Wikileaks vaza detalhes de programa secreto de espionagem cibernética dos EUA

wheelzwheeler / Flickr

Julian Assange, fundador do WikiLeaks

Julian Assange, fundador do WikiLeaks

O site de vazamentos Wikileaks divulgou nesta terça-feira detalhes de um programa secreto de espionagem cibernética da CIA, a agência de inteligência dos Estados Unidos, como parte de uma série de sete pacotes que o portal definiu como “o maior vazamento de informações de inteligência da história”.

O Wikileaks, dirigido pelo ativista australiano Julian Assange, tinha planejado uma entrevista coletiva através da internet para apresentar o projeto “Vault 7”, mas, posteriormente, anunciou no Twitter que suas plataformas tinham sido atacadas e que tentará fazer contato mais tarde.

Em comunicado, o australiano, que vive refugiado na embaixada do Equador em Londres desde 2012, disse que o vazamento de hoje é “excepcional de uma perspectiva legal, política e jurídica”.

Além disso, Assange denunciou que “há um grande risco de proliferação no desenvolvimento de armas cibernéticas“, que resulta da incapacidade das agências de segurança para controlá-las, uma vez que estas as criaram e por seu “alto valor de mercado”.

Segundo o Wikileaks, esta primeira entrega, chamada “Year Zero” e na qual são expostos os sistemas de espionagem cibernética, software maliciosos e outras armas digitais utilizadas pela agência de inteligência americana, compreende 8.761 documentos e arquivos.

A documentação é procedente de “uma rede isolada e de alta segurança situada no Centro de Inteligência Cibernética da CIA em Langley, na Virgínia”.

O site de vazamentos afirmou que obteve os documentos de uma pessoa que teve acesso a eles quando a CIA perdeu o controle sobre os mesmos.

O Wikileaks explicou que, recentemente, “a CIA perdeu o controle sobre a maior parte de seu arsenal de espionagem cibernética, incluídos softwares maliciosos, vírus, cavalos de tróia, ataques de dia zero, sistemas de controle remoto de software malicioso e documentos associados”.

Esta coleção de “milhões de códigos” dão a seu possuidor “a capacidade total de espionagem cibernética da CIA”, garantiu o site em seu comunicado.

Segundo o Wikileaks, a coleção chegou nas mãos de antigos hackers do governo e de outros agentes de maneira “não autorizada”, e um deles “proporcionou porções do arquivo” ao site.

O Wikileaks acrescentou que o pacote “Year Zero” expõe o alcance e a direção do programa secreto de espionagem cibernética da CIA, o que inclui um arsenal malicioso e dúzias de possíveis ataques de dia zero – através de erros de software – contra vários produtos.

Estes produtos incluem, de acordo com o site de Assange, o iPhone da Apple, o Android do Google, o Windows da Microsoft e televisores inteligentes da marca Samsung, que podem se transformar em “microfones encobertos”.

O Wikileaks afirmou que a CIA aumentou suas capacidades na luta cibernética até rivalizar, “inclusive com menos transparência”, com a NSA, outra agência de segurança americana.

O portal também revelou que, além de seu centro em Langley, a CIA utiliza o consulado dos EUA em Frankfurt “como uma base encoberta para seus hackers na Europa, no Oriente Médio e na África”.

O Wikileaks afirmou que, ao divulgar toda esta documentação, tomou cuidado de não distribuir “armas cibernéticas carregadas” até que “emerja um consenso sobre a natureza política e técnica do programa da CIA e de como tais ‘armas’ devem ser analisadas, desativadas e divulgadas”.

Julian Assange dirigiu a divulgação do “Vault 7” a partir de sua residência na embaixada do Equador, onde se refugiou em 19 de junho de 2012 para evitar sua extradição à Suécia, que o reivindica para interrogá-lo sobre um crime sexual do qual ele nega.

Assange teme que esse país possa entregá-lo aos EUA, que o investiga pelas revelações de seu site em 2010, quando divulgou documentos diplomáticos confidenciais dos americanos.

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Oceano de magma revela que a Lua surgiu milhões de anos antes do imaginado, diz estudo

O magma fundido que cobria a Lua ao se formar levou "quase 200 milhões de anos" para se solidificar em rocha de manto, 85 milhões de anos depois da data de consenso, mostra estudo alemão. Uma …

Vacina da Moderna mostra resultado e vai para fase final de testes

Candidata a vacina gera anticorpos e é bem tolerada por participantes, afirma empresa americana. A partir de 27 de julho, 30 mil pessoas vão participar da fase final e decisiva dos ensaios clínicos nos Estados …

Maior educação feminina e controle da natalidade farão população mundial crescer menos

A população mundial deve começar a encolher na segunda metade do século 21, atingindo 8,8 bilhões em 2100, cerca de 2 bilhões a menos do que previa a ONU. O estudo foi publicado nesta …

Museu da Língua Portuguesa lança projeto que usa a palavra para lidar com as dores da pandemia

A palavra não é somente nossa maior ferramenta de comunicação e um dos principais instrumentos para a criação humana – ela pode ser também um remédio. Usar a palavra para curar nossos males e dores é …

Estudo indica que imunidade ao coronavírus é temporária

Pesquisadores britânicos monitoraram os níveis de anticorpos contra a covid-19 em 90 pacientes recuperados. Resultados sugerem que o contato com o vírus só fornece imunidade por alguns meses, como no caso da gripe. Pacientes que se …

Essa é a explosão mais forte na história do universo e acabou de ser detectada

A maior explosão no Universo desde o Big Bang foi descoberta, localizada no aglomerado de galáxias Ophiuchus a milhões de anos-luz de distância de nós. O evento liberou cinco vezes mais energia do que a …

Encontradas espécies que vivem em 'deserto marinho' no oceano Pacífico

Cientistas usaram a oportunidade de visitar o sul do oceano Pacífico para retirar amostras de uma área oceânica particularmente pobre em vida, lançando luz sobre uma região marinha inóspita. Pesquisadores alemães do Instituto Max Planck de …

Polícia alemã tenta capturar "Rambo da Floresta Negra"

As autoridades de segurança do estado alemão de Baden-Württemberg estão conduzindo nesta segunda-feira (13/07) uma megaoperação para capturar um fugitivo armado com pistolas e um arco e flecha que se esconde na Floresta Negra, no …

Rio começa a implementar sistema de iluminação inteligente

O conceito de smart cities está por aí há anos e nas últimas temporadas tem se tornado cada vez mais uma realidade no Brasil, graças aos avanços tecnológicos. O Rio de Janeiro é mais uma …

Coágulos sanguíneos em “quase todos os órgãos” de pacientes que morrem de Covid-19

Pesquisas de autópsias em pacientes com Covid-19 mostraram coágulos sanguíneos presentes não exclusivamente nos pulmões, mas sim em “quase todos os órgãos”, afirmou uma patologista da Universidade de Nova York à CNN na última semana. A …