Mistério da química solucionado ao descobrir a estrutura do nitrogênio “negro”

Christian Wißler/University of Bayreuth

Elementos leves da tabela periódica como carbono e oxigênio seguem a regra de ter estrutura similar aos elementos mais pesados da mesma família, quando em alta pressão. Mas, até agora, o hidrogênio tinha um comportamento diferente.

Pesquisadores da Universidade de Bayreuth, na Alemanha, refutaram esse status especial. Eles criaram uma estrutura cristalina a partir do nitrogênio. Em condições normais essa estrutura ocorre no fósforo negro e arsênico. Ela contém duas camadas atômicas bidimensionais, por isso é relevante para a eletrônica de alta tecnologia. A descoberta do “nitrogênio negro” foi publicada na Physical Review Letters.

A tabela periódica é organizada em ordem crescente com base no número de prótons dos elementos. Ela é dividida em 18 colunas, as famílias, compostas por elementos com propriedades semelhantes.

Em experimentos anteriores, em alta pressão o nitrogênio não apresentava estrutura semelhante aos elementos mais pesados do seu grupo, em especial fósforo, arsênico e antimônio em condições normais. Enquanto essas similaridades podiam ser observadas em alta pressão nas famílias vizinhas do carbono e oxigênio.

Nitrogênio não é exceção

Novo método desenvolvido por pesquisadores do Bavarian Research Institute of Experimental Geochemistry & Geophysics e do Laboratory for Crystallography at the University of Bayreuth, permitiu que provassem que o nitrogênio não é exceção. Eles descobriram que em pressão e temperatura muito elevadas os átomos de nitrogênio de uma estrutura cristalina característica do fósforo negro, também ocorre em arsênico e antimônio.

Essa estrutura é composta por duas camadas bidimensionais nas quais os átomos de nitrogênio são ligados em um zigue-zague uniforme. Essas camadas são similares a grafeno em relação a propriedades de condutividade.

As propriedades do fósforo negro são estudadas como potencial material para componentes eletrônicos altamente eficientes. Um nome análogo, nitrogênio negro, foi proposto pelos pesquisadores para o alótropo de nitrogênio descoberto por eles. Ele apresenta propriedades atraentes, do ponto de vista da tecnologia, mais evidentes do que o fósforo negro.

Mas o nitrogênio negro só existe nas condições produzidas em laboratório, em condições normais ele se dissolve imediatamente. Isso não permite aplicações industriais. O nitrogênio negro foi produzido em pressão 1,4 milhões de vezes maior do que a da atmosfera terrestre e em temperatura superior a 4 mil graus Celsius.

Ainda assim, o líder da pesquisa, Dominique Laniel, considera que o estudo mostra a capacidade de produção de estruturas e propriedades de materiais em alta pressão e temperatura que os pesquisadores não sabiam existir até então. Ele considera ainda que o nitrogênio se mantém como um elemento de elevado interesse para a pesquisa de materiais.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …