Já pode ser muito tarde para salvar o Taj Mahal

OneEighteen / Flickr

Taj Mahal, na Índia

O Taj Mahal, monumento que é cartão postal da índia, tem ficado amarelado devido à poluição. O Supremo Tribunal indiano já ameaçou o governo: “ou restauram ou demolem”.

Há um ditado que diz que o Taj Mahal, na Índia, é rosado de manhã, branco à noite e dourado quando a Lua brilha no céu. Todavia, apesar de isso ter sido verdade durante muito tempo para o famoso monumento de mármore, uma mistura de poluição e má gestão o sobrecarregou.

O monumento condenado a “letargia” dos esforços de restauração, tendo o Supremo Tribunal indiano ordenado a restauração do Taj Mahal – ou sua demolição.

O Taj Mahal, construído em mármore branco translucido, foi decorado com pedras semipreciosas, incluindo safira e cornalina. No entanto, o tempo passou por ele e, nos últimos quatro séculos, o monumento envelheceu e escureceu bastante, como resultado de processos naturais de oxidação.

Encharcado de chuva ácida, coberto de fuligem de chaminés industriais e domésticas e corroídos por poluentes atmosféricos, o Taj Mahal está irreconhecível.

A monumental poluição nas cidades indianas não é novidade, e Agra não é exceção. À semelhança de muitas cidades asiáticas, o aumento significativo de circulação automóvel fez com que o tráfego aumentasse e, com ele, a poluição.

Além disso, o ar sujo que emerge das chaminés das refinarias de petróleo contém poluentes – dióxido de enxofre e, principalmente, partículas à base de carbono – que têm destruído a fachada branca e brilhante do monumento lendário, dando a ele um brilho amarelado.

Apesar de estar inserido em uma região dentro da qual as emissões são, supostamente, controladas, as fotografias do Taj Mahal mostram uma deterioração acentuada e sem igual. Os limites legais de emissão foram (e são diariamente) contestados.

Os esgotos e resíduos industriais chegam da cidade e criam águas ricas em nutrientes que são então absorvidos pelo vento e, consequente, depositados na pedra cada vez mais porosa do Taj Mahal. Isso permite que microrganismos derivados do rio resistam, colorindo a fachada de verde.

Além disso, dejetos de muitos insetos presentes na água do rio aceleram os danos, mas o efeito é insignificante se comparado com o dióxido de enxofre e dióxido de nitrogênio derivado dos combustíveis fósseis.

Desde 1998, vários institutos de pesquisa indianos exploraram métodos de restauração, tendo sido gastos milhões na tentativa de reverter a descoloração do monumento. No caso dos excrementos, por exemplo, são esfregados para que saiam das paredes do Taj Mahal, mas a erosão danifica o brilho do mármore.

Seria preciso uma limpeza frequente para manter o edifício com o aspecto original, algo que seria trabalhoso e muito dispendioso.

Segundo o Jornal i, tanto o governo estatal como o federal são acusados de serem os responsáveis pela visível degradação do monumento. O Supremo Tribunal está preocupado com a possibilidade de o edifício de 400 anos “sofrer uma preocupante mudança de cor”, pelo que colocou o governo na parede: “ou restauram ou demolem” o edifício.

O governo já formou um comitê para prevenir a poluição ao redor do monumento e, entretanto, já começaram a serem sentidos os efeitos de algumas das medidas sugeridas – como o fechamento de algumas fábricas perto do edifício, por exemplo. Mas, apesar dos esforços, o estado de degradação continua a evoluir.

Espera-se agora que o Taj Mahal, que atrai diariamente 70 mil turistas, consiga sobreviver e sair vitorioso dessa “batalha suja”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

NASA pode ter encontrado pistas sobre Planeta X

O suposto Planeta X segue repleto de mistérios e a única coisa que se sabe é que há algum objeto grande e massivo na região do cinturão de Kuiper. O grande objeto estaria causando uma grande …

Co-fundador da Wikipedia lança rede social livre de anúncios

O co-fundador da Wikipédia, Jimmy Wales, desenvolveu uma rede social chamada WT: Social, que opera basicamente do mesmo jeito que a enciclopédia virtual, ou seja, sem publicidade, apenas com doações. Apesar disso, não há ligação …

O que é a peste pulmonar e por que sua aparição na China preocupa

A forma mais rara, porém mais letal de peste, apareceu na China. Duas pessoas foram hospitalizadas em Pequim após contrairem a peste pulmonar ou pneumônica - uma variante altamente infecciosa da doença e muitas vezes …

Mais de 200 pessoas perderam visão em protestos no Chile

A principal associação médica do Chile anunciou nesta quinta-feira (14/11) que pelo menos 230 pessoas perderam a visão, parcial ou completamente do olho afetado, devido a tiros com espingarda de pressão disparadas por agentes de …

Movimento dos "coletes amarelos" completa um ano com efeitos positivos na economia

O diário econômico francês Les Echos desta sexta-feira dedica sua capa e várias páginas ao movimento dos coletes amarelos, que completa um ano neste domingo. O jornal analisa as consequências dos protestos na economia francesa …

Preço para voar em nave da Boeing será 60% mais caro do que na da SpaceX

O inspetor-geral da NASA divulgou nesta quinta-feira (14) um relatório sobre o Programa Commercial Crew, com detalhes sobre os problemas técnicos enfrentados pelas empresas SpaceX e Boeing no desenvolvimento de suas espaçonaves - Crew Dragon …

A corrida para salvar 33 marinheiros e 1 cachorro da ilha onde missionário foi morto por nativos há 1 ano

"Homens selvagens, provavelmente mais de 50, com armas caseiras, estão fazendo dois ou três barcos. Temo que eles nos alcancem no pôr do Sol. A vida de todos os tripulantes está em risco." A corrida contra …

Gigante chinesa do comércio eletrônico vende U$ 1 bilhão em 1 minuto

Sessenta e oito segundos. Esse foi o tempo que consumidores chineses levaram para gastar seu primeiro bilhão de dólares em vendas pela internet numa tradicional liquidação do país. O resultado surpreendente de vendas foi alcançado …

“A Tumba”: depósito de lixo nuclear está começando a se romper e afundar nas Ilhas Marshall

Antes de lançar a primeira bomba atômica do mundo, os EUA fizeram vários testes de detonações em locais remotos. O problema é que toda a radiação está até hoje nesses lugares, sendo que um desses …

Brasil dá 'sinal positivo' e valoriza participação no BRICS, diz especialista

Contrariando estimativas de que o governo de Jair Bolsonaro reduziria a importância do BRICS na sua política externa, o Brasil demonstra empenho e compromisso com o bloco, segundo especialista ouvido pela Sputnik. Em entrevista à Sputnik, …