Um em cada cinco russos é “parente” da Rainha Elizabeth II

mikepaws / Flickr

A rainha Elizabeth II da Inglaterra

A rainha Elizabeth II da Inglaterra

Um estudo realizado por uma empresa russa apurou que um quinto da população da Rússia tem laços genéticos com a família Real britânica, os Windsor, a que pertence a Rainha Elizabeth II.

O estudo, realizado pela empresa Genotek, apurou que 20% da população do país está geneticamente relacionada com a monarca britânica, com Maria de Médici, que foi Rainha de França, e com os filhos de Nicolau II, o último Imperador da Rússia que foi casado com a Imperatriz Alexandra Fedorovna, neta da Rainha Victoria da Inglaterra.

A pesquisa teve por base o chamado DNA mitocondrial, “um segmento do genoma contido nas “estações energéticas” da célula”, que é transmitido das mães aos filhos, explica a agência de notícias russa Sputnik, que divulga os resultados.

Os geneticistas conseguiram estabelecer laços de parentesco entre 20% da população russa e a Família Real britânica, através do compartilhamento em comum do chamado hablogrupo H, um grupo mitocondrial.

“Os pesquisadores destacam que a presença de tais laços não significa que uma pessoa seja descendente direta, por exemplo, de Gengis Khan ou de reis da antiguidade”, dizem os geneticistas.

Um hablogrupo comum na linha masculina ou feminina não é mais do que um indicador que demonstra que seus representantes têm um pai comum ou uma mãe comum que pode ter vivido há milhares de anos ou até há dezenas de milhares de anos antes do aparecimento de dirigentes célebres e dos seus “descendentes” contemporâneos.

Nicolau II era parente próximo de muitos monarcas europeus, incluindo os Windsor e o Kaiser alemão Wilhelm II.

“Depois da Revolução Bolchevique e do subsequente caos social, os genomas podem ter se espalhado de forma alargada entre a população russa, o que explica a sua presença em 20% dos russos contemporâneos”, aponta o jornal Global Times.

A pesquisa apurou também que, pelo lado paterno, 25% dos russos compartilha o hablogrupo R1a1 que apareceu há cerca de 10 mil anos, na região ao norte do Mar Cáspio, e que se encontra no DNA de figuras como o explorador inglês Sir Francis Drake e como o Rei Willem-Alexander da Holanda.

Um estudo anterior da Genotek já tinha apurado que apenas 16,2% dos russos atuais carregam o genoma dos povos originais da Rússia, que viveram no país séculos atrás.

Para realçar como a área de pesquisa é fascinante, o CEO da Genotek, Valery Ilinsky, conta que há 3 anos a empresa fez “um teste de DNA a Vladimir Zhirinovsky“, um dos mais proeminentes políticos da Rússia da atualidade, e detectou que o político “tem ancestrais comuns com Napoleão e Einstein“.

“Um dos hablogrupos de Zhirinovsky, E1b1b1, é bastante interessante – também se encontra no DNA de Adolf Hitler, Vlad Tepes (também conhecido como Vlad, o Empalador ou Drácula) e Benito Mussolini“, explica Ilinsky ao Global Times.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Quantos anos de vida saudável os ricos ganham em relação aos pobres?

Um novo estudo europeu e americano descobriu que os ricos possuem cerca de nove anos de vida saudável a mais do que os pobres. A pesquisa foi bastante abrangente – os cientistas analisaram dados de mais …

O país sul-americano que deve crescer 14 vezes mais que a China neste ano

A Guiana ganhou na loteria e está prestes a resgatar o prêmio. Seus vizinhos, especialmente a Venezuela, aguardam intrigados para saber em que ela vai gastar. De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a economia …

Portugal supera marca histórica de 500 mil imigrantes residindo no país; brasileiros são a maioria

Portugal atingiu um número recorde de imigrantes vivendo no país. O anúncio foi feito pelo governo nesta quarta-feira (15), durante debate no Parlamento sobre o Orçamento de Estado para 2020. "Os dados preliminares levam a dizer …

Papa Francisco nomeia primeira mulher para cargo de alto escalão no Vaticano

Pela primeira vez, uma mulher ocupará um cargo de alto nível no Vaticano. O Papa Francisco nomeou Francesca Di Giovanni para a função de vice-ministra da Secretaria de Estado da Santa Sé, órgão equivalente ao …

Khamenei chama Trump de "palhaço" e exalta ataque a bases dos EUA

Em primeiro sermão desde 2012, líder supremo do Irã afirma que Trump finge apoio ao povo iraniano e pede união após dizer que queda de avião foi "acidente trágico". EUA admitem que militares ficaram feridos. O …

Uma desconhecida explosão de ondas gravitacionais foi detectada na Terra

Os detectores de ondas gravitacionais da Terra, os observatórios LIGO e Virgo, identificaram uma misteriosa “explosão” de ondas gravitacionais não prevista na última terça-feira, 14 de janeiro. As ondas gravitacionais detectadas até hoje foram resultado de …

Twitter pede desculpas por permitir anúncios direcionados a neonazistas

O Twitter emitiu hoje (16), um pedido de desculpas público, logo após a BBC fazer uma denúncia de que a plataforma de anúncios da empresa estava permitindo o direcionamento de conteúdo para neonazistas e outros …

SP quer lei para incentivar uso de veículos híbridos e elétricos

Um novo projeto de lei apresentado em São Paulo pretende combater os problemas ambientais provocados pelos carros à combustão, que utilizam os tão poluentes combustíveis fósseis, através do incentivo ao uso de veículos elétricos ou …

Ataques iranianos teriam deixado 11 militares dos EUA feridos

Ao menos 11 militares norte-americanos foram retirados do Iraque para receberem tratamento médico em decorrência dos ataques iranianos contra as bases dos EUA. "Quando ficarem aptos para o serviço, estes militares regressarão ao Iraque", declarou à …

Evo recua e diz que não pretende mais criar milícias

Em carta pública divulgada nesta quinta-feira (16/01), o ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que está refugiado na Argentina há mais de um mês, recuou da ideia de promover a formação de milícias no país. "Há alguns …