Para 56% dos brasileiros, Bolsonaro é incapaz de liderar o país

Marcelo Camargo / Agência Brasil

Jair Bolsonaro

Pesquisa aponta ainda que 46% dos entrevistados são a favor do impeachment do presidente e 47% acreditam que ele deveria renunciar.

Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta quarta-feira (17/03) mostra que 56% dos brasileiros consideram o Presidente Jair Bolsonaro incapaz de comandar o Brasil. O número cresceu em comparação com o levantamento anterior, realizado em janeiro, quando 50% dos entrevistados haviam dito que Bolsonaro não tinha condição de liderar o país.

Já o total de brasileiros que consideram Bolsonaro capaz caiu de 46% em janeiro para 42% em março.

Segundo o Datafolha, os números das avaliações positiva e negativa praticamente se inverteram desde abril de 2020, quando o Brasil ainda vivia o início da pandemia de covid-19. Em abril do ano passado, 52% consideravam o presidente capaz de liderar o país, enquanto 44% o julgavam incapaz.

Entre os grupos que consideram o presidente mais incapaz estão os moradores da região Nordeste (63%), os que ganham mais de 10 salários mínimos (62%) e os que têm curso superior (62%).

Por outro lado, os moradores das regiões Sul (51%), Norte/Centro-Oeste (49%) e o o grupo dos evangélicos (52%) estão entre os que mais confiam no presidente.

Metade dos brasileiros não quer impeachment

Também segundo o Datafolha, 50% dos brasileiros não querem o impeachment de Bolsonaro e 46% são favoráveis à abertura do processo contra o presidente.

No levantamento anterior, em janeiro, 53% eram contrários à abertura de impeachment e 42% eram favoráveis.

Entre os grupos que mais apoiam o impeachment estão as mulheres (58%), os que ganham entre 5 e 10 salários mínimos (57%), os que recebem de 2 a 5 salários (56%) e os nordestinos (56%).

Por outro lado, a maior parcela contrária à ideia é de moradores da região Sul (59%) e entre os evangélicos (59%).

A pesquisa também revelou que para 50% da população o presidente não deveria renunciar e, para 47%, sim. Em abril do ano passado, 59% eram contra a renúncia e 37% a favor.

A renúncia é defendida por nordestinos (53%), mulheres (52%), negros (55%) e entre pessoas mais ricas e instruídas (51%). Os maiores grupos contra a renúncia do presidente são os evangélicos (59%) e os moradores da região Sul (57%).

O Datafolha ouviu 2.023 pessoas entre 15 e 16 de março, por telefone. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Reprovação na gestão da pandemia

Na terça-feira, o Datafolha já havia divulgado que a desaprovação à gestão da pandemia de covid-19 pelo presidente Jair Bolsonaro atingiu o maior nível, com 54% dos brasileiros classificando o desempenho dele como ruim ou péssimo.

A reprovação ao trabalho do presidente aumentou seis pontos percentuais em relação aos 48% registrados no levantamento anterior, realizado em janeiro.

Os dez dias com mais mortes diárias desde o início da epidemia foram todos no mês de março. Apesar disso, cerca de um quinto dos ouvidos pelo Datafolha ainda se disse satisfeito, ou seja, acha que a gestão da crise sanitária por Bolsonaro boa ou ótima, mas o percentual caiu de 26% em janeiro para 22%. O índice daqueles que consideram o desempenho do presidente regular ficou praticamente estável, passando de 25% para 24%.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

As vovós que lutam pela democracia na Polônia

Idosas polonesas organizam protestos regulares contra erosão da democracia no país, governado por partido ultraconservador. "Não sou capaz de ficar tranquila em casa, cada violação dos direitos me dói", diz aposentada. Clima de fim de expediente …

Coruja super rara dá o ar da graça depois de 125 anos

A coruja rajá de Bornéu (Otus brookii brookii) é uma espécie tão pequena que apenas seu tamanho já tornaria sua identificação mais complexa. Nativa do Sudeste da Ásia e com peso médio de apenas 100 gramas, …

Nintendo bate todos os recordes de lucros com videogames durante a pandemia

A Nintendo apresentou resultados recordes para o ano fiscal de 2020/21 encerrado em 31 de março, impulsionada pela mania global dos videogames em tempos de pandemia, mas o grupo japonês não espera repetir essa …

Doença cerebral misteriosa intriga médicos no Canadá

Médicos no Canadá têm deparado com pacientes que apresentam sintomas semelhantes aos da doença de Creutzfeldt-Jakob, um mal raro e fatal que ataca o cérebro. Mas quando resolveram investigar o mal em mais detalhe, o …

Governador do Rio diz que operação que terminou com 25 mortos foi ação de 'inteligência'

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, afirmou que a operação da Polícia Civil realizada no Jacarezinho foi "ação pautada e orientada por longo e detalhado trabalho de inteligência e investigação".  A operação terminou com …

Butantan diz que ataques de Bolsonaro à China afetam vacinas

Presidente insinuou que chineses, principais fornecedores de matéria-prima para imunizantes ao Brasil, criaram vírus como parte de "guerra química". "Essas declarações têm impacto", diz diretor do Instituto Butantan. A direção do Instituto Butantan e o governador …

Fotos da última sessão de Kurt Cobain são vendidas como NFT

As imagens da última sessão de fotos da vida do compositor e cantor Kurt Cobain irão a leilão em formato de token não-fungível, os célebres NFTs. O anúncio foi feito por Jesse Frohman, fotógrafo por trás …

EUA, França e Rússia apoiam quebra de patentes contra a Covid-19, mas laboratórios resistem

A ideia de suspender as patentes da fabricação de vacinas contra a Covid-19 continuou a ganhar apoio em todo o mundo nesta quinta-feira, após o impulso inicial dado Estados Unidos. Porém, os laboratórios resistem, …

Descoberta a evidência mais antiga de atividade humana

Uma das atividades mais antigas de humanos foi identificada em uma caverna na África do Sul. Uma equipe de geólogos e arqueólogos encontrou evidências de que nossos ancestrais estavam fazendo fogo e ferramentas na Caverna …

Jeff Bezos: os planos do homem mais rico do mundo para voo espacial turístico

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, afirma que está pronto para levar pessoas ao espaço. A empresa Blue Origin, do empresário americano detentor de uma fortuna estimada em R$ 1 trilhão, diz que lançará uma tripulação …