China aprova vacina contra covid-19 para crianças com mais de três anos

(dv)

Autorização de uso emergencial foi confirmada pela farmacêutica chinesa Sinovac, fabricante da Coronavac. No entanto, ainda não foi informado quando essa faixa etária começará a ser vacinada.

A China aprovou o uso emergencial de uma vacina contra a covid-19 em crianças com mais de três anos, tornando-se o primeiro país do mundo a autorizar o imunizante para menores de 12 anos.

A informação foi confirmada nesta terça-feira (08/06) pela farmacêutica chinesa Sinovac, fabricante da Coronavac, que no Brasil é produzida em parceria com o Instituto Butantan.

“Nos últimos dias, a vacina da Sinovac foi aprovada para uso emergencial em crianças de três a 17 anos“, disse o porta-voz da empresa.

No entanto, não foi especificado quando as crianças começarão a ser vacinadas. A decisão do cronograma caberá à Comissão Nacional de Saúde, que seguirá critérios como as atuais necessidades de prevenção e controle de epidemias na China e o fornecimento de vacinas.

A Sinovac informou que concluiu os primeiros testes do imunizante em crianças e adolescentes e que os resultados serão publicados em breve na revista científica Lancet.

Em entrevista ao China Media Group, o presidente da Sinovac, Yin Weidong, disse que os estudos clínicos envolvendo centenas de voluntários mostraram que a segurança da vacina em crianças e adolescentes é tão boa quanto em adultos e os níveis de anticorpos são semelhantes.

No fim de semana, a emissora estatal CGTN informou que um funcionário da força-tarefa de resposta a epidemias do Conselho de Estado da China disse que as vacinas foram aprovadas para crianças e que “a segurança e eficácia” foram comprovadas.

Sinopharm garante eficácia e segurança

Outra grande farmacêutica chinesa, a Sinopharm, também afirmou que sua vacina contra covid-19 demonstrou eficácia e segurança na faixa-etária de três a 17 anos. No entanto, a empresa não confirmou se o imunizante foi aprovado para uso emergencial.

A Sinopharm iniciou os ensaios clínicos de fase 1 e 2 nessa faixa etária em julho de 2020, disse o Zhang Yuntao, vice-presidente da Sinopharm, em entrevista à CGTN.

A China já aplicou mais de 777 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 e espera inocular 70% da população de 1,4 bilhão de habitantes até o fim do ano.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou as vacinas da Sinovac e da Sinopharm para uso emergencial em adultos com 18 anos ou mais, e ambas as vacinas estão sendo administradas em vários países do mundo.

Embora atualmente a OMS não recomende a vacinação de crianças contra o coronavírus, Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e a União Europeia já aprovaram a vacina da Pfizer-BioNTech para crianças e adolescentes a partir dos 12 anos.

A Alemanha já anunciou que pretende vacinar as crianças com mais de 12 anos até o fim de agosto, para o início do novo ano escolar após as férias de verão na Europa.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Fábrica russa eliminará deficiências na produção da Sputnik V de acordo com recomendações da OMS

Em resultado de inspeções efetuadas na Rússia, o grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde fez várias observações sobre a fabricação da vacina Sputnik V. Estas são ligadas principalmente à proteção do meio ambiente …

Brasil ultrapassa Índia e volta a ser líder mundial em mortes diárias por coronavírus

Em meio ao avanço da terceira onda da pandemia, o Brasil ultrapassou a Índia e voltou à liderança do número de mortes diárias por covid-19 registradas, em média. São mais de 2.000 óbitos registrados por …

Rajadas rápidas de rádio ajudarão a mapear distribuição de matéria no universo

O novo levantamento dos dados coletados pelo radiotelescópio CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment) resultou em mais de 500 rajadas rápidas de rádio devidamente catalogadas, todas feitas durante o primeiro ano de atuação do telescópio. Agora, …

Lider da UE chama lei húngara anti-LGBT de vergonha

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirma que vai usar poderes de que dispõe para garantir direitos de todos os cidadãos do bloco. Países pediram à UE que agisse. A presidente da Comissão Europeia, …

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …