Como se comunicar com seu bichano ao aprender a sorrir como um gato

Jamie Baker / Flickr

Os gatos têm a reputação de serem distantes, especialmente em comparação com os cachorros, mas se você acha difícil de se relacionar com seu bichano, talvez não esteja falando a língua dele.

Mas não se preocupe: uma nova pesquisa mostrou que não é tão difícil se comunicar com seu gato. Você só precisa sorrir mais para eles (do jeito deles).

Não do jeito humano, mostrando os dentes, mas do jeito do gato, estreitando os olhos e piscando lentamente. Ao observar interações entre gatos e humanos, cientistas foram capazes de confirmar que essa expressão faz os gatos, tanto familiares quanto estranhos, se aproximarem e serem receptivos aos humanos.

“Como alguém que estudou o comportamento animal e é dono de um gato, é ótimo ser capaz de mostrar que gatos e humanos podem se comunicar dessa maneira”, disse a psicóloga Karen McComb, da Universidade de Sussex, no Reino Unido.

“É algo que muitos proprietários de gatos já suspeitavam, então é emocionante ter encontrado evidências disso.”

Se você já passou algum tempo perto de gatos, provavelmente já viu a expressão facial de “olhos parcialmente fechados”, acompanhada de piscadas lentas. É semelhante a como os olhos humanos se estreitam ao sorrir e geralmente ocorre quando o gato está relaxado e contente. A expressão é interpretada como uma espécie de sorriso de gato.

Evidências anedóticas de proprietários de gatos sugerem que os humanos podem copiar esta expressão para comunicar aos gatos que somos amigáveis ​​e abertos à interação. Assim, uma equipe de psicólogos projetou dois experimentos para determinar se os gatos se comportavam de maneira diferente em relação aos humanos que piscavam lentamente.

Como foram realizados os experimentos

No primeiro experimento, os proprietários piscaram lentamente para 21 gatos de 14 famílias diferentes. Uma vez que o gato estava acomodado e confortável em um local em seu ambiente doméstico, os proprietários foram instruídos a se sentar a cerca de um metro de distância e piscar lentamente quando o gato estivesse olhando para eles. As câmeras registraram o rosto do proprietário e o rosto do gato, e os resultados foram comparados a como os gatos piscam sem interação humana.

Os resultados mostraram que os gatos são mais propensos a piscar lentamente para seus humanos depois que eles piscarem lentamente para eles, em comparação com a condição de não interação.

O segundo experimento incluiu 24 gatos de oito famílias diferentes. Desta vez, não foram os donos que piscaram, mas os pesquisadores, que não tiveram contato prévio com o gato. Para um controle, os gatos foram gravados respondendo a uma condição sem piscar, em que os humanos olhavam para os gatos sem piscar.

Os pesquisadores realizaram o mesmo processo de piscar lentamente do primeiro experimento, acrescentando uma mão estendida em direção ao gato. E eles descobriram que não apenas os gatos eram mais propensos a piscar de volta, mas que eles eram mais propensos a se aproximar da mão do humano depois que ele piscou.

“Este estudo é o primeiro a investigar experimentalmente o papel do piscar lentamente na comunicação gato-humano”, disse McComb.

Instruções para se comunicar com gatos

“E é algo que você pode experimentar com seu próprio gato em casa, ou com gatos que encontra na rua. É uma ótima maneira de aumentar o vínculo que você tem com os gatos. Tente estreitar os olhos para eles como faria em um ambiente descontraído sorrindo, a a seguir feche os olhos por alguns segundos. Você verá que eles respondem da mesma forma e você pode iniciar uma espécie de conversa.”

Para os amantes dos gatos, esta notícia não será uma surpresa. Pesquisas nos últimos anos mostraram que nossos amigos felinos estão muito mais sintonizados com seus companheiros humanos do que se supunha anteriormente.

É difícil entender por que os gatos piscam lentamente para os humanos dessa maneira. Tem sido interpretado como um meio de sinalizar intenções benignas, uma vez que os gatos interpretam o olhar fixo ininterrupto como ameaçador. Mas também é possível que os gatos tenham desenvolvido a expressão, uma vez que os humanos respondem positivamente a ela.

Aprender como melhorar nosso relacionamento com nossos bichanos enigmáticos também pode ser uma maneira de melhorar sua saúde emocional, não apenas no ambiente doméstico, mas em uma série de situações potencialmente estressantes.

“Compreender as maneiras positivas pelas quais os gatos e os humanos interagem pode aumentar a compreensão pública dos gatos, melhorar o bem-estar felino e nos dizer mais sobre as habilidades sócio-cognitivas desta espécie pouco estudada”, afirmou o psicólogo Tasmin Humphrey da Universidade de Sussex.

Vá se comunicar com seu bichano agora.

O estudo foi publicado na revista científica Scientific Reports.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Um acelerador de partículas cósmico, muito mais poderoso do que o LHC foi descoberto no espaço

Cientistas rastrearam uma partícula fantasma para uma estrela despedaçada e descobriram um gigantesco acelerador de partículas cósmico. A partícula subatômica, chamada de neutrino, foi lançada em direção à Terra depois que a estrela condenada chegou muito …

Mulher de 'El Chapo' Guzmán é presa nos EUA acusada por narcotráfico

Foi presa nesta segunda-feira (22/02) nos Estados Unidos Emma Coronel Aispuro, 31, mulher de Joaquín "El Chapo" Guzmán, ex-líder do cartel de drogas mexicano Sinaloa. Aispuro, que tem cidadania mexicana e americana, foi presa no aeroporto …

Gana é o primeiro país do mundo a receber vacinas do programa Covax, da OMS

Gana recebeu nesta quarta-feira o primeiro lote mundial de vacinas financiadas pelo programa Covax, que proporciona aos países de renda baixa e média as primeiras doses de fármacos antiCovid. Os imunizantes foram enviados de …

Variante da Califórnia parece ser mais contagiosa e resistente a vacinas, aponta estudo

Um novo estudo confirma que a mutação do SARS-CoV-2 na Califórnia, EUA, é mais contagiosa e mais resistente a vacinas, embora a escala de sua ameaça ainda não esteja clara. Uma variante descoberta pela primeira vez …

Cheirinho de carro novo? Estudo alerta para risco de câncer em odor favorito de muitos

Um estudo publicado por pesquisadores da Universidade da California Riverside mostrou que o cheiro de carro novo, tão amado por todo mundo que acaba de comprar o seu veículo, pode ser um risco para saúde. Mas …

STJ anula quebra do sigilo de Flávio Bolsonaro no caso das "rachadinhas"

Ministros apontaram falta de fundamentação do juiz de 1ª instância. Decisões da próxima semana determinarão chance de o processo contra o senador ir adiante ou voltar ao início. A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça …

Troca de comando na Petrobras: Bolsonaro repete interferência de Dilma na estatal?

As ações da Petrobras derreteram depois que o presidente Jair Bolsonaro decidiu mudar o comando da empresa. Na noite de sexta-feira (19/02), Bolsonaro anunciou o general da reserva Joaquim Silva e Luna para substituir o …

Uruguai, último país da América do Sul a receber vacinas, começa imunização em março

O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, informou nesta segunda-feira (22) que as primeiras vacinas contra a Covid-19 chegarão nesta quinta-feira ao país, o único na América do Sul que ainda não possui doses …

Cada ponto brilhante neste novo mapa cósmico é um buraco negro supermassivo

A equipe internacional sinterizou um conjunto tão impressionante quanto inédito de sinais de rádio emitidos por buracos negros supermassivos. Se tivéssemos um telescópio capaz de mostrar quaisquer objetos do universo, independentemente de quão distantes eles estão, …

Desvendado enigma de inscrição na obra "O Grito" de Edvard Munch

Uma frase escrita sobre uma das obras de arte mais conhecidas do mundo foi, durante um século, motivo de conjeturas e controvérsias entre os especialistas de arte em todo o mundo. Uma análise com escâner infravermelho, …