Odebrecht admite ter pago mais de R$ 3,3 bilhões em propina em 12 países

Em acordo de delação premiada firmado com autoridades norte-americanas, a Odebrecht e uma de suas subsidiárias, a Braskem, admitiram ter pago mais de US$ 1 bilhão, cerca de R$ 3,3 bilhões, em propina a funcionários do governo em 12 países, entre eles o Brasil, seus representantes e partidos políticos.

De acordo com documentos divulgados esta quinta-feira (21) pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, representantes da Odebrecht confessaram o pagamento de propina de US$ 788 milhões, desde 2001, enquanto a Braskem admitiu ter pago aproximadamente US$ 250 milhões, entre 2016 e 2014.

Em acordo firmado com autoridades brasileiras, norte-americanas e suíças, a Odebrecht e a Braskem, braço da empreiteira que atua no setor petroquímico, se declararam culpadas por várias fraudes e concordaram em pagar uma multa total de pelo menos US$ 3,5 bilhões em penas globais para resolver o que é considerado o maior caso de suborno estrangeiro na história.

Segundo o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a Odebrecht criou um departamento exclusivo para gerenciar o pagamento de propina.

Na Divisão de Operações Estruturadas, executivos da empresa gerenciavam o “orçamento sombra”, usado para pagar propinas e subornos no Brasil, Angola, Argentina, Colômbia, República Dominicana, Equador, Guatemala, México, Moçambique, Panamá, Perú e Venezuela.

“A Odebrecht e a Braskem usaram uma unidade de negócios da Odebrecht – um Departamento de Suborno, por assim dizer – que sistematicamente pagou centenas de milhões de dólares para corrupção de funcionários governamentais em países de três continentes”, o disse vice-procurador-geral adjunto do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, Sung-Hee Suh.

Nos termos do acordo de culpabilidade divulgado pelos Estados Unidos, em 2006 o esquema de pagamento de propinas dentro da empreiteira evoluiu de tal forma que a Odebrecht criou a “Divisão de Operações Estruturadas”.

Até 2009, o chefe do departamento reportou-se aos mais altos níveis da Odebrecht, inclusive para obter autorização para aprovar pagamentos de suborno. Depois de 2009, a responsabilidade foi delegada a outras empresas de negócios no Brasil e nas demais jurisdições.

Para ocultar as atividades fraudulentas, a Divisão de Operações Estruturadas utilizava um sistema de comunicações “completamente separado” e “off-book”, que permitia aos membros da divisão comunicarem-se uns com os outros e com operadores financeiros externos com segurança, por e-mails e mensagens instantâneas, usando nomes de código e senhas.

Já a Braskem, usando o sistema Odebrecht, autorizou o pagamento de subornos a políticos e partidos políticos no Brasil, bem como a funcionários da Petrobras. Em troca, a Braskem tinha benefícios, como tarifas preferenciais da Petrobras pela compra de matérias-primas utilizadas pela empresa e legislação favorável.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bebê nasce de embrião congelado há 27 anos: quase a idade da mãe

A pequena Molly Everette Gibson, de um mês, estabeleceu um novo recorde no mundo. A garotinha, filha de Tina e Ben Gibson, nasceu de um embrião que foi congelado há 27 anos e gerado por …

Covid-19: exame pioneiro mostra danos em pulmões 3 meses depois de infecção por coronavírus

A covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, pode estar causando anormalidades pulmonares ainda detectáveis mais de três meses após os pacientes serem infectados, revela um novo estudo. Cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, …

"Hyperloop de levitação": a próxima revolução nas viagens?

Imagine viajar para o trabalho a quase 1.000 km/h, pairando um pouco acima do solo, sem barulho de motor. Pode soar como um filme de ficção científica, mas este cenário se aproximou da realidade quando o …

OMS alerta para situação "muito preocupante" da Covid-19 no Brasil

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse nesta segunda-feira que a situação da pandemia de Covid-19 no Brasil é "muito, muito preocupante". A declaração foi dada durante uma entrevista …

NASA detecta 150 objetos voadores não identificados orbitando a Terra

Para além de qualquer especulação vaga ou teoria da conspiração, os famosos Objetos Voadores Não-Identificados – mais conhecidos como OVNIs – são uma realidade, cada vez mais documentada e tornada publica por agências espaciais como …

Reino Unido aprova vacina da Pfizer para uso já na semana que vem

O governo do Reino Unido anunciou nesta quarta-feira (02/11) a aprovação da vacina para covid-19 produzida em parceria pela Pfizer e pela Biontech e adiantou que ela estará disponível já na próxima semana. O governo comunicou …

Com 14 prêmios no Oscar do turismo, Portugal tenta se reinventar na pandemia de COVID-19

Portugal conquistou 14 prêmios no World Travel Awards 2020, considerado o Oscar do turismo mundial, na noite de sexta-feira (27). Lisboa, Madeira e Algarve foram os destaques como melhores destinos do mundo na premiação, feita …

Um traumatizado veterano SEAL da Marinha dos EUA disse que uma viagem "mágica" de cogumelo pôs fim à sua depressão

Antes de sua primeira viagem guiada de cogumelos “mágicos”, Chad Kuske era prisioneiro de sua própria raiva no trânsito. Se um carro parasse na frente dele, ele ficava consumido pela raiva, ultrapassando todos os veículos em …

Esta espécie rara de uva é maior que um ovo de galinha

Não, as fotos de uvas gigantes (do tamanho de ovos de galinha) não são falsas. Se você passa um tempo considerável na internet, deve ter visto imagens dessas frutas atípicas por aqui. Para a surpresa …

Reino Unido anuncia novas restrições após fim do lockdown para tentar conter segunda onda de covid-19

O Reino Unido sai na próxima semana de um novo lockdown, mas, diante do aumento de casos de covid-19 no país, não entra em um período de flexibilização das medidas de distanciamento social. Nesta quinta-feira (26/11), …