Cientistas criam primeiro híbrido de humano e porco

(dr) Salk Institute for Biological Studies

O pesquisador Juan Carlos Izpisua Belmonte

O pesquisador Juan Carlos Izpisua Belmonte

Uma equipe internacional de cientistas do do Salk Institute for Biological Studies, nos EUA, diz ter criado um ser híbrido meio humano meio porco, através de uma experiência cujos resultados foram divulgados esta quinta-feira (26).

Segundo Juan Carlos Izpisua Belmonte, o cientista valenciano que lidera a equipe de pesquisa, o objetivo da pesquisa é criar “tecidos funcionais ou órgãos que possam ser transplantados”.

Para realizar o inédito experimento, numa primeira fase a equipe de cientistas começou por introduzir células-tronco humanas em embriões de um porco em um estágio inicial de desenvolvimento, permitindo-lhes criar cerca de 2.000 híbridos que depois foram introduzidos no corpo de uma porca.

Estes 2.000 embriões permaneceram em gestação durante 28 dias, período que corresponde ao primeiro trimestre de gestação destes animais, após o que foi extraído o feto de 186 deles, terminando assim o processo.

Os resultados do experimento foram publicados esta quinta-feira na revista científica Cell.

Belmonte diz que este período de gestação basta para que os embriões se desenvolvam suficientemente de maneira a que os cientistas possam analisá-los sem “preocupações éticas”.

De acordo com o cientista, a possibilidade de um animal com células humanas nascer é algo que poderia causar problemas éticos fora do mundo científico. “A sociedade tem de decidir o que se deve fazer”, ressalta.

Entretanto, este experimento, o primeiro que permitiu cruzar células de duas espécies muito diferentes, poderá oferecer novas oportunidades à ciência para investigar doenças diferentes e como elas afetam o corpo humano.

Os cientistas esperam que estes experimentos abram caminho para pesquisar métodos de criação de órgãos para transplantes gerados a partir de células do próprio receptor. Assim, a rejeição dos tecidos seria evitada, resolvendo o problema da falta de doações de órgãos no mundo.

Mas este experimento é mais do que apenas uma revolucionária técnica de criação de órgãos para transplantes sem rejeição. É a primeira quimera viável conhecida.

Na mitologia tradicional, se dá o nome de quimera a qualquer animal que tenha partes do corpo de outro animal. Diversas equipas de cientistas em todo o mundo estão fazendo experimentos juntando partes de animais com partes humanas.

Mas esta é a primeira vez que é aceite pela comunidade científica, após validado em um sistema de revisão por pares, o resultado de um experimento de quimerismo em laboratório com animais de porte que suportem órgãos com as dimensões dos que existem no organismo humano.

E provavelmente, Juan Carlos Izpisua Belmonte ficará nos anais da ciência por ter criado a primeira quimera da história da humanidade – se ainda pudermos chamar-lhe isso.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …