Único preso das manifestações de junho de 2013 é condenado a 11 anos de prisão

Fernando Frazão / Agência Brasil

-

Pobre e negro, o único preso das manifestações de junho de 2013, detido por portar desinfetante, Rafael Braga foi condenado na última quinta-feira pelo juiz Ricardo Coronha Pinheiro por crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico, com pena de 11 anos e três meses de reclusão e pagamento de R$ 1.687.

Por conta da condenação, movimentos realizam vigília em solidariedade a Braga nesta segunda-feira (24/4), a partir das 18h, no Vão Livre do MASP, em São Paulo. Ato é chamado pelo Movimento Mães de Maio e diversas articulações que se mobilizam desde 2013 pela liberdade de Braga tanto em São Paulo quanto no Rio de Janeiro.

Para Débora Maria da Silva, do Mães de Maio, a decisão mostra a seletividade do Judiciário que criminaliza a pobreza e encarcera em massa jovens negros.

Há provas de que esse crime foi forjado. A vigília é uma resposta dos movimentos contra um sistema de justiça classista e racista que precisa de uma reforma urgente. O que está acontecendo com Rafael é inaceitável”, afirma.

Braga estava em regime aberto usando tornozeleira eletrônica, após ter sido acusado de porte de aparato incendiário ou explosivo ao levar dois frascos plásticos fechados de produtos de limpeza, quando foi detido em janeiro de 2016.

De acordo com policiais que o prenderam, ele portava 0,6 g de maconha, 9,3 g de cocaína e um rojão. Em seu depoimento na 22ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro, Braga alegou que o material não lhe pertencia e que foi ameaçado pelos agentes para delatar traficantes da região onde foi abordado.

Durante o julgamento, foram ouvidas cinco testemunhas de acusação e uma de defesa, cujo depoimento não foi levado em conta pelo juiz. Evelyn Barbara, vizinha de Braga, disse ter visto o jovem ser abordado sozinho e sem objetos na mão, sendo em seguida agredido e arrastado até um ponto distante de sua visão. O magistrado negou ainda, em fevereiro, pedido de diligências da defesa.

“A sentença se funda na mais frequente e desgastada prática inquisitorial no Brasil: condenação exclusivamente fundada na palavra do agente policial“, aponta em sua página no Facebook o professor de Direito Processual Penal da Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro Antonio Pedro Melchior.

“A prática de tratar os agentes envolvidos na prisão como testemunhas do fato é errada sob todos os aspectos em que se analise”, avalia.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

As vovós que lutam pela democracia na Polônia

Idosas polonesas organizam protestos regulares contra erosão da democracia no país, governado por partido ultraconservador. "Não sou capaz de ficar tranquila em casa, cada violação dos direitos me dói", diz aposentada. Clima de fim de expediente …

Coruja super rara dá o ar da graça depois de 125 anos

A coruja rajá de Bornéu (Otus brookii brookii) é uma espécie tão pequena que apenas seu tamanho já tornaria sua identificação mais complexa. Nativa do Sudeste da Ásia e com peso médio de apenas 100 gramas, …

Nintendo bate todos os recordes de lucros com videogames durante a pandemia

A Nintendo apresentou resultados recordes para o ano fiscal de 2020/21 encerrado em 31 de março, impulsionada pela mania global dos videogames em tempos de pandemia, mas o grupo japonês não espera repetir essa …

Doença cerebral misteriosa intriga médicos no Canadá

Médicos no Canadá têm deparado com pacientes que apresentam sintomas semelhantes aos da doença de Creutzfeldt-Jakob, um mal raro e fatal que ataca o cérebro. Mas quando resolveram investigar o mal em mais detalhe, o …

Governador do Rio diz que operação que terminou com 25 mortos foi ação de 'inteligência'

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, afirmou que a operação da Polícia Civil realizada no Jacarezinho foi "ação pautada e orientada por longo e detalhado trabalho de inteligência e investigação".  A operação terminou com …

Butantan diz que ataques de Bolsonaro à China afetam vacinas

Presidente insinuou que chineses, principais fornecedores de matéria-prima para imunizantes ao Brasil, criaram vírus como parte de "guerra química". "Essas declarações têm impacto", diz diretor do Instituto Butantan. A direção do Instituto Butantan e o governador …

Fotos da última sessão de Kurt Cobain são vendidas como NFT

As imagens da última sessão de fotos da vida do compositor e cantor Kurt Cobain irão a leilão em formato de token não-fungível, os célebres NFTs. O anúncio foi feito por Jesse Frohman, fotógrafo por trás …

EUA, França e Rússia apoiam quebra de patentes contra a Covid-19, mas laboratórios resistem

A ideia de suspender as patentes da fabricação de vacinas contra a Covid-19 continuou a ganhar apoio em todo o mundo nesta quinta-feira, após o impulso inicial dado Estados Unidos. Porém, os laboratórios resistem, …

Descoberta a evidência mais antiga de atividade humana

Uma das atividades mais antigas de humanos foi identificada em uma caverna na África do Sul. Uma equipe de geólogos e arqueólogos encontrou evidências de que nossos ancestrais estavam fazendo fogo e ferramentas na Caverna …

Jeff Bezos: os planos do homem mais rico do mundo para voo espacial turístico

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, afirma que está pronto para levar pessoas ao espaço. A empresa Blue Origin, do empresário americano detentor de uma fortuna estimada em R$ 1 trilhão, diz que lançará uma tripulação …