros grandes primatas no que se refere ao pelo corporal: de forma geral temos bem menos que eles, especialmente as mulheres. Os homens, por outro lado, conseguem produzir uma barba longa, …

EUA querem fechar brecha em regra que bloqueia fornecimento de chips para Huawei

Reguladores dos EUA querem fechar uma brecha na nova regra que bloqueia o fornecimento global de chips para a Huawei. Recentemente, a fabricante chinesa também teve a sua presença prorrogada por mais um ano na …

Objetos escondidos por prisioneiros são descobertos em Auschwitz

Talheres e outros itens encontrados num duto de chaminé de um dos blocos daquele que foi o maior campo de extermínio nazista podem revelar detalhes sobre a vida no local, onde mais de um milhão …

Troca de ministros é exemplo de 'simplificação da política' de Bolsonaro

Constantes mudanças de ministro feitas por Jair Bolsonaro têm "impacto político importante", mas "simplificação da política" praticada pelo presidente o "mantém no cargo", disse sociólogo à Sputnik Brasil. Para Dario Sousa e Silva, professor da Universidade …

Pinguins fazem tour exclusivo em museu fechado por causa do coronavírus

Por todo o mundo a pandemia do novo coronavírus e a quarentena fecharam as portas dos museus, deixando as obras de arte solitárias nos corredores esvaziados das instituições, que já há meses não recebem visitantes. Enquanto …

Esse pode ser o único sintoma de Covid-19 em alguns pacientes

De acordo com publicação da Universidade de Utah, o coronavírus pode causar conjuntivite em casos raros e não parece ser o único sintoma de Covid-19, sendo acompanhada de febre, tosse e falta de ar. Mas …

Spotify reforça ambição de expandir para além do streaming de música

O Spotify teve uma alta em suas ações nessa terça-feira (19), depois de anunciar que terá, com exclusividade, um dos maiores podcasters do mundo na sua plataforma. "The Joe Rogan Experience", um podcast no estilo …

Israel é alvo de ciberataques generalizados

Vários websites de Israel foram atingidos nesta quinta-feira (21) por um ataque cibernético coordenado, com suas páginas principais sendo substituídas por imagens da capital, Tel Aviv, e de outras cidades israelenses em chamas. De acordo com …

Para imprensa europeia, cloroquina se tornou "arma política" no Brasil

A imprensa europeia demonstra surpresa e preocupação com a decisão do governo brasileiro de ampliar o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina para o tratamento de doentes com sintomas leves do coronavírus no SUS. Sites de …

STF libera vídeo de reunião com Moro e Bolsonaro

O ministro Celso de Mello do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu liberar nesta sexta-feira (22/05) a íntegra do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril mencionada pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro, logo …