Cientistas descobrem novas evidências de água no interior da Lua

(cv) GeoBeats News

Uma nova análise de dados obtidos por satélite aponta a existência de água em vários depósitos vulcânicos distribuídos na superfície da Lua, segundo um estudo divulgado nesta segunda-feira (24).

Na pesquisa, publicada na revista Nature Geoscience, pesquisadores do Departamento de Ciências Planetárias, da Terra e do Meio Ambiente da Universidade de Brown (EUA), indicaram que a água contida nesses antigos depósitos dá suporte à ideia de que o manto do satélite natural da Terra é surpreendentemente rico em água.

A água teria forma de cristais formados por uma explosão de magma procedente do interior profundo da Lua.

Durante anos, os cientistas tinham assumido que o interior da Lua não continha água, mas essa ideia começou a mudar em 2008, quando um grupo de geólogos da Universidade de Brown detectou sinais dessa substância em alguns cristais vulcânicos trazidos à Terra pelas missões Apollo 15 e 17.

O diretor da pesquisa, Ralph Milliken, apontou que os dados da órbita permitiram examinar os grandes depósitos piroclásticos (materiais emitidos por algum tipo de explosão vulcânica) da Lua.

Os cientistas encontraram evidência de água em quase todos os depósitos piroclásticos observados e mapeados, inclusive nos que estão perto do local de aterrissagem das missões Apollo 15 e 17, onde foram recolhidas mostras de cristais. “A distribuição destes depósitos ricos em água é a chave”, disse Miliken.

Estão distribuídos na superfície, o que nos diz que a água encontrada nas mostras das Apollo não foi algo isolado. Os piroclásticos lunares parecem ser universalmente ricos em água, o que sugere que o mesmo pode acontecer no manto”, sublinhou.

A ideia de que o interior da Lua é rico em água gera dúvidas interessantes sobre a formação do satélite, já que os cientistas estimam que foi criado pelos restos deixados quando um objeto do tamanho de Marte se chocou com a Terra nos primeiros períodos da história do Sistema Solar.

Uma das razões pelas quais os especialistas tinham assumido que o interior da Lua era seco é que parece improvável que o hidrogênio necessário para a formação de água pudesse ter sobrevivido ao calor do impacto, indica a pesquisa.

“A crescente evidência de água no interior da Lua sugere que a água sobreviveu de alguma maneira, ou que chegou pouco depois por causa do impacto de asteroides ou cometas antes que a Lua tivesse se solidificado completamente“, apontou Shuai Li, cientista da Universidade do Havaí, que colaborou com Milliken.

Os pesquisadores estimam que os depósitos são grandes e a água poderia ser extraída. “Outros estudos sugeriram a presença de água gelada nas regiões escuras dos polos lunares, mas os depósitos piroclásticos estão em um local de mais fácil acesso”, disse Li.

Os pesquisadores indicam que para a detecção de água nos depósitos vulcânicos foram utilizados espectrômetros orbitais, que ajudam a medir a luz refletida da superfície lunar para conhecer componentes ou minerais que possam estar no satélite.

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Revelada consequência grave da COVID-19 mais frequente do que se acreditava

Novo estudo revelou que os pacientes com COVID-19 que foram internados em unidades de terapia intensiva (UTI) têm mais possibilidade de desenvolver deficiências cognitivas contínuas. O estudo de quase 150 pacientes internados no início da pandemia …

Fundo de Bill Gates investe US$ 50 milhões em robôs agricultores que poupam água

A startup norte-americana Iron Ox recebeu um aporte de US$ 53 milhões (R$ 280,5 milhões) para melhorar sua tecnologia de robôs usados na agricultura e que consomem 90% menos água que plantações tradicionais. O dinheiro veio …

Bolsonaro pede à população que tome banho frio e evite elevador

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (23/09) à população que tome banho frio e evite usar o elevador para economizar energia elétrica. "Aqui são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja …

A incrível descoberta que indica presença humana nas Américas muito antes do que se pensava

Novas descobertas científicas apontam que humanos chegaram às Américas pelo menos 7 mil anos antes do que se estimava anteriormente. As pesquisas em torno do momento em que o continente americano passou a ser povoado a …

Mianmar: Justiça americana ordena quebra de sigilo do Facebook para investigar ameaças contra rohingyas

Um juiz americano ordenou ao Facebook que divulgue os arquivos de contas ligadas de membros do exército birmanês e de milícias budistas que perseguiram a minoria Rohingya em Mianmar. A decisão, que encontra resistência …

Eduardo Bolsonaro está com covid-19

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, está com covid-19. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (24/09) por vários sites brasileiros de notícias. O próprio Eduardo teria confirmado seu diagnóstico ao portal …

Covid: o que alta em internação de idosos revela sobre efetividade da vacina e 3ª dose

As últimas estatísticas de casos, internações e mortes por covid-19 no Brasil trazem uma conclusão importante: as vacinas funcionam e protegem contra as formas graves da doença, mas algumas pessoas mais vulneráveis realmente precisam tomar …

Líder separatista catalão Carles Puigdemont é detido na Itália

Carles Puigdemont, que foi presidente do governo regional catalão durante a declaração de independência frustrada de 2017, foi detido na ilha italiana da Sardenha (oeste) nesta quinta-feira (23) após quatro anos foragido da justiça …

Por que as drogas psicodélicas estão mais perto do mercado convencional

O aumento da permissão de uso de psicodélicos como terapia promete transformar a forma como vemos o extraordinário. Foi em 1971 que Rick Doblin usou LSD pela primeira vez. Era uma tarde de sábado na Flórida, em …

Covid-19: EUA autorizam 3ª dose da vacina da Pfizer para idosos e grupos de risco

Os Estados Unidos autorizaram nesta quarta-feira a aplicação de uma terceira dose da vacina contra a covid-19 da Pfizer para maiores de 65 anos, pessoas com alto risco de contrair uma forma grave da …