Um simples exame de sangue já pode prever câncer de mama 5 anos antes de se manifestar

O câncer de mama é o segundo mais comum no mundo, e também o que mais mata mulheres. No entanto, o grande paradoxo é que, enquanto a doença é a responsável por uma das principais causas de morte de mulheres no mundo todo, ele também é o tipo de câncer com maior taxa de cura.

Porém, o diagnóstico precoce é fundadamental para que a taxa de mortalidade caia, por isto a comunidade médica e científica vêm trabalhando para encontrar normas formas, que não apenas a mamografia. E a boa notícia é que, de acordo com um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade de Nottingham – Reino Unido, um exame de sangue poderia detectar um câncer de mama 5 anos antes da doença começar a se manifestar.

Se o autoexame e a mamografia são prevenções efetivas, eles já mostram pequenos nódulos quando a doença já se manifestou. Com o exame de sangue, no entanto, o o diagnóstico é mais simples, prático e preciso.

A lógica foi não focar nas concentrações de células cancerígenas, que são justamente o que causam o nódulo, mas sim nos antígenos produzidos por elas. Antígeno são substâncias que desencadeiam uma resposta imune do organismo, ativando nosso sistema de defesa.

Isto porque, segundo os pesquisadores, as células cancerígenas – mesmo quando são muito poucas, já produzem proteínas que agem como antígenos – os chamados TAAs (tumour-associated antigens). Detectar no sangue os anticorpos desencadeados por esses antígenos seria uma forma mais prática de detectar o câncer de mama em estágio inicial.

De acordo com Daniyah Alfattani – um dos autores do estudo: “Conseguimos detectar o câncer com razoável precisão, identificando esses anticorpos no sangue. Conforme o teste fique mais acurado, abre-se a possibilidade de usar um simples exame de sangue para o diagnóstico precoce dessa doença”.

Ainda segundo os pesquisadores, os anticorpos desencadeados por antígenos produzidos por células cancerígenas podem estar presentes no sangue desde muito antes da grande multiplicação de células doentes começar, ou seja, desde antes da própria formação do câncer, por isto a importância de um exame como este ser colocado em prática o quanto antes.

A pesquisa já foi apresentada na Conferência Nacional de Câncer em Glasgow – na Escócia, e neste momento os cientistas estão testando amostras de sangue de 800 pacientes. Se os resultados se repetirem em próximos exames, a descoberta promete ser uma das maiores revoluções já vistas no mundo da medicina.

Somente em 2019 já foram cerca de 60 mil novos casos de câncer de mama diagnosticados no Brasil. A grande questão é que, mais de 70% dos casos de câncer de mama são dignosticados em estágio avançado, dificultando as chances de cura.

As deficiências do Sistema Único de Saúde (SUS), que fazem uma mulher esperar meses para receber o diagnóstico, são as maiores culpadas por esta triste realidade. Quando diagnosticado precocemente a chance de cura é de 95%, taxa que vai caindo conforme o tempo vai passando, um grande indicador do profundo abismo social presente no Brasil.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Colin Powell, ex-secretário de Estado dos EUA, morre aos 84 anos

Primeiro negro a ocupar topo da diplomacia e da máquina militar americana, ex-general teve papel de destaque na Guerra do Golfo e arranhou sua credibilidade ao apoiar a invasão do Iraque uma década depois. Colin Powell, …

Criminosos usam escaneamento por código do próprio usuário para 'sequestrar' contas do WhatsApp

Em 2019, um relatório divulgado pelo laboratório de pesquisa da empresa de segurança virtual Eset alertou que uma das formas crescentes de sequestro de contas do WhatsApp era feita por meio de um ataque conhecido …

EUA: Manobras de Trump bloqueiam investigação sobre invasão do Capitólio

Vários parceiros e associados do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se recusaram a comparecer à comissão da Câmara que investiga a invasão de 6 de janeiro de 2021 contra o Capitólio, sede do …

Dor nos olhos após COVID-19: cientistas explicam causa de complicação inesperada do vírus

Uma pesquisa de cientistas alemães mostrou que o coronavírus pode penetrar nos olhos e infectar os fotorreceptores e células ganglionares na retina. Isso pode ser uma causa de problemas com os olhos após a COVID-19. Os …

Estudo mostra como mudanças climáticas afetarão a energia hidrelétrica no Brasil

Um novo relatório publicado pela Global Environmental Change revela que, nas próximas décadas, as reduções de precipitação e vazão dos rios na região amazônica — a maior bacia hidrográfica do mundo e uma forte candidata …

Merkel é premiada por compromisso com a União Europeia

"Somente uma Europa unida é uma Europa forte", diz a líder alemã ao receber o prêmio Carlos 5º. Rei espanhol destaca pragmatismo e confiabilidade da chanceler federal, descrevendo-a como uma "mulher extraordinária". Prestes a deixar o …

França: crianças pobres são ainda mais vulneráveis à poluição do ar, aponta relatório

O Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a rede mundial Climate Action Network International, que reúne associações que lutam contra o aquecimento global, divulgaram, nesta quinta-feira (14), o relatório "Injustiça social …

'Love is in the Bin': a obra semidestruída de Banksy vendida a R$ 121 milhões em leilão

Uma obra de arte de Banksy que se autodestruiu parcialmente em um leilão anterior foi arrematada agora a um preço recorde de 16 milhões de libras (cerca de R$ 121 milhões). Love is in the Bin …

EUA tentam virar a página da era Trump e voltam ao Conselho de Direitos Humanos da ONU

Os Estados Unidos voltaram, nesta quinta-feira, ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, órgão que o país havia deixado durante o mandato de Donald Trump. O retorno mostra a vontade de Washington de fazer …

Explosões deixam vários mortos em mesquita no Afeganistão

Ao menos 33 pessoas morrem após explosões em mesquita xiita durante a oração de sexta-feira. Testemunha diz ter visto homens-bomba. Incidente ocorre dias depois de ataque do "Estado Islâmico" contra xiitas no país. Fortes explosões atingiram …