Robô mede pela primeira vez alta radiação dentro de reator 1 de Fukushima

Ministério da Administração Interna e Transportes do Japão / Wikimedia

Vista aérea da central nuclear de Fukushima

Vista aérea da central nuclear de Fukushima

Um robô conseguiu pela primeira vez medir os altos níveis de radioatividade dentro do reator 1 de Fukushima, além de captar imagens do mesmo, passos necessários para seu futuro desmantelamento, informou ontem a operadora da usina.

O dispositivo, manuseado por controle remoto, é o terceiro que tenta analisar o interior da vasilha de contenção do reator 1, e completou com sucesso a primeira parte de sua missão após superar problemas técnicos, explicou em comunicado a Tokyo Electric Power Company (TEPCO).

O aparelho detectou um nível de radiação de 7,8 sieverts por hora dentro da vasilha de contenção primária, compartimento que armazena o núcleo do reator nuclear e o separa do exterior.

A TEPCO afirmou que o efeito desta radiação “é protegido com dois muros e a cobertura de aço” da vasilha, e precisou que “não foi detectado nenhum impacto” no exterior da unidade atômica número 1 da usina.

Uma dose de um só sievert por dia pode causar danos graves na saúde humana e até a morte, por isso que os níveis estimados no interior das instalações nucleares impossibilitam o acesso de operários humanos e inclusive danificariam aparelhos eletrônicos convencionais.

A TEPCO explicou que os 7,8 sieverts por hora supõem a primeira medição do nível de radioatividade dentro da vasilha do reator, o que “não significa que tenha ocorrido nenhum novo fenômeno” no coração do reator.

O robô seguirá realizando medições nos próximos dias com o objetivo de determinar a suposta presença de combustível que pôde ser filtrado desde o núcleo do reator até o fundo da vasilha de contenção, algo que até agora não foi possível confirmar.

Avaliar as condições no interior do reator é um passo necessário para elaborar um plano sobre a futura retirada do combustível nuclear, embora esta tarefa seja dificultada pelos níveis mortais de radioatividade dentro das instalações nucleares.

Outro aparelho enviado no mês passado pela TEPCO dentro da unidade 2 também teve o sistema eletrônico danificado pela radioatividade.

Os reatores 1, 2 e 3 sofreram fusões parciais de seus núcleos por causa do desastre do terremoto seguido por uma tsunami em março de 2011, e conhecer o estado exato das barras de combustível radioativo é fundamental para seu manejo e retirada.

A crise atômica de Fukushima, desencadeada pelo terremoto e posterior tsunami que castigaram há seis anos o nordeste do arquipélago japonês, é considerada o pior acidente nuclear desde o de Chernobyl (Ucrânia) em 1986.

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Asteroide Psyche poderia ser núcleo de planeta que não se formou, dizem cientistas

Cientistas examinaram um asteroide que deve ser visitado por uma missão da NASA em 2022, encontrando provas que suas propriedades atraíram sucessão de outros asteroides. Após realizar diversas simulações em 2D e 3D usando um supercomputador, …

Essa “formiga-diabo” pré-histórica ataca sua presa há 99 milhões de anos

Uma linhagem extinta há tempos, nomeada afetuosamente de “formiga do inferno” ou “formiga-diabo”, foi encontrada presa em âmbar há 99 milhões de anos atrás, com sua mandíbula em formato de foice agarrada firme na presa. No …

Mataram um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros depois de 50 anos de perseguição

Notícia triste para quem luta pela preservação do meio ambiente. Conhecido como Demônio, um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros, que segundo moradores aterrorizava vilarejos na ilhas Bangka Belitung (Indonésia), foi morto na semana …

China diz que encontrou traços de coronavírus em frango brasileiro

Carga de asas de frango que chegou a Shenzhen, no sul do país asiático, foi confiscada. Funcionários da alfândega que entraram em contato com alimentos foram testados, mas exames deram negativo. Traços do novo coronavírus foram …

Vacinação em SP começa em janeiro, segundo diretor do Butantan

Com a pandemia, inúmeras empresas estão dedicadas ao desenvolvimento de uma vacina que possa ajudar na luta contra a COVID-19. Nesta quarta-feira (12), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, afirmou que o estado …

Descoberto "Stonehenge de madeira" de 4.500 anos em Portugal

A estrutura de madeira achada é a "única na pré-história da Península Ibérica", explicou o arqueólogo que lidera as escavações. Durante uma escavação no sítio arqueológico de Perdigões, arqueólogos descobriram uma estrutura para fins cerimoniais de …

Coronavírus reaparece na "protegida" Nova Zelândia e gera alerta

A detecção de quatro casos de transmissão local do novo coronavírus, depois de mais de 100 dias sem o vírus, levou as autoridades da Nova Zelândia a restaurar a quarentena em Auckland, cidade mais populosa …

Viagem aos anos 90: Airbnb abrirá reservas para pernoites na última Blockbuster

Quem viveu o boom das locadoras nos anos 90 sabe que ir até uma Blockbuster ou redes semelhantes de VHS e DVDs era um verdadeiro programa de final de semana: a experiência de assistir a …

Joe Biden escolhe Kamala Harris como candidata a vice

Senadora eleita pela Califórnia pode se tornar a primeira mulher vice-presidente dos Estados Unidos, caso chapa democrata derrote Donald Trump em eleição de novembro. O candidato à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta terça-feira …

Bilionários do Vale do Silício apostam em bunkers para vencer fim do mundo

Esqueça a vida no espaço: bilionários do Vale do Silício estão se preparando para o apocalipse comprando bunkers. A parte mais abastada da população mundial tem se mostrado interessada em adquirir “buracos na terra” equipados para …