Astronautas americanos pisaram mesmo na Lua; e a confirmação vem de astrônomos chineses

A corrida espacial continua, mas desta vez os cientistas chineses provaram que os americanos pisaram mesmo na Lua. A China utilizou um sistema de laser para medir a distância entre a Terra e a Lua (LLR), fazendo uso do retrorrefletor colocado no satélite natural pelo astronauta americano David Scott.

Há muito tempo que os defensores da teoria da “conspiração lunar“, segundo a qual os norte-americanos nunca estiveram na Lua, acusam a NASA de ter falsificado as filmagens das caminhadas lunares de Glenn Armstrong, alegam que tudo não passou de uma fraude, e sustentam que a NASA não tinha ainda na época tecnologia para levar o homem até o satélite.

Embora a maioria dos estudiosos opte por nem dar atenção à teoria conspiratória, diversos argumentos são normalmente apresentados como prova de que o homem deu sim um passo gigante na Lua – como o fato de nada menos que 12 astronautas terem alcançado o feito, e trazido (ou deixado) souvenirs para recordar mais tarde.

Entre essas provas, é contada a experiência LLR, ou Lunar Laser Ranging, uma técnica baseada na emissão de um raio laser em direção a um dos espelhos deixados na superfície da Lua pelas missões Apollo, com o intuito de medir o tempo que a radiação demora a ser refletida – e a partir daí calcular com precisão a distância da Terra à Lua.

A técnica Lunar Laser Ranging foi protagonista de um dos episódios de Big Bang Theory, durante o qual Leonard e Sheldon tentam explicar a Zack, um personagem “menos brilhante”, como funciona a experiência. Sem grande sucesso, diga-se de passagem.

Apesar da aparente simplicidade com que quatro geeks montam num telhado o equipamento necessário e realizam a experiência, até agora apenas equipes de cientistas dos Estados Unidos, da França e da Itália o tinham efetivamente realizado com sucesso.

Na segunda-feira (22), no entanto, a China entrou na corrida ao LLR.

Segundo revela o jornal chinês gbtimes, uma equipe de cientistas chineses usou um sofisticado sistema de lasers, com um telescópio de 1,2 metro, para atingir um dos quatro Lunar Laser Ranging Retroreflector (LLRR) – neste caso, o maior deles, instalado pelo astronauta David Scott no dia 31 de julho de 1971, durante a missão Apollo 15.

Através dos impulsos de laser refletidos pelo espelho, localizado na região lunar de Hadley–Apennine, a equipe de astrônomos dos Observatórios de Yunnan conseguiu medir a distância entre o dispositivo na Lua e a estação terrestre em que se encontravam – provando assim uma vez mais que um dia o homem pisou na Lua.

A experiência LLR mede a distância entre a Terra e a Lua calculando o tempo que um pulso de laser demora para viajar da estação terrestre até o retrorrefletor situado na Lua e a voltar para a Terra. Segundo concluíram os cientistas chineses, a distância é de 385.823,433 a 387.119,600 quilômetros.

David Scott / NASA

O Lunar Laser Ranging RetroReflector de David Scott 105×65 cm

Além do LLRR de David Scott, há mais três retrorefletores na Lua. Dois deles foram deixados próximos dos locais das missões Apollo 11 e 14, e o terceiro está instalado no Lunokhod 2, o segundo dos rovers não tripulados que a Rússia enviou para o satélite.

“Em um futuro próximo, a China colocará seu próprio retrorrefletor na Lua, impulsionando assim mais um passo da tecnologia LLR na China”, afirmou Li Yuqiang, pesquisador dos Observatórios de Yunnan.

A experiência LLR chinesa foi realizada no contexto dos preparativos de lançamento da sonda lunar Chang’e-4, previsto para 2018. Além da sonda que vai permitir estudar a metade da Lua que ainda não foi explorada, será lançado um satélite que permite facilitar a comunicação com os cientista na Terra.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Quem é 'el Chapo asiático' que foi preso acusado de controlar mercado de drogas de R$ 380 bilhões

A polícia holandesa prendeu o suposto chefe de uma das maiores quadrilhas de tráfico de drogas do mundo: Tse Chi Lop, apelidado de "El Chapo" da Ásia. O cidadão canadense nascido na China é apontado como …

Homem recebe primeiro transplante duplo de braço e ombro

A ciência cada vez mais evoluída. Um homem da Islândia foi o primeiro do mundo a receber um transplante duplo de braço e ombro. A cirurgia foi um sucesso e o paciente, o islandês Felix Gretarsson, …

Bolsonaro pode enfrentar um tribunal internacional por crimes contra a humanidade

Jair Bolsonaro pode enfrentar acusações no Tribunal Penal Internacional (TPI) depois de ser acusado de crimes contra a humanidade. Líderes indígenas no Brasil e grupos de direitos humanos estão pedindo ao tribunal que investigue o presidente …

Presidente mexicano López Obrador é diagnosticado com Covid-19

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, 67 anos, entrou para a lista dos líderes mundiais que foram infectados pela Covid-19. Ele informou nesse domingo (24) que testou positivo para o novo coronavírus, …

Desenterram em Jerusalém granada de mão britânica da 1ª Guerra Mundial

Em pleno centro da cidade de Jerusalém, foi desenterrada uma granada de mão britânica da Primeira Guerra Mundial. O artefato perigoso foi descoberto em uma antiga cisterna por Oscar Becherno, responsável pela escavação arqueológica em nome …

Portugueses reelegem presidente Rebelo de Sousa

Urnas em Portugal confirmam previsão de vitória do chefe de Estado de centro-direita, que ganha novo mandato de cinco anos. Combate à pandemia é prioridade. Como esperado, os portugueses reelegeram neste domingo (24/01) o presidente Marcelo Rebelo …

Cuba experimenta dois lados da moeda com chegada de internet móvel

Desde que chegou a Cuba, há apenas dois anos, a internet móvel revolucionou a vida do país – ajudando as pessoas a encontrarem comida, combustível e até remédios em meio a uma escassez terrível. Mas …

Chantilly: em dificuldades finaceiras, um dos mais belos castelos da França pede socorro

A pandemia e o fim da ajuda de um poderoso mecenas colocam em risco o futuro de uma das propriedades mais majestosas da França, o castelo de Chantilly, ao norte de Paris. A reportagem …

Como fumantes de longa data pararam de fumar usando cogumelos mágicos apenas 3 vezes

É mais difícil largar do cigarro do que da heroína, dizem alguns. Mas pesquisadores da Johns Hopkins relataram que um pequeno número de fumantes de longa data que falharam em muitas tentativas de abandonar o …

Gangorra que uniu imigrantes no muro da fronteira dos EUA ganha prêmio

Lembra das gangorras que permitiram que famílias mexicanas brincasse de lados opostos do muro da fronteira EUA-México? O projeto das três gangorras ganhou o prêmio “Design do Ano 2020” pelo Museu de Londres. O arquiteto norte-americano …