Facebook não quis investigar desinformação vinda de site norte-americano

wiredphotostream / Flickr

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook

“Facebook” e “transparência” são duas palavras que geralmente estão juntas em pautas mais espinhosas, e desta vez não é diferente: segundo uma reportagem veiculada pelo jornal norte-americano The New York Times, a rede social mais popular do mundo deliberadamente deixou de investigar uma suposta campanha de desinformação propagada por um site de notícias por temer represálias vindas do Partido Republicano do país.

O Daily Wire é conhecido pelo público norte-americano por sua agenda pró-Trump e pró-conservadorismo, comumente veiculando notícias com um tom que favoreça o atual presidente dos Estados Unidos e seu partido. O site foi fundado pelo comentarista político, autor e ex-advogado Ben Shapiro, que atua como seu editor-chefe.

De acordo com a reportagem do jornal, as equipes de segurança e relações políticas e governamentais (Public Affairs Policy) do Facebook se confrontaram entre novembro e dezembro de 2019. O time de segurança identificou uma série de mensagens coordenadas e publicações sem indicação de autoria por parte do Daily Wire — uma tática comumente associada a redes de desinformação e veiculação de fake news, segundo fontes do jornal que preferiram o anonimato.

“Alguns membros do time de segurança queriam encomendar uma investigação de tais redes baseadas nos Estados Unidos”, diz um trecho da matéria. “Mas a equipe de relações políticas os desencorajaram, deixando claro que operações de influências externas são mais prioritárias que problemas domésticos”.

Segundo uma pessoa ouvida pelo jornal e que participou de uma das reuniões, havia o receio do time político de que, ao abrir uma investigação contra o Daily Wire e outras redes, uma represália do Partido Republicano viria logo em seguida.

A situação não é confirmada pelo Facebook: seu chefe de cibersegurança, Nathaniel Gleicher, disse ao New York Times que “não se recorda” de nenhum confronto entre as equipes envolvidas, adicionando que a situação identificada pelo time de segurança não trazia as evidências mínimas que justificassem uma investigação aprofundada.

“Nós tomamos nossas decisões com base no comportamento”, ele disse. “Sejam [os usuários] estrangeiros ou domésticos, a pergunta é ‘Eles estão mostrando esse comportamento de forma consistente?’”.

A suspeita, porém, não vem sem motivo, haja vista que diversos relatos da imprensa americana, no passado, apontam que o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, por diversas ocasiões recebeu Ben Shapiro, fundador do Daily Wire; e outros proeminentes nomes do conservadorismo norte-americano em festas e jantares oferecidos por ele ou pela rede social.

O Daily Wire foi procurado pelo New York Times, mas não comentou o caso.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Microsoft confirma intenção de comprar o TikTok

Em um final de semana conturbado para o aplicativo TikTok, o presidente norte-americano Donald Trump deu um prazo de 45 dias para a Microsoft concretizar a aquisição da rede social chinesa. A notícia divulgada pela agência …

Com 200.000 mortes, América Latina é segunda região do mundo mais afetada pela Covid-19

A região da América Latina e do Caribe alcançou a fúnebre marca de 200.212 mortes pelo novo coronavírus e é a segunda no mundo mais afetada pela pandemia, depois da Europa (210.435 óbitos para …

Autoridade de saúde da administração Trump rejeita hidroxicloroquina como tratamento para COVID-19

O responsável por coordenar a aplicação de testes de COVID-19 nos EUA afirmou neste domingo (2) que não há evidências de que a hidroxicloroquina seja um tratamento eficaz contra o novo coronavírus. O secretário assistente do …

Julho foi mês mais fatal da pandemia de covid-19 no Brasil

Com quase 33 mil vítimas, julho foi o pior mês desde as primeiras infecções com o coronavírus no país. Em São Paulo, estado mais atingido, Instituto Butantan oferece testes grátis da doença respiratória na capital. O …

Ouvidos poderiam esconder coronavírus, descobre estudo

Uma equipe de cientistas da Universidade Johns Hopkins, EUA, encontrou vestígios do novo coronavírus nos ouvidos humanos, alertando que agora as autoridades médicas precisam tomar mais cuidado. Chamado de SARS-CoV-2, o novo coronavírus poderia se esconder …

Quase humano: cérebro artificial ajuda robô a realizar tarefas complexas

Pegar uma lata de refrigerante pode ser uma tarefa simples para os seres humanos, mas isso pode ser muito complexo para um robô. Isso porque ele precisa localizar o objeto, deduzir sua forma, determinar a …

Se você fizer isso, dificilmente terá câncer por toda a vida

A Sociedade Americana de Câncer acaba de atualizar o guia de dieta e atividades físicas com o objetivo de reduzir o risco de se ter câncer ou, possivelmente não ter câncer durante toda a vida. …

Nos hospitais, 70% dos profissionais se sentem despreparados para pandemia

O conhecimento sobre a covid-19 ainda é tão pouco que os médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde estão com medo e se sentindo despreparados. Ao mesmo tempo, por conta da pandemia ainda descontrolada no …

Este chef é um verdadeiro herói no lar de idosos onde trabalha

A admiração conquistada pelo chef Kevin na casa de repouso onde trabalha em Perthshire, na Escócia, não vem apenas do sabor e da beleza de cada prato montado por ele. Cozinheiro profissional desde 1995, Kevin se …

Desafio para Starlink? Rússia prepara sua própria rede de satélites Sfera

A futura rede de conexão de alta velocidade Sfera terá mais de 200 satélites destinados à Internet das Coisas e mais de 250 aparelhos para sondar a Terra, revelou a corporação russa Roscosmos. A rede Sfera …