Projeto brasileiro que transforma madeira descartada em móveis ganha “Oscar” do design

Felizmente, o mundo está investindo cada vez mais em reciclagem e isso não se dá apenas no âmbito do lixo diário que nós produzimos, mas também com a madeira descartada muitas vezes de forma incorreta.

É o que mostra a recente premiação do iF Design Awards, que entregou o prêmio de melhor impacto social para um projeto entre a prefeitura da cidade de Santos, litoral de São Paulo, com o Club Design Litoral Paulista, chamado de Encontros Criativos.

O prêmio, tido como o “Oscar do design” escolheu o projeto pelo alto impacto social que ele tem, já que ele se destaca por reaproveitar produtos de madeira descartada de forma incorreta. Em apenas um ano de projeto, eles já reciclaram mais de uma tonelada de madeira.

Funciona assim: a matéria-prima é recolhida das ruas, pelo serviço municipal da cidade de Santos, também conhecido como Cata Treco e depois levado até a EcoFábrica Criativa, onde é selecionado, limpo e organizado por tipo de madeira.

Depois disso, o pessoal do Club Design começa a desenhar os móveis, que serão desenvolvidos pelos alunos da EcoFábrica. Os designers e arquitetos acompanham de perto todo o processo e os móveis prontos são apresentados ao público em uma exposição aberta.

E o melhor de tudo é que o material não vendido vai para outras lojas parceiras e o dinheiro ganho volta para a EcoFábrica para que eles possam continuar investindo no projeto.

Além do mais, toda a produção é feita com instrumentos simples de serem manuseados, o que permite uma maior assimilação por parte dos estudantes, que também conhecem profissionais do ramo, podendo depois começar a trabalhar nesta área.

Ou seja, além do projeto ser altamente sustentável, ele capacita jovens e estudantes a entrarem em um mercado de trabalho promissor.

O idealizador do projeto é Alvaro Guillermo, arquiteto, designer e pesquisador e afirma que o projeto tem a ver com a alma brasileira. “Este é um projeto com alma, a alma brasileira de quem junta pedaços e faz algo novo e criativo. Trabalhamos a matéria descartada, desconsiderada e incorreta; e, com ela, criamos algo de valor”, diz Guillermo.

A definição do júri que premiou o projeto não poderia ser melhor: “Tem sustentabilidade no seu DNA. Madeira desperdiçada é transformada por cidadãos desprivilegiados em produtos que podem ser vendidos. Criativo e bem pensado!”.

// EcoD

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. As madeiras que são jogadas fora na grande maioria são madeiras nobres, duráveis. Por causa da aparência externa delas as pessoas acham que elas não tem valor. É só plainá-las que elas retornam à beleza original.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …