Austrália se emociona com deputada que denunciou o próprio marido por pornografia infantil

(dr) Eddie Jim / The Age

Rachel Carling-Jenkins

No dia em que a deputada australiana Rachel Carling-Jenkins descobriu que seu marido tinha pornografia infantil no computador da sua casa, foi diretamente à polícia, junto a seu filho, denunciá-lo. Após a denúncia, o homem foi preso.

Em um discurso emocionado no parlamento de Victoria, na Austrália, a deputada conservadora Rachel Carling-Jenkins surpreendeu esta quinta-feira seus colegas quando pela primeira vez revelou a história que, segundo ela, durante 18 meses virou sua vida do avesso.

Eu e meu filho Terry encontrámos imagens no computador de meu marido que me provocaram grande aflição naquele momento e até agora”, revelou a deputada, “encontrámos uma enorme coleção de pornografia infantil, material muito perturbador que me causou grande angústia”.

Meu casamento terminou imediatamente. Saí de casa no mesmo dia em que descobri o que estava acontecendo e não voltei, exceto quando fui buscar alguns pertences”, conta a deputada.

Rachel Carling-Jenkins conta que chamou a polícia, saiu de casa imediatamente e que manteve até agora silêncio sobre o acontecido para não interferir na investigação policial e no processo judicial.

Após a revelação, colegas de todos os quadrantes políticos elogiaram sua atitude e se mostraram solidários com Carling-Jenkins. Mas, segundo o jornal local The Age, a deputada acabou sendo criticada por algumas pessoas. “Foram poucos os que me criticaram, mas nem todos eram estranhos”, diz.

A política do partido Conservadores Australianos nunca havia suspeitado que seu marido fosse viciado em pornografia infantil. “Não me arrependo, como mãe ou esposa, de ter denunciado esse crime horrível que ocorreu na privacidade do meu lar”, acrescentou.

Carling-Jenkins diz que seu marido se negou a assinar os papéis do divórcio e a chegar a um acordo sobre as propriedades e outros ativos do casal.  A deputada conta que se sente financeira e mentalmente abusada por seu ex-marido, que foi condenado a quatro meses de prisão pela posse de pornografia infantil.

Rachel Carling-Jenkins também falou sobre a angústia que sentiu pelas vítimas. “O crime de meu marido não se trata de mim. Não se trata sequer de meu marido. O crime é sobre as vítimas, as muitas meninas que foram abusadas para prazer de pedófilos”.

“Os rostos de muitas delas ficarão gravados em minha memória para sempre. Rezo para que a polícia possa identificar e resgatar tantas vítimas pobres, desamparadas e vulneráveis quanto for possível”.

“Essas meninas, e outras como elas, nunca seriam abusadas se pessoas como meu ex-marido não criassem um mercado para o seu abuso“, conclui a deputada australiana.

Ciberia // BBC / The Times

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Startup ajuda pequenas empresas a monitorarem vacinação dos funcionários

A startup brasileira White Tents lançou uma versão em formato freemium — isto é, gratuita mas com alguns recursos pagos — de sua plataforma digital para pequenas empresas que queiram monitorar a vacinação de até …

Argentina vacinará brasileiros na região de fronteira e turistas estrangeiros menores de 18 anos

O governo argentino anunciou uma nova flexibilização para a entrada de estrangeiros no país, a vacinação de turistas menores de 18 anos e de cidadãos de países vizinhos que atravessarem a fronteira por via …

CPI da Pandemia conclui trabalhos e pede o indiciamento de Bolsonaro

Senadores aprovam relatório sobre atuação do governo na crise do coronavírus que propõe punição de 78 pessoas e duas empresas, após seis meses de depoimentos, coleta de provas e repercussão na mídia. A CPI da Pandemia …

Sinais de possível 1º exoplaneta fora da Via Láctea são detectados

Pela primeira vez na história, é possível que os cientistas tenham descoberto um planeta em outra galáxia. O possível exoplaneta recebeu o nome de M51-ULS-1 e se encontra a 28 milhões de anos-luz de distância na …

China vai vacinar crianças a partir de três anos contra a covid-19

Imunizantes aprovados são das farmacêuticas chinesas Sinopharm e Sinovac, fabricante da Coronavac. País será um dos primeiros a começar a vacinar essa faixa etária. No total, China já vacinou 76% da população. Ao menos cinco províncias …

"Bolsonaro ignora todas as necessidades culturais dos brasileiros", diz Gilberto Gil à revista Télérama

A imprensa francesa desta segunda-feira (25) destaca o show de Gilberto Gil nesta noite na Filarmônica de Paris. O músico brasileiro conversou com o jornal Le Monde e com a revista Télérama. "Gilberto Gil", embaixador …

"Peças extraordinárias" achadas na Indonésia podem ser da lendária "ilha do Ouro"

Tesouros no valor de milhões de dólares encontrados nos últimos cinco anos ao longo do rio Musi podem ser do antigo império malaio Serivijaia, na ilha de Sumatra, que por 300 anos dominou as rotas …

Pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", diz diretor da OMS

A pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", disse neste domingo (24) o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus. O representante da ONU discursou na abertura …

Google está “criando Deus”, alerta ex executivo da Google

Segundo um ex-executivo do Google, a singularidade está chegando. E, segundo ele isso representa uma grande ameaça para a humanidade. Mo Gawdat, ex-diretor de negócios da organização moonshot do Google, que na época se chamava Google …

Pandemia causa a maior redução na expectativa de vida desde a Segunda Guerra

Desde a descoberta do coronavírus SARS-CoV-2, mais de 4,9 milhões de pessoas morreram oficialmente em consequência da infecção, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Nesse cenário, a pandemia da covid-19 reduziu a expectativa de vida …