Meteorito da Sibéria revela mineral nunca encontrado na Terra antes

(dr) webmineral.ru

Cientistas acreditam que o meteorito se formou em temperaturas superiores a mil graus Celsius

Quando os caçadores de ouro encontraram uma rocha amarelada na Sibéria em 2016, pensaram que poderia conter um metal precioso. Na verdade, continha algo ainda muito mais raro – um mineral nunca visto na Terra antes. 

A rocha encontrada na Sibéria era um meteorito composto, entre outras coisas um mineral raro, nunca visto na Terra antes. Apesar de a descoberta ainda não ter sido oficialmente documentada, geólogos russos, que analisaram a rocha, apelidaram o novo mineral de “uakitite”, em homenagem à região de Uakit, onde a rocha caiu.

O objeto encontrado é 98% composto de kamacita, uma liga de ferroníquel com pelo menos 90% de ferro. Na Terra, esse material só é encontrado em meteoritos. Os 2% restantes são compostos por mais de uma dúzia de minerais, incluindo o uakitite, a maioria também conhecida apenas por se formar apenas no espaço.

De acordo com os cientistas, a composição sugere que o meteorito deve ter se formado sob circunstâncias extremamente quentes, de mais de mil graus Celsius.

Uakitite: tudo o que sabemos sobre o novo mineral

As quantidades do novo mineral no meteorito são microscópicas. As inclusões de uakitite tinham apenas 5 micrômetro de tamanho – um cabelo humano médio tem 99 micrômetro de diâmetro, e um glóbulo vermelho saudável entre 6 e 8 micrômetro, para referência.

Ou seja, esses minúsculos pedaços de mineral são muito pequenos para se fazer uma análise direta. Por isso, os cientistas não conseguiram registrar todas as propriedades físicas e óticas do uakitite.

Apesar disso, os pesquisadores conseguiram determinar que o novo mineral tem algumas semelhanças estruturais com outros dois minerais oriundos do espaço: carlsbergite e osbornita, ambos nitretos.

Os cientistas conseguiram aplicar uma técnica – apelidada de difração de elétrons – para obter dados estruturais para três dos cristais de uakitite, e o resultado foi semelhante ao modelo estrutural de um composto sintético chamado nitreto de vanádio.

A partir destas informações, os cientistas conseguiram medir algumas das propriedades físicas do novo mineral. Se for como o nitreto de vanádio, o novo mineral possui uma cor cinza clara, com uma tonalidade rosa na luz refletida. O mineral teria uma dureza de 9 a 10 na Escala de Mohs, a par com outros nitretos não sendo, contundo, tão forte como o diamante – o mineral mais duro de toda a escala.

Para sabermos mais sobre o uakitite, provavelmente precisaremos de tecnologias mais avançadas ou então de outro meteorito que contenha o mineral. Até lá, teremos que nos contentar a ler o documento apresentado pela equipe de pesquisa na Reunião Anual da Sociedade Meteorítica de Moscou, na Rússia.

No entanto, uma coisa é certa: não é todos os dias que um novo mineral “cai” na Terra.

Ciberia // HypeScience / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …