Desvendada a fonte das misteriosas ondas de rádio cósmicas descobertas há 10 anos

Bill Saxton / NRAO,AUI,NSF; Hubble Legacy Archive, ESA, NASA

Baseada em observatório nos EUA, equipe descobre que ondas de rádio no espaço partem de uma galáxia anã

Baseada em observatório nos EUA, equipe descobre que ondas de rádio no espaço partem de uma galáxia anã

Elas são um dos grandes quebra-cabeças da astronomia moderna. Mas uma descoberta recente pode ajudar a desvendar o mistério de ondas de rádio captadas no espaço.

Uma descoberta recente deverá colaborar a desvendar o mistério de ondas de rádio captadas no espaço. As Rajadas Rápidas de Rádio (ou Fast Radio Bursts – FRBs, em inglês)  são um fenômeno astrofísico que consiste em pulsos de ondas de rádio de curta duração, com milésimos de segundos, porém, muito potentes.

O fato de serem muito breves, combinado com a dificuldade de determinar sua localização, criaram mistério em torno da origem dessas ondas.

Mas uma equipe de astrônomos anunciou agora ter descoberto que a fonte de uma dessas rajadas seria uma outra galáxia.

A revelação é um passo importante para solucionar o mistério, que já gerou dezenas de explicações possíveis – desde buracos negros até inteligência extraterrestre.

As primeiras FRBs foram descobertas em 2007, em um arquivo de um telescópio australiano. Astrônomos realizavam outra pesquisa quando se depararam com um novo fenômeno: uma rajada de ondas de rádio, captada em 2001.

Desde então, outras 18 rajadas foram descobertas.

Teorias diversas

“Não seria exagero dizer que há mais teorias sobre o que elas realmente seriam do que o número descoberto até agora de FRBs”, afirmou o autor do estudo, Shami Chatterjee, da Universidade de Cornell, em Nova York (EUA), à BBC.

Ele e sua equipe usaram radiotelescópios sofisticados do observatório Very Large Array (VLA), no Estado americano do Novo México. Com a ajuda de equipamentos de alta resolução, os cientistas conseguiram determinar de maneira precisa a localização de um desses flashes de onda, conhecido como FRB 121102.

O FRB 121102 tem uma característica peculiar: já ocorreu diversas vezes.

“Quando registramos, no ano passado, que um desses flashes estava se repetindo, derrubamos muitas das hipóteses levantadas até agora, porque sabíamos que ao menos essa fonte não podia ser gerada de uma explosão. Tinha de ser algo em que o mecanismo que a estava produzindo sobrevivesse até o próximo flash“, explicou Chatterjee.

“Então, determinamos que essa rajada vinha de uma galáxia anã, mais de três bilhões de anos-luz da Terra.” Tamanha distância reforça a ideia do quanto são poderosas essas ondas de rádio.

A pesquisa foi publicada na revista científica Nature e apresentada em um congresso de astronomia no Estado americano do Texas.

Dúvidas

O professor Heino Falcke, que também pesquisa FRBs mas não está envolvido no estudo, destacou a importância das novas descobertas. No entanto, ressaltou que ainda há diversos fatores ligados a essa onda que seguem sendo um enigma.

Para ele, uma das dúvidas que ainda precisam ser mais estudadas é o motivo pelo qual esse FRB “tão espetacular” está em uma galáxia tão pequena.

O professor Chatterjee e sua equipe informaram que as pesquisas vão continuar para determinar mais detalhes sobre o fenômeno, inclusive se todos os FRBs são produzidos da mesma maneira ou possuem origens diferentes.

Ciberia // Oficina da Net / BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …