“Conversão” de Léo Pinheiro contra Lula aumenta suspeitas sobre delações premiadas

Marcelo Camargo / Agência Brasil

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou à imprensa uma cronologia a respeito dos depoimentos do ex-diretor da empreiteira OAS, Léo Pinheiro, levantada pelos advogados de defesa de Lula desde sua primeira prisão, em 2014, que aumenta indícios de que o instrumento jurídico da ‘delação premiada’ foi utilizado para pressionar empresário.

Em novo depoimento dado na quinta-feira (20) ao juiz Sergio Moro, no âmbito da Lava Jato, Pinheiro implicou Lula no caso do apartamento no Guarujá, no litoral paulista, o que não havia ocorrido desde que foi preso pela primeira vez, em 2014.

Ele afirmou ainda que não seria possível provar suas afirmações, pois teria recebido do próprio Lula orientações para “destruir tudo” sobre o caso.

Em junho de 2016, por exemplo, Pinheiro não tocou no nome do ex-presidente para explicar os acordos ilícitos entre a construtora e políticos, o que, segundo informações levantadas na época pela Folha de S. Paulo, levou seu acordo de delação a ser recusado pela justiça de Curitiba. Poucos meses depois, em agosto, a procuradoria pediu por nova prisão de Léo Pinheiro.

Em setembro passado, o empresário voltou a ser preso. A defesa de Lula aponta que, em outubro passado, “um blog que atua como assessoria clandestina de promotores da Lava Jato” afirmava que o objetivo da prisão era obter informações para corroborar a tese de que o triplex do Guarujá pertencia a Lula.

Em novembro, apontam os advogados, Pinheiro continuou não informando que o ex-presidente seria dono da apartamento, e sua pena foi aumentada em dez anos. Uma matéria d’O Estado de S. Paulo, que noticia a sentença, faz referência à dificuldade em se conseguir uma delação de Léo Pinheiro contra Lula.

Agora, em abril de 2017, o executivo finalmente incriminou Lula, observam seus advogados.

Para Fernando Britto, do blog Tijolaço, “em qualquer país democrático, esta “conversão” de um acusado seria motivo de inquérito e, possivelmente, de anulação de sua nova versão. Mas, no estranho país que se tornou o Brasil, isso é o “triunfo da verdade“”.

COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. eu vejo está lava já não sei mais o que, de atos de covardia contra os empreiteiros, com a finalidade unica de tentar encontrar alguma coisa que possa incriminar o lula, só que está artimanha tem causado um enorme prejuízo para o brasil, ninguém mesmo tem coragem de investir um único centavo neste país desmoralizado , tudo está parado o comercio tenta e inventa formulas para vender mais, o comprador assustado e milhões desempregados foge das compras como o capeta foge da cruz

  2. Dizer que a Lava Jato tem como ÚNICA FINALIDADE encontrar provas contra o Lula é de uma irresponsabilidade enorme. Não apenas, isso, como também maldade ou ignorância, ou ambas. Basta lembrar que essa operação não teve início com o Lula nem por causa dele, mas num posto de combustíveis com lavagem de veículos com atividades ilícitas por perto. Por isso é que o nome é Lava Jato e não Operação Bagaço de Cana ou Operação Água Ardente, caso tivesse início em uma usina de cana ou em uma fonte termal, por exemplo.
    Todavia suponha que essa afirmação seja correta. Que o objetivo é encontrar provas contra o Lula. Seria ótimo! Até porque não é a Lava Jato que tem causado esses prejuízos para o Brasil, não. O país está desmoralizado por causa do Judiciário? Da Lava Jato? Ou por causa de governantes que não puseram seu coração sobre o povo?
    Ah! Quem nos dera houvesse uma operação para procurar provas contra cada corrupto que passou diante dos nossos olhos! E encontrasse as provas!
    Não tenha medo de PROVAS, sr. RAS. Elas servem para confirmar e para tornar públicos os atos das pessoas. Ou o senhor tem medo do que possa vir a ser descoberto a respeito do Lula? Posso afirmar que a grande maioria da nação brasileira não compartilha do seu medo, mas tem grande desejo de saber logo a verdade.

  3. Ao contránario da sabedoria popular de ” quem não deve não teme “, as duas maiores falácias do direito parecem terem sido concebidas justamente para ofuscar a busca pela verdade e a proteção de transgressores da lei.
    O jurisprudencial de que ” evidências não são provas ” e ” na duvida, pró réu “, constituem dois dos maiores absurdos que não se sustentam na época contemporânea, na qual a sociedade atuante e ávida para exercer sua cidadania vem às ruas, uns para se auto-condenar em seu despudorado e cego fanatismo tentando inocentar o insustentável, outros para se auto-afirmar na defesa dos valores legítimos de uma sociedade onde a verdadeira justiça deve permear para todos da mesma forma e com a mesma intensidade.
    Os ecos destas manifestações são ampliados pelas repercussões nas redes sociais, que por sua vez acabam por criar sua própria “jurisprudência”, capitaneados por aqueles dela se valem seja para o bem ou para o mal . Este são os tempos modernos cujos ventos soprarão cada vez mais fortes como agentes da desagregação dos encarquilhados valores do feudalismo das instituições dos poderes e dos tribunais superiores , em prol de um país onde a sociedade o faça cada vez mais digno, justo e soberano.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Pais gays viram alvo de investigações na Rússia

Alguns anos atrás, o advogado Vladimir (nome modificado), morador de uma grande cidade russa, decidiu ter um filho com o auxílio de uma mãe de aluguel. Sua família inteira ficou contente quando uma menina nasceu. …

Líbano: Saad Hariri volta ao posto de primeiro-ministro para formar novo governo

Saad Hariri foi nomeado novamente primeiro-ministro do Líbano, com o desafio de chegar a um acordo com as várias forças políticas do país e formar um governo capaz de realizar as reformas necessárias para …

Alunos incentivam câmeras ligadas para que professores não ‘falem’ com telas em branco

Para amenizar a sensação de solidão de professores em aulas online, alunos norte-americanos começaram a usar o TikTok para incentivar mais estudantes a abrirem as câmeras durante encontros educacionais à distância. A usuária da rede social …

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …

Cães farejadores de covid: eficazes e baratos, mas esnobados

A Europa está em pânico em meio ao segundo surto de covid-19, com taxas de contágio explodindo e os PIBs despencando. A Bélgica acaba de anunciar que não mais testará cidadãos assintomáticos, mesmo que tenham …

Bolsonaro é avaliado positivamente por 37% da população, diz pesquisa

Entre os que souberam do dinheiro na cueca do senador Chico Rodrigues (52%), 74% não mudaram sua avaliação sobre o presidente Bolsonaro. Os que mais mudaram de opinião foram os pesquisados com ensino superior (26%) …

Tribunal Constitucional da Polônia invalida direito ao aborto por malformação do feto

O Tribunal Constitucional da Polônia invalidou nesta quinta-feira (22) uma disposição que permitia a interrupção voluntária da gravidez (IVG) em caso de malformação do feto. Uma vez que a decisão entre em vigor, apenas o …

Estudo descobre 1,8 bilhão de árvores no deserto do Saara e no Sahel

Um estudo publicado na revista Nature descobriu que na região do Saara Ocidental e no Sahel, há mais de um bilhão de árvores. No meio da aridez do local, a surpreendente descoberta colocou um novo …

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …

Combate à corrupção reduz mortalidade infantil, aponta estudo

Auditorias anticorrupção realizadas em municípios brasileiros entre 2003 e 2015 reduziram a mortalidade infantil. Esta é a principal conclusão de um estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que relacionou o …