Eleita a 1ª deputada indígena do Brasil, Wapichana promete ser resistência

(dr) Joênia Wapichana / Facebook

Joênia Wapichana, a primeira deputada indígena do Brasil

Combater as “ameaças” aos direitos dos povos indígenas será um dos principais desafios de Joênia Wapichana, a primeira mulher indígena na história a ser eleita para ocupar uma cadeira na Câmara dos Deputados.

A adoção do sobrenome Wapichana é uma homenagem ao nome de seu povo indígena. Joênia Batista de Carvalho foi também a primeira mulher indígena graduada em uma faculdade de Direito no Brasil e estudou na Universidade do Arizona, nos EUA.

A deputada eleita pela Rede Sustentabilidade é a segunda indígena a chegar à Câmara, depois de Mário Juruna, eleito em 1982 nas primeiras eleições parlamentares com voto popular direto depois do golpe militar de 1964.

“Essa candidatura chega em um momento muito delicado e necessário para se trabalhar na defesa da garantia dos direitos constitucionais diante das várias propostas contrárias aos povos indígenas que tramitam na Câmara”, explicou Wapichana.

Advogada, a agora deputada acumula uma série de vitórias ao longo da vida: em 1997, foi a primeira mulher indígena a se graduar em uma faculdade de Direito brasileira, depois se tornou mestre em Direito Internacional pela Universidade do Arizona.

Referência na luta pelos direitos indígenas dentro e fora do país, Wapichana não se “imaginava na carreira política”, mas neste ano decidiu aceitar um convite do Conselho Indígena de Roraima (CIR).

“Aceitei participar porque percebi que a minha contribuição como defensora dos direitos indígenas seria essencial para somar na defesa de nossas lideranças, acreditava que era o momento correto”, contou.

Wapichana se diz “preocupada” com o “delicado momento” que o Brasil atravessa e garante que seu trabalho “será difícil, mas não impossível”.

Segundo dados do Conselho Indigenista Missionário, atualmente há 33 projetos contra os direitos indígenas tramitando no Congresso Nacional, e 17 deles buscam a alteração nos processos de demarcação de terras indígenas, embora sejam um direito original garantido na Constituição de 1988.

Entre os principais desafios que terá como deputada, Wapichana destaca a oposição aos interesses da bancada ruralista, como a extração mineral, a exploração e o uso de terras indígenas por terceiros e a falta de inclusão das comunidades no debate sobre os seus próprios territórios.

Outra bandeira primordial da deputada será a “desmistificação” de pontos cruciais na hora de entender o que é a demarcação de terras indígenas, já que “muitos não entendem esse processo na sua totalidade”.

“É preciso desmistificar situações, pois tem gente que afirma que é muita terra para pouco índio, que o índio ameaça a segurança nacional, ameaça a economia de um estado. Já vimos no passado que não é assim”, ressaltou Wapichana.

Segundo a Fundação Nacional do Índio (Funai), o Brasil conta atualmente com 436 terras indígenas regularizadas, o que representa 12% do território nacional, enquanto pelo menos outras duas centenas de terrenos tropeçaram em barreiras jurídicas e aguardam uma decisão do governo. Wapichana pretende informar a sociedade sobre “o valor desses territórios para os índios”.

“As populações indígenas necessitam uma demarcação consoante com o estabelecido na Constituição e que respeite sua sobrevivência física e cultural, sua economia, a preservação do meio ambiente, assim como todo o seu resguardo espiritual”, explicou a advogada.

Para enfrentar o que chamou de “absurdos projetos que ameaçam a legitimidade indígena”, Wapichana disse confiar no seu histórico de mais de duas décadas como advogada e ativista e garantiu que não se assustará com os fortes obstáculos que poderá encontrar.

“Eu farei uso da minha experiência como advogada, como defensora dos direitos indígenas e como militante dos direitos sociais. E usarei tudo o que for possível dentro dos meios legais para conter esses absurdos que podem vir a se concretizar”, argumentou.

Ciberia // EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …