Primeira musa trans da Salgueiro desabafa: “Lutei muito para ser mulher”

Kamilla Carvalho tem 30 anos e estreará como musa da Acadêmicos do Salgueiro no carnaval carioca deste ano. A dançarina terá a responsabilidade de sambar ao som de um enredo que fala sobre a história de luta das mulheres negras. Além disso, Kamilla se tornará a primeira mulher transexual a sambar pela escola.

Apesar de estar representando a escola da Zona Norte, Kamilla cresceu no Centro do Rio de Janeiro, no Morro da Providência, onde desenvolveu sua paixão pelo samba.

Em entrevista ao G1, a musa contou que a primeira vez que entrou na Sapucaí foi antes da transformação, na escola de samba Vizinha Faladeira, da comunidade onde vivia. Lá, ela desfilou por anos como passista.

A chegada à Salgueiro aconteceu através do trabalho. Kamilla é cabeleireira e conheceu Regina Celi, presidente da escola, no salão. Elas ficaram amigas e passaram a frequentar a quadra da escola juntas.

Esse vai ser o ano mais marcante de todos. Estou numa ansiedade surreal”, disse ela, que afirma amar o carnaval desde criança. “Minha vizinha de porta é a falecida Dodô da Portela, e eu moro num lugar que é um arquivo do samba. Ali tem os barracões das escolas de samba, então a proximidade é muito fácil, você não precisa se deslocar para estar em contato com o carnaval”, afirmou.

Preconceito por ser trans

Como todas as mulheres nessa condição, Kamilla já enfrentou muitas barreiras sociais para conseguir se sentir bem com seu próprio corpo. Uma das histórias foi decisiva para sua mudança de identidade.

“O maior deles foi no aeroporto. Eu estava com umas pulseiras e quando eu passei no detector de metais, apitou. Eu tirei as pulseiras e apitou de novo. Quiseram me revistar e colocaram um homem para me revistar. Eu não queria, mas falaram que se eu não aceitasse iam ter que chamar a Polícia Federal”, contou ao portal de notícias da Globo.

“No final, eu passei por mais um constrangimento porque eu me atrasei e aí me anunciaram e eu ainda não tinha trocado o meu nome judicialmente. Falaram ‘senhor fulaninho de tal’. Nesse dia eu resolvi trocar [de nome], porque eu nem ligava. Mas, nesse dia, eu resolvi entrar com um processo de mudança de nome. Achei uma humilhação”, lembrou.

Kamilla também julga que, ante o meio social, o carnaval seja uma área mais tolerante. “Quando você pega um público de carnaval, que é uma festa muito abrangente em nível internacional, você vê que um espaço desse deveria ter tido há muito tempo. Várias trans já tiveram destaque. A Ariadna [ex-BBB], a Roberta Close saiu várias vezes em destaque”, lembrou.

A musa também explicou o que a fez querer ser mulher mesmo em uma sociedade tão machista. “Eu estava vendo o discurso da Oprah no fim de semana [durante o Globo de Ouro] e é aquilo ali, é perfeito. Você ser mulher, é ter atitude. Mesmo que eu tenha escolhido, você tem que vestir uma capa de uma coisa que pra mim foi tudo”, diz.

“Eu lutei muito pra ser mulher”, conclui.

Ciberia // Hypeness

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …