A causa das pandemias é clara, segundo a ONU, a OMS e os especialistas

Segundo os líderes da Organização das Nações Unidas (ONU), da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do WWF International, a causa das pandemias é nossa destruição da natureza.

O comércio ilegal e insustentável de vida selvagem, a devastação de florestas e outros habitats naturais e a intensificação da produção agrícola e pecuária são os fatores por trás do número crescente de doenças pulando de animais para seres humanos e levando a epidemias mundiais.

Essa declaração está de acordo com a fala de diversos cientistas, como o proeminente biólogo americano Thomas Lovejoy, que afirmou recentemente que nossa intrusão excessiva na natureza é a principal culpada pela pandemia atual de coronavírus.

“Vimos muitas doenças surgirem ao longo dos anos, como Zika, AIDS, SARS e Ebola e todas elas se originaram de populações de animais sob condições de severas pressões ambientais”, afirmaram Elizabeth Maruma Mrema, chefe de diversidade biológica da ONU, Maria Neira, diretora de meio ambiente e saúde da OMS e Marco Lambertini, chefe da WWF International.

De acordo com um relatório da WWF, 60 a 70% das novas doenças surgidas desde 1990 vieram da vida selvagem. No mesmo período, 178 milhões de hectares de floresta foram desmatados, o equivalente a mais de sete vezes a área do Reino Unido.

Ou mudamos de postura, ou lá vem a próxima

Os especialistas alertam que o cenário atual deve servir de lição para mudarmos nossa postura por uma mais amigável ao meio ambiente. Caso contrário, novos surtos fatais provavelmente irão ocorrer.

“O Covid-19 não passa de um sinal de SOS para o empreendimento humano. O pensamento econômico atual não reconhece que a riqueza humana depende da saúde da natureza”, disseram Inger Andersen, chefe de meio ambiente da ONU e Partha Dasgupta, importante economista e professor da Universidade de Cambridge (Reino Unido).

“O risco de uma nova doença [saltando da vida selvagem para seres humanos] emergir no futuro é maior do que nunca, com o potencial de causar estragos na saúde, nas economias e na segurança global”, complementou o relatório da WWF.

Temos a solução, falta a vontade

A solução, segundo estes líderes, é apostar em uma recuperação verde e saudável da atual pandemia de coronavírus. “Acordos comerciais pós-Brexit que não protegerem a natureza deixariam a Grã-Bretanha cúmplice em aumentar o risco da próxima pandemia”, afirmou o chefe da WWF no Reino Unido.

Porém, o que temos visto é justamente o contrário. Do Grande Mekong a Amazônia a Madagascar, relatórios alarmantes de aumento da caça furtiva, extração ilegal de madeira e incêndios florestais têm surgido, enquanto muitos países autorizam retrocessos ambientais e cortes no financiamento para a conservação da natureza.

Mrema, Neira e Lambertini argumentam que “devemos abraçar uma recuperação justa e verde e dar início a uma transformação mais ampla em direção a um modelo que valoriza a natureza como base de uma sociedade saudável”.

Não fazer isso em nome de poupar dinheiro, negligenciando proteção ambiental, sistemas de saúde e redes de segurança social, já se provou ser uma economia falsa. “A conta será paga muitas vezes”, disseram.

O que podemos fazer?

Para melhorarmos nossas chances, os especialistas pedem que todos os governos introduzam e fiscalizem leis para eliminar a destruição da natureza nas cadeias de suprimentos.

Já o público pode tornar suas dietas mais sustentáveis. Por exemplo, carne, óleo de palma e soja estão entre os produtos frequentemente ligados ao desmatamento. No geral, evitar carne e laticínios é uma das melhores formas de reduzir nosso impacto ambiental no planeta.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Análogo de Buraco negro de laboratório se comporta como Stephen Hawking previu

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia Technion-Israel tentaram confirmar duas das previsões mais importantes de Hawking, que a radiação hawking surge do nada e que não muda de intensidade ao longo do tempo, o que significa …

SP concentra 40% dos feminicídios com 200 mortes, diz estudo do Observatório de Segurança

A Rede de Observatórios da Segurança publicou seu relatório de dados sobre a violência contra a mulher do ano de 2020. O boletim, que traz números de cinco estados (SP, RJ, PE, CE e BA), mostrou …

Em pior momento da pandemia, Bolsonaro critica 'mimimi' e diz que brasileiro tem que enfrentar vírus

Um dia após o registro de novo recorde diário de mortes pela covid-19 no país, o presidente Jair Bolsonaro deu uma série de declarações dando a entender que o choro pelas vítimas é "frescura" e …

89% dos norte-americanos veem a China como inimiga ou concorrente

A maioria dos norte-americanos não vê a China como parceira e expressa preocupações crescentes sobre o histórico de direitos humanos e as práticas econômicas de Pequim, revelou uma nova pesquisa do Pew Research Center nesta …

Governadores pedem a Bolsonaro maior esforço por vacinas

Em meio ao pior momento da epidemia de covid-19 no Brasil, os governadores de 14 estados brasileiros enviaram nesta quinta-feira (04/03) uma carta ao presidente Jair Bolsonaro pedindo um maior esforço para a compra de …

Nova Zelândia lança alerta de tsunami e ordena retirada de habitantes da costa nordeste

Um alerta de tsunami foi emitido após um forte terremoto de magnitude 7,8 nas remotas ilhas Kermadec, na Nova Zelândia, no oceano Pacífico. As autoridades determinaram a retirada de todos os habitantes do litoral …

União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) deu início ao exame contínuo do dossiê de registo da vacina Sputnik V para verificar sua conformidade com as normas europeias de eficácia, segurança e …

Afrouxar uso de máscaras é "pensamento neandertal", diz Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, criticou nesta quarta-feira (03/03) a decisão dos estados do Texas e do Mississippi de suspender a obrigatoriedade do uso máscaras para conter a propagação do coronavírus. O democrata …

Argentina só vai habilitar motoristas que fizerem curso sobre igualdade de gênero

A partir de março e 2021 quem quiser tirar carteira de habilitação na Argentina terá de estudar mais do que somente as leis de trânsito, o funcionamento do automóvel e a própria condução de um …

ONGs denunciam grupo Casino na Justiça francesa por desmatamento na Amazônia

Organizações de defesa do meio ambiente e dos povos indígenas denunciaram nessa quarta-feira (3) o grupo Casino na Justiça francesa. A empresa é acusada de responsabilidade no desmatamento da Amazônia através da venda de …