FMI eleva projeção de crescimento do Brasil para 2,3% em 2018

O Fundo Monetário Internacional (FMI) elevou a projeção de crescimento do Brasil para 2,3% em 2018 e 2,5% em 2019. As projeções fazem parte do relatório Panorama da Economia Mundial, publicado nesta terça-feira (17), e representam 0,4 ponto percentual a mais do que as do último relatório, que havia sido publicado em janeiro.

Os números foram impulsionados pelo aumento do investimento e do consumo privado no país. Para 2017, no entanto, o fundo revisou para baixo o crescimento do país para 1%. O último relatório mostrava crescimento de 1,1%.

Ao comentar a recuperação dos gastos e do investimento no Brasil, o conselheiro econômico e diretor do Departamento de Pesquisas do FMI, Maurice Obstfeld, destacou que a recuperação econômica do Brasil superou as expectativas.

“A dinâmica de crescimento aumentou para patamares maiores do que esperávamos. Isso também foi ajudado pelo fato de que a inflação muito baixa no ano passado abriu espaço para que o Banco Central baixasse as taxas de juros e apoiasse a economia”, disse.

Inflação

O relatório também destaca os patamares historicamente baixos da inflação brasileira e o afrouxamento da política monetária no país, que favoreceu a retomada da atividade econômica.

Segundo o FMI, a inflação deve ficar na faixa de 3% a 4% em 2018, mas pode subir no médio prazo à medida que os preços das commodities (produtos primários) voltarem a subir. Ainda assim, deve ficar a taxas muito abaixo da média da década passada.

O fundo aponta que melhoras na política monetária parecem ter diminuído as expectativas inflacionárias no Brasil e na Índia. Por outro lado, destaca que em países como Argentina e Turquia, a inflação continua acima das metas dos respectivos bancos centrais.

Comércio

Segundo o FMI, o comércio global teve grande recuperação em 2017, depois de dois anos de desempenho fraco, crescendo 4,9% em termos reais.

A retomada foi mais pronunciada em mercados emergentes e em economias em desenvolvimento, resultado de mais investimento nas economias exportadoras de commodities e da recuperação do investimento em economias avançadas e da demanda doméstica em geral.

No Brasil, isso se refletiu na retomada das importações, depois de o país ter vivido em 2015 e em 2016 a queda do preço de commodities. Segundo o FMI, as recessões profundas nesses anos na Rússia e no Brasil tiveram origem nessa queda e também em outros “problemas idiossincráticos”.

Gastos públicos

O Fundo afirma que reduzir barreiras tarifárias e não tarifárias ao comércio vai ajudar a melhorar a eficiência e aumentar o crescimento da produtividade no Brasil.

Além disso, o documento avalia que aumentar a atratividade do programa de concessões de infraestrutura do governo também pode ajudar a ampliar investimentos privados e preencher lacunas de infraestrutura no país.

O relatório também destaca o papel de programas de transferência de renda no Brasil e no México para a diminuição da desigualdade.

No documento, o FMI diz que reformas como a da Previdência no Brasil são prioridade para garantir que as despesas públicas estejam de acordo com a lei que limita os gastos do governo e para a sustentabilidade fiscal de longo prazo, mas afirma que incertezas políticas decorrentes de eleições podem dificultar a implementação desse tipo de reforma.

Além disso, o relatório afirma que governança fraca e corrupção em larga escala também podem comprometer a confiança e o apoio popular para reformas, o que prejudica a atividade econômica.

Crescimento global

Segundo o FMI, o crescimento mundial subiu para 3,8% em 2017, sobretudo por causa da retomada do comércio global.

A retomada é consequência da recuperação do investimento nas economias avançadas, do crescimento forte e contínuo nos países emergentes da Ásia, da notável alta nos emergentes europeus e de sinais de recuperação em muitas economias exportadores de commodities.

O crescimento global deve chegar a 3,9% neste ano e no próximo, acima das projeções do relatório de outubro do ano passado.

Os países que mais contribuíram para a aceleração foram os da zona do euro, o Japão, a China e os Estados Unidos – todas economias que cresceram acima das suas expectativas no último ano –, bem como os países exportadores de commodities.

Ciberia // Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA:

Quanto mais rápido corremos, mais rápido e melhor aprendemos

Segundo uma experiência recente, o estímulo locomotor parece ajudar a aprendizagem que se processa no cerebelo em ratos de laboratório. Uma equipe de cientistas liderada por Megan Carey, pesquisadora no Centro Champalimaud, em Portugal, realizou uma …

Reconstruido crânio de Homo naledi, o elo que não encaixa evolução humana

A descoberta há cinco anos do Homo naledi, uma nova espécie de hominídeo que conviveu na savana sul-africana com os humanos mais próximos ao homem moderno, poderia mudar para sempre o que sabemos sobre a …

A vaca pode se tornar o maior mamífero terrestre do mundo

Em poucos séculos, e caso a extinção animal continue no ritmo atual, a vaca pode se tornar o maior mamífero terrestre do mundo. A expansão do Homo sapiens levou a uma tendência de retração no tamanho …

Homeopata trata criança de 4 anos com saliva de cão raivoso

Uma homeopata canadiana tratou um criança hiperativa de 4 anos com saliva de um cão raivoso. A notícia surpreendeu a comunidade médica internacional, que reagiu de forma negativa. Uma homeopata canadense assumiu em seu blog pessoal …

Natalie Portman recusa prêmio por causa do primeiro-ministro israelense

A atriz israelo-americana Natalie Portman não vai comparecer na cerimônia do prêmio Gênesis por não querer ser associada ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Em novembro, Natalie Portman foi anunciada como vencedora do prêmio Gênesis, um prêmio instituído …

Ilha troca de país a cada seis meses

No meio do rio Bidasoa, entre a França e a Espanha, há uma ilha que vai alternando de nacionalidade de seis em seis meses. A ilha mede apenas 38 metros de largura e 215 de comprimento, medidas …

Coreia do Sul desliga “máquina de propaganda” na fronteira com o Norte

Os militares da Coreia do Sul anunciaram nesta segunda-feira (23) que desligaram os alto-falantes de propaganda na fronteira militarizada com a Coreia do Norte, em um gesto de boa vontade, com a aproximação do encontro …

Salah Abdeslam é condenado a 20 anos de prisão na Bélgica

O único sobrevivente do grupo responsável pelos atentados de novembro de 2015 em Paris e seu cúmplice, o tunisiano Sofiane Ayari, foram condenados a 20 anos de prisão pela participação em um tiroteio com a …

Começa a vacinação contra a gripe em todo o país

Começa nesta segunda-feira (23) a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Até o dia 1º de junho, devem ser imunizados idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de …

É menino! Nasce terceiro filho de Kate e William; e faz história na monarquia britânica

Nasceu nesta segunda-feira (23), às 11h01 o terceiro filho do Príncipe William e da Duquesa de Cambridge, Kate Middleton. E é um menino, mistério só desfeito depois do parto. O casal real tem mais dois …