Um em cada cinco russos é “parente” da Rainha Elizabeth II

mikepaws / Flickr

A rainha Elizabeth II da Inglaterra

A rainha Elizabeth II da Inglaterra

Um estudo realizado por uma empresa russa apurou que um quinto da população da Rússia tem laços genéticos com a família Real britânica, os Windsor, a que pertence a Rainha Elizabeth II.

O estudo, realizado pela empresa Genotek, apurou que 20% da população do país está geneticamente relacionada com a monarca britânica, com Maria de Médici, que foi Rainha de França, e com os filhos de Nicolau II, o último Imperador da Rússia que foi casado com a Imperatriz Alexandra Fedorovna, neta da Rainha Victoria da Inglaterra.

A pesquisa teve por base o chamado DNA mitocondrial, “um segmento do genoma contido nas “estações energéticas” da célula”, que é transmitido das mães aos filhos, explica a agência de notícias russa Sputnik, que divulga os resultados.

Os geneticistas conseguiram estabelecer laços de parentesco entre 20% da população russa e a Família Real britânica, através do compartilhamento em comum do chamado hablogrupo H, um grupo mitocondrial.

“Os pesquisadores destacam que a presença de tais laços não significa que uma pessoa seja descendente direta, por exemplo, de Gengis Khan ou de reis da antiguidade”, dizem os geneticistas.

Um hablogrupo comum na linha masculina ou feminina não é mais do que um indicador que demonstra que seus representantes têm um pai comum ou uma mãe comum que pode ter vivido há milhares de anos ou até há dezenas de milhares de anos antes do aparecimento de dirigentes célebres e dos seus “descendentes” contemporâneos.

Nicolau II era parente próximo de muitos monarcas europeus, incluindo os Windsor e o Kaiser alemão Wilhelm II.

“Depois da Revolução Bolchevique e do subsequente caos social, os genomas podem ter se espalhado de forma alargada entre a população russa, o que explica a sua presença em 20% dos russos contemporâneos”, aponta o jornal Global Times.

A pesquisa apurou também que, pelo lado paterno, 25% dos russos compartilha o hablogrupo R1a1 que apareceu há cerca de 10 mil anos, na região ao norte do Mar Cáspio, e que se encontra no DNA de figuras como o explorador inglês Sir Francis Drake e como o Rei Willem-Alexander da Holanda.

Um estudo anterior da Genotek já tinha apurado que apenas 16,2% dos russos atuais carregam o genoma dos povos originais da Rússia, que viveram no país séculos atrás.

Para realçar como a área de pesquisa é fascinante, o CEO da Genotek, Valery Ilinsky, conta que há 3 anos a empresa fez “um teste de DNA a Vladimir Zhirinovsky“, um dos mais proeminentes políticos da Rússia da atualidade, e detectou que o político “tem ancestrais comuns com Napoleão e Einstein“.

“Um dos hablogrupos de Zhirinovsky, E1b1b1, é bastante interessante – também se encontra no DNA de Adolf Hitler, Vlad Tepes (também conhecido como Vlad, o Empalador ou Drácula) e Benito Mussolini“, explica Ilinsky ao Global Times.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Israel mata comandante da Jihad Islâmica em ataque aéreo

Forças israelense bombardeiam casa de líder extremista na Faixa de Gaza. Militantes palestinos reagem disparando dezenas de mísseis contra Israel. Autoridades pedem que população fique em casa. Um importante comandante militar do grupo extremista palestino Jihad …

Cão aprende a falar usando máquina de escrever e já sabe 29 palavras

Stella tem 18 meses e, apesar de ser um cachorro, já sabe “falar” mais do que muitos humanos da sua idade. Através de uma máquina criada por sua tutora, o animal consegue se comunicar usando …

Saída de Lula da prisão pode ser “oportunidade” para Bolsonaro, diz especialista ao Le Monde

O jornal Le Monde deste domingo e segunda-feira, feriado em que a França comemora o Armistício da Primeira Guerra Mundial, traz uma reportagem de página inteira sobre a liberação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da …

Evo Morales deixa a Bolívia rumo ao México

O agora ex-presidente Evo Morales deixou a Bolívia na noite desta segunda-feira (11) e pegou um avião em direção ao México. Em comunicado via Twitter, Evo Morales disse que estava agradecido ao México por ter lhe …

Turquia repatria jihadistas estrangeiros do "Estado Islâmico"

A Turquia começou a repatriar nesta segunda-feira (11/11) jihadistas estrangeiros do grupo terrorista "Estado Islâmico" (EI) que foram capturados no norte da Síria. Um alemão, um dinamarquês e um americano foram os primeiros deportados por …

Fumar aumenta o risco de depressão e esquizofrenia?

De acordo com um novo estudo da Universidade de Bristol (Reino Unido), fumar pode aumentar o seu risco de desenvolver depressão ou esquizofrenia. Os pesquisadores queriam estudar a relação conhecida entre tabagismo e doenças mentais. Muitas …

Prisões não vão abrir as portas após decisão do STF, dizem especialistas

Segundo especialistas ouvidos pela Sputnik Brasil, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o momento da execução da pena não vai fazer com que as "portas dos presídios sejam abertas para criminosos perigosos". Na quinta-feira …

EUA acusam China de exportar drones autônomos letais para o Oriente Médio

O exército hi-tech de autômatos letais, antes uma visão do futuro, já é uma realidade e está em pleno curso, inclusive com comércio dessa nova tecnologia em andamento. Isso é o que diz o secretário de …

Um simples exame de sangue já pode prever câncer de mama 5 anos antes de se manifestar

O câncer de mama é o segundo mais comum no mundo, e também o que mais mata mulheres. No entanto, o grande paradoxo é que, enquanto a doença é a responsável por uma das principais …

Evo Morales renuncia à presidência da Bolívia

Após convocar novas eleições, líder esquerdista cede à pressão das Forças Armadas e da polícia, entregando o cargo "para que meus irmãos não sejam ameaçados". Vice e outras autoridades também se demitem. O presidente da Bolívia, …