Sírios abatem avião militar da Rússia (e a culpa “é de Israel”)

O avião de reconhecimento russo Il-20 foi abatido na segunda-feira (17) pelo sistema antiaéreo sírio, vitimando 15 militares. O ministério da Defesa russo acusou Israel e ameaçou retaliar.

A base aérea russa de Hmeimim perdeu contato com a aeronave militar, um quadrimotor de reconhecimento Ilyushin Il-20, na noite de segunda-feira, durante um ataque de caças-bombardeiros F-16 de Israel sobre alvos na província de Latakia.

A aeronave, geralmente usada em missões de vigilância, “foi abatida por um sistema de mísseis S-200 do exército da Síria, matando todos os 15 tripulantes”, informou o ministério russo da Defesa.

A queda do avião russo é o mais grave incidente entre os dois aliados desde que Moscou passou a intervir militarmente na Síria, no final de 2015, para apoiar o regime de Damasco, então enfraquecido.

Em comunicado, o ministério da Defesa russo explicou que os quatro caças F-16 israelenses teriam usado o avião russo como escudo em uma investida aérea ao regime sírio em Latakia. Sabe-se agora que o avião foi abatido com 15 pessoas a bordo, a cerca de 35 quilômetros da costa.

Segundo os russos, os militares foram avisados da intervenção das forças israelenses um minuto antes do ataque, tempo insuficiente para garantir a segurança do avião Ilyushin Il-20 e dos tripulantes, ato considerado pelos russos como uma “provocação intencional”.

Moscou alega que o avião russo se preparava para pousar na base aérea de Hmeymim, ao mesmo tempo que navios franceses e caças israelenses iniciavam um ataque ao regime sírio. Os caças F-16 de Israel teriam utilizado o avião russo como cobertura para poderem se aproximar dos alvos sem serem atingidos pelo sistema antiaéreo sírio.

“Consideramos as ações do exército israelense como hostis”, afirmou Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa russo. “Ao se esconderem atrás do avião russo, os pilotos israelenses o colocaram na linha de fogo do sistema de defesa da Síria. Como resultado, o Il-20 foi abatido pelo sistema de mísseis S-200 sírio”.

Em comunicado, os russos afirmam ter “o direito de tomar medidas equivalentes em resposta”. Os franceses já negaram ter lançado qualquer tipo de ofensiva com mísseis.

Dmitry Terekhov / Flickr

Avião de reconhecimento russo Ilyushin Il-20

O Comitê de Investigação da Rússia afirmou nesta terça-feira (18) que abriu um inquérito sobre queda da aeronave. “O principal departamento de investigação do Comitê de Investigação da Rússia lançou uma investigação criminal sobre a queda da aeronave Il-20 no Mar Mediterrâneo”, afirmou a porta-voz do organismo, Svetlana Petrenko.

De acordo com a porta-voz, os investigadores e criminologistas do comitê trabalham em conjunto com o Ministério da Defesa russo no local do incidente. “Todas as circunstâncias e as causas do incidente estão sendo estabelecidas”, acrescentou Petrenko.

Israel culpa Assad e o Hezbollah

O exército israelense reagiu às acusações da Rússia, contestando que sua força aérea tivesse usado a aeronave russa como cobertura para escapar do fogo sírio, e responsabiliza o presidente sírio, Bashar al-Assad, como responsável pelo incidente.

“Israel considera Bashar al-Assad, cujo exército abateu o avião russo, como totalmente responsável por esses incidentes”, afirmou um porta-voz da força aérea israelense.

Entretanto, o presidente russo, Vladimir Putin, em visita oficial à Turquia, reagiu ao incidente, parecendo diluir o tom das acusações e procurar um discurso conciliatório em relação a Israel. Segundo o chefe do Kremlin, a aeronave russa foi abatida na sequência de “uma série de circunstâncias acidentais trágicas“.

Ciberia // Sputnik / RFI / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …