Com Lula livre, eleições de 2022 podem ser “Sanders contra Trump”, diz analista

Fernando Frazão / Agência Brasil

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), anulou nesta segunda-feira (8) todas as condenações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por considerar incompetente o tribunal que as proferiu no âmbito da operação ‘Lava Jato’.

Lula tem duas condenações por casos vinculados à Lava Jato, determinadas pela 13º Vara Federal de Curitiba, encarregada das investigações da operação que descobriu um esquema de pagamento de propinas de grandes empreiteiras a políticos para obter contratos com a Petrobras.

Fachin se pronunciou em resposta a um pedido de habeas corpus, apresentado pela defesa de Lula em novembro, e decidiu que o ex-presidente (2003-2010), de 75 anos, deve ser julgado novamente pela justiça federal em Brasília. A alegação é que os casos não se limitavam à Petrobras. Lula por enquanto não dará declarações, segundo sua assessoria.

O ex-presidente foi condenado em 2018 por corrupção e lavagem de dinheiro como beneficiário de um apartamento tríplex no Guarujá, no litoral de São Paulo. Ele esteve preso entre abril daquele ano até novembro de 2019 em uma cela especial na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba.

A sentença foi validada em terceira instância e totalizava 8 anos, 20 meses e 20 dias de prisão. No entanto, depois de um ano e meio, uma decisão do STF permitiu que ele esgotasse todos os recursos judiciais em liberdade.

Em 2020, o ex-presidente foi condenado a 17 anos em segunda instância, acusado de receber propinas de empreiteiras, no caso do sítio em Atibaia (interior de São Paulo), em troca de influenciar na obtenção de contratos com a Petrobras.

Lula nega acusações

Lula sempre negou as acusações e se considera alvo de uma operação política, orquestrada por Sergio Moro, o juiz que liderou a ‘Lava Jato’ e que em 2019 assumiu o Ministério da Justiça e da Segurança Pública do governo do presidente Jair Bolsonaro. Moro permaneceu no cargo até abril de 2020, quando pediu demissão do cargo e se distanciou do presidente.

A decisão de Fachin representa um golpe na ‘Lava Jato’ que, depois de várias derrotas judiciais, foi desativada em fevereiro. De acordo com a decisão de Fachin, outros dois casos que envolvem Lula no âmbito da ‘Lava Jato’ também devem passar à esfera de Brasília.

A notícia repercutiu com força no Brasil. A bolsa de São Paulo recuava mais de 3% depois do anúncio, enquanto o dólar se aproximava de R$ 5,8.

“Sanders contra Trump”

A decisão de Fachin também ganhou destaque na imprensa francesa na noite desta segunda-feira (8). Para o jornal Le Monde, a decisão cai “como uma bomba no país.”

O jornal The Guardian repercutiu a notícia entrevistando Thomas Traumman, analista político e ex-porta-voz da presidência de Dilma, que considera que as eleições “começam hoje”. Para ele, o duelo Lula x Bolsonaro será como “Sanders contra Trump.”

O problema, diz, é a rejeição de alguns eleitores em relação aos dois candidatos. A situação, analisa, pode ficar tão polarizada, por conta do curto espaço de tempo até as próximas eleições, que não haverá espaço para consolidar um terceiro candidato na disputa. “Mas para aqueles que se opõem de todas as maneiras a Bolsonaro é uma boa notícia, porque temos um candidato forte, popular que pode derrotá-lo”, observa.

Lula foi presidente do Brasil entre 2003 e 2011 antes de ser condenado em 2018 por corrupção e solto no fim de 2019.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …