Pneumonia mata uma criança a cada 35 segundos

Aliança Gavi

Trabalhor de saúde comunitária pesa bebês após vaciná-los. Em 2012, o Gana se tornou o primeiro país na África a introduzir simultaneamente vacinas contra doenças pneumocócicas e rotavírus.

Trabalhora de saúde comunitária pesa bebês após vaciná-los. Em 2012, o Gana se tornou o primeiro país na África a introduzir simultaneamente vacinas contra doenças pneumocócicas e rotavírus.

A pneumonia e a diarreia matam 1,4 milhão de crianças por ano, e o número supera as mortes causadas por todas as outras doenças infantis juntas.

Estes dados estão em um relatório lançado esta sexta-feira pela para Unicef. Segundo a agência da ONU, os líderes mundiais reunidos na COP 22 podem ajudar a salvar vidas de 12,7 milhões até 2030.

Pneumonia e diarreia juntas matam 1,4 milhão de crianças a cada ano, a grande maioria em países de rendas média e baixa.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, alertou que essas mortes ocorrem apesar de ambas as doenças serem “em grande parte evitáveis” através de soluções diretas e econômicas como amamentação exclusiva, vacinação, cuidados primários de saúde de qualidade e redução da poluição do ar nos domicílios.

Relatório

As conclusões estão incluídas no documento “Uma é demais: acabando com mortes de crianças por pneumonia e diarreia”, um novo relatório do Unicef lançado nesta sexta-feira.

A agência alerta que a pneumonia continua sendo a doença infecciosa que mata mais crianças com menos de cinco anos, cerca de um milhão de menores em 2015.

O número representa uma criança a cada 35 segundos e mais que malária, tuberculose, sarampo e Aids juntos.

Poluição do ar

Cerca de metade das mortes por pneumonia na infância estão ligadas à poluição do ar, um fato que, segundo o Unicef, líderes mundiais devem ter em mente durante a COP 22, a conferência da ONU sobre mudança climática sendo realizada em Marrakech, no Marrocos.

Segundo a vice chefe do Unicef, Fatoumata Ndiaye, “a poluição do ar ligada à mudança climática está prejudicando a saúde e o desenvolvimento de crianças ao causar pneumonia e outras infecções respiratórias”.

Mudança climática

Ela alertou que 2 bilhões de crianças no mundo vivem em áreas onde a poluição externa no ar excede as orientações internacionais e muitas “ficam doentes e morrem como resultado disso”.

Fatoumata Ndiaye defendeu que líderes mundiais reunidos na COP 22 podem ajudar a salvar as vidas de crianças ao se comprometerem a ações que reduzam a poluição do ar ligada à mudança climática e concordando em investimentos na prevenção e cuidados de saúde.

Diarreia

Como a pneumonia, casos de diarreia também podem, muitas vezes, estar ligados a índices mais baixos de precipitação causados pela mudança climática.

O Unicef afirma que menor disponibilidade de água segura deixa crianças com risco maior de contrair diarreia e ter seu crescimento prejudicado.

Cerca de 34 milhões de crianças morreram de pneumonia e de diarreia desde o ano 2000. Sem maiores investimentos em medidas de prevenção e tratamento, o Unicef calcula que outras 24 milhões de crianças vão morrer dessas duas doenças até 2030.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ausência nas eleições poderá ser justificada pelo celular

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou nesta quarta-feira (30) que a justificativa de ausência nas próximas eleições - cujas votações ocorrerão em 15 de novembro (1º turno) e 29 de novembro (2º turno) - poderá …

"Mafalda" perde seu criador, Quino, aos 88 anos

O criador de Mafalda, o cartunista argentino Quino, morreu aos 88 anos. O icônico ilustrador e humorista marcou a vida argentina e do mundo todo com a criação da pequena menina com grandes ideias que …

Muito além de Netuno: objeto binário choca cientistas por ter partes orbitando muito perto

Um objeto transnetuniano (TNO, na sigla em inglês) binário foi detectado por uma rede de observação nos EUA. Objetos transnetunianos consistem em pequenos corpos gelados que orbitam o Sol a uma distância longínqua, para além …

Acusados de financiar terrorismo na Síria com bitcoins são detidos na França

A Procuradoria Nacional Antiterrorista (PNAT) da França anunciou a detenção nesta terça-feira (29) de 29 pessoas acusadas de transferir recursos a jihadistas na Síria graças a um circuito sofisticado no qual foram utilizadas criptomoedas. A …

Donald Trump e Joe Biden travam debate caótico

Xingamentos e interrupções marcam primeiro duelo direto. Trump se recusa a condenar racistas, e Biden chama presidente de palhaço e mentiroso. Democrata sinaliza que pretende retaliar Brasil por devastação ambiental. Faltando pouco mais de um mês …

Flight Simulator tem um bug com buraco bizarro no mapa do Brasil

Vejam só: encontraram um bug respeitável na edição 2020 de Flight Simulator, o respeitado simulador de voo da Microsoft. E, para o nosso orgulho, a falha se localiza especificamente no Brasil. Se você sobrevoar as coordenadas …

Médica fez viagem institucional para impedir aborto de criança vítima de estupro e Damares teria atuado nos bastidores

Uma reportagem da Folha de São Paulo afirmou que uma das médicas que trabalhou para impedir o aborto legal de uma criança de 10 anos que foi estuprada em São Mateus, ES, confessou, em entrevista, …

COVID-19: produção de vacina pode causar morte de meio milhão de tubarões, alertam especialistas

Óleo natural feito a partir do fígado dos tubarões é um componente-chave entre os ingredientes utilizados por vários candidatos a vacina contra a COVID-19. A Shark Allies, uma organização de defesa aos tubarões, da Califórnia, EUA, …

Quem é Amy Barrett, a indicada de Trump para Suprema Corte?

Se aprovada pelo Senado, atual juíza federal e católica devota poderá influenciar a vida pública dos EUA por décadas e mover de vez a composição da Corte para uma orientação conservadora. Se no Brasil o presidente …

Uber ganha 18 meses de licença para atuar em Londres

Após uma longa batalha jurídica, a Uber ganhou uma licença para restabelecer suas operações em Londres pelos próximos 18 meses. Em novembro de 2019, a empresa havia sido impedida de atuar na capital inglesa, depois que …