Pênalti é loteria? Grupo de pesquisadores portugueses afirma que não

Miguel A. Lopes / EPA

O goleiro Rui Patrício defende o penalty que dá o apuramento de Portugal para as meias-finais do Euro 2016 frente à Polónia

O goleiro Rui Patrício defende o penalty que dá o apuramento de Portugal para as meias-finais do Euro 2016 frente à Polônia

O atacante Cristiano Ronaldo coloca a bola na marca fatal e toma distância, o goleiro não sabe onde ele vai chutar. Ou sabe? Um grupo de pesquisadores portugueses garante ter desenvolvido um algoritmo que acaba com o mito de que os pênaltis são uma loteria.

O projeto de inteligência competitiva no esporte, que ainda não tem nome, está sendo testado durante a Copa das Confederações – em que Portugal foi eliminado na semifinal pelo Chile, justamente nos pênaltis – para aperfeiçoar o algoritmo, e até agora “deu resultados muito bons”, disse à Agência Efe o coordenador do estudo, Alexandre Real.

A ideia surgiu durante a Eurocopa, disputada no ano passado, em que o pesquisador, especialista em liderança e gestão de equipes, trabalhava como comentarista em um programa de rádio, durante no jogo de quartas de final em que Portugal derrotou a Polônia na disputa de pênaltis.

O português se perguntou como os técnicos preparavam as equipes para esta parte do jogo: “Era feito através do ‘chutômetro’, com vídeos e a intuição do goleiro”, explica Real.

A partir daí, ele decidiu realizar um projeto para desenvolver uma ferramenta que, com base científica, permitiria aos técnicos preparar seus batedores e goleiros para melhorar a eficiência nesse quesito.

Com a coordenação científica de João Fialho, professor da American University of Middle East, o grupo de pesquisadores reuniu milhares de vídeos de cobranças de pênaltis em uma base de dados para criar um algoritmo que permitisse prever o comportamento dos jogadores nesses lances.

“Agora mesmo está em 80%, antes do final do ano vai estar desenvolvido 100%”, detalhou Real, garantindo que até o momento não existia nenhum algoritmo deste tipo no mundo do futebol.

O projeto conta com dados das principais competições, como a Liga dos Campeões da Europa, a Copa do Mundo, a Eurocopa e os campeonatos nacionais de países como Espanha, Portugal, Inglaterra e Itália, e já permitiu obter resultados concretos.

“Chegamos a conclusão de que Cristiano Ronaldo é mais eficiente que Messi cobrando pênaltis, ainda que tenha um ponto fraco: bater no meio do gol”, revelou o coordenador do projeto.

O atacante português converte 83% das penalidades máximas que cobra: 89% à direita do goleiro e 85% à esquerda, mas apenas 58% dos chutes são no meio do gol.

“Há sempre um conjunto de vícios que todos os jogadores têm conforme o lado em que batem o pênalti. Por exemplo, há um jogador da seleção do Chile que faz sempre certo tipo de simulação quando vai bater no lado direito e outra diferente quando vai para o esquerdo”, apontou Real, sem revelar o nome do jogador.

O algoritmo tem sempre associada uma margem de erro que depende do jogador e do contexto da jogada.

Segundo as previsões de seus desenvolveres, o projeto começará a ser comercializado a partir de dezembro aos “principais clubes do futebol europeu”, ainda que com uma regra básica: só uma equipe por país e por competição.

“A informação que damos é tão precisa que se a oferecermos a mais de um clube por país, anula o benefício do serviço“, defendeu o coordenador, que estima que uma equipe pode ter entre três e 12 pontos a mais por temporada graças a este estudo.

Além disso, o grupo descarta oferecer o serviço a outros mercados complementares, como sites de apostas esportivas ou estatísticas dirigidas aos meios de comunicação. O grupo ainda revela que a iniciativa não ficará só nas cobranças de pênaltis.

“Identificamos oportunidades de desenvolvimento de mais algoritmos, principalmente no caso de jogadas de bola parada, como faltas e escanteios“, concluiu Real.

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Alunos incentivam câmeras ligadas para que professores não ‘falem’ com telas em branco

Para amenizar a sensação de solidão de professores em aulas online, alunos norte-americanos começaram a usar o TikTok para incentivar mais estudantes a abrirem as câmeras durante encontros educacionais à distância. A usuária da rede social …

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …

Cães farejadores de covid: eficazes e baratos, mas esnobados

A Europa está em pânico em meio ao segundo surto de covid-19, com taxas de contágio explodindo e os PIBs despencando. A Bélgica acaba de anunciar que não mais testará cidadãos assintomáticos, mesmo que tenham …

Bolsonaro é avaliado positivamente por 37% da população, diz pesquisa

Entre os que souberam do dinheiro na cueca do senador Chico Rodrigues (52%), 74% não mudaram sua avaliação sobre o presidente Bolsonaro. Os que mais mudaram de opinião foram os pesquisados com ensino superior (26%) …

Tribunal Constitucional da Polônia invalida direito ao aborto por malformação do feto

O Tribunal Constitucional da Polônia invalidou nesta quinta-feira (22) uma disposição que permitia a interrupção voluntária da gravidez (IVG) em caso de malformação do feto. Uma vez que a decisão entre em vigor, apenas o …

Estudo descobre 1,8 bilhão de árvores no deserto do Saara e no Sahel

Um estudo publicado na revista Nature descobriu que na região do Saara Ocidental e no Sahel, há mais de um bilhão de árvores. No meio da aridez do local, a surpreendente descoberta colocou um novo …

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …

Combate à corrupção reduz mortalidade infantil, aponta estudo

Auditorias anticorrupção realizadas em municípios brasileiros entre 2003 e 2015 reduziram a mortalidade infantil. Esta é a principal conclusão de um estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que relacionou o …

2.300 maneiras de prevenir o Covid-19 foram mapeadas por universidade brasileira

Está disponível online a Plataforma das Universidades contra COVID-19 organizada pelo Projeto Ciência Popular e desenvolvida em parceria com a Empresa Júnior de Sistemas de Informação da EACH/USP (Síntese Jr.). Em setembro havia sido publicado o …

Debate nos EUA: Trump não disse nada de novo para reverter vantagem de Biden, diz historiador

O segundo e último debate entre o presidente americano, Donald Trump, e seu rival democrata Joe Biden, nesta quinta-feira (22), em Nashville, foi mais civilizado do que a primeira confrontação entre os dois candidatos …