Em tentativa de contornar sanções dos EUA, Venezuela cria própria moeda virtual

Fabio Rodrigues Pozzebom / ABr

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

A Venezuela se tornou o primeiro país a emitir uma moeda virtual. O “petro”, a nova criptomoeda venezuelana, foi lançada nesta terça-feira (20). A iniciativa é uma tentativa de sair da recessão e permitir a emissão de dívida, proibida pelas sanções econômicas norte-americanas.

As autoridades dizem que o petro, o nome da nova moeda virtual, está sustentado nas reservas petrolíferas do país, as maiores do mundo. De acordo com Nicolás Maduro, presidente venezuelano, cada petro corresponde a um barril de petróleo venezuelano, logo, 100 milhões de petros valem perto de 6 bilhões de dólares, explica o Observador.

Como a criptomoeda é sustentada nas reservas petrolíferas, Maduro alega ser um investimento seguro, mas os analistas recomendam extrema cautela.

“O meu conselho é lidarem com isso de forma muito cautelosa, especialmente por causa do histórico do governo venezuelano”, disse o cofundador da Signatura, Federico Bond, uma startup argentina especializada em moedas digitais, em referência aos incumprimentos financeiros do passado recente por parte do país.

“Eles não estão em uma boa posição para obter financiamento de qualquer outra maneira, portanto isto pode ser visto como uma medida desesperada”, acrescentou o empresário.

O Departamento do Tesouro norte-americano, o equivalente ao Ministério da Fazenda, avisou que quem investir na nova moeda pode estar violando as sanções decretadas por Washington no ano passado.

A nova moeda foi criada para valorizar a moeda “física” do país, e funcionar como método de pagamento aos fornecedores estrangeiros, visto que as últimas sanções dos EUA proíbem a nação de comprar a dívida venezuelana.

“O petro será um instrumento para estabilidade econômica e independência financeira da Venezuela, juntamente com uma visão global e ambiciosa para a criação de um sistema financeiro internacional mais justo, mais livre e mais equilibrado”, lê-se em nota assinada pelo governo de Maduro e divulgada pela Associate Press.

A bitcoin e outras moedas digitais já são comumente utilizadas na Venezuela como proteção contra a hiperinflação. O uso de moedas digitais é também impulsionado pelo preço da eletricidade, uma das mais baratas do mundo, e pelo desespero dos cidadãos, que enfrentam uma recessão econômica maior do que a Grande Depressão dos anos 30 originada nos Estados Unidos.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bolsonaro é autor de mais da metade dos ataques a jornalistas em 2019

Em todo o ano foram registrados 208 casos de ataques a veículos de comunicação e jornalistas, um aumento de 54%. Presidente foi responsável por 121 deles, afirma a entidade. O presidente Jair Bolsonaro, sozinho, é responsável …

Qual a idade em que somos mais infelizes, segundo a ciência

A chamada crise dos 40 deixou de ser um mito, pelo menos de acordo com uma ampla pesquisa realizada em 134 países pelo economista David Blanchflower, professor da universidade Dartmouth College, nos EUA, e ex-membro …

Trump fecha acordo e sinaliza fim da "guerra fiscal" com a China

Na última quarta-feira, os Estados Unidos e a China firmaram um acordo que pode ser o primeiro passo para o fim da chamada “guerra comercial” entre as potências. O pacto, que foi anunciado em dezembro do …

YouTube vincula anúncios em vídeos controversos sobre mudanças climáticas

Uma notícia deixou algumas empresas anunciantes do YouTube surpresas. Segundo estudo feito pela Avaaz, a plataforma de vídeos da Google tem vinculado anúncios de grandes companhias em vídeos que têm como propósito desinformar as pessoas …

Premiê renuncia após Putin propor reformas constitucionais

Líder russo propõe pacote de mudanças com as quais, segundo críticos, poderia permanecer no poder após fim do mandato. Premiê Medvedev renuncia com todo o gabinete para "abrir espaço" às reformas. O presidente da Rússia, Vladimir …

Musculação: detonando o grande mito da nutrição para ganhar massa muscular

Dietas com alto teor de carboidratos costumam ser recomendadas como parte de protocolos de exercícios para melhorar a recuperação e aumentar o desempenho. No entanto, pesquisas recentes tem mostrado que os carboidratos talvez não ajudem …

Austrália: aviões jogam alimentos para animais sobreviventes dos incêndios

Os incêndios que ardem por toda a Austrália desde setembro do ano passado vem atingindo e ameaçando a vida dos animais locais não só diretamente – mais de 500 milhões de animais já morreram por …

"Democracia em Vertigem", de Petra Costa, é indicado ao Oscar

A Academia de Artes e Ciências cinematográficas anunciou nesta segunda-feira (13) os indicados ao Oscar. “Democracia em Vertigem”, da brasileira Petra Costa, foi indicado ao prêmio de melhor documentário. "Dois Papas", o filme de Fernando Meirelles …

Arquivos sobre OVNIs poderiam 'danificar seriamente' segurança dos EUA, segundo Marinha americana

Marinha dos EUA considera que abertura de arquivos sobre OVNIs poderia causar sérios danos à Segurança Nacional, enquanto reconhece existência de OVNIs. Enquanto conspiracionistas acreditam que as Forças Armadas americanas utilizam tecnologia alienígena para o desenvolvimento …

Crise do 737 Max faz Boeing registrar perda de produção recorde

Pela primeira vez em décadas, a Boeing terminou o ano com pedidos negativos de produção de aviões comerciais. No final de 2019, a gigante aeroespacial registrou cancelamentos de 87 unidades, o que significa mais baixas …