Em tentativa de contornar sanções dos EUA, Venezuela cria própria moeda virtual

Fabio Rodrigues Pozzebom / ABr

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

A Venezuela se tornou o primeiro país a emitir uma moeda virtual. O “petro”, a nova criptomoeda venezuelana, foi lançada nesta terça-feira (20). A iniciativa é uma tentativa de sair da recessão e permitir a emissão de dívida, proibida pelas sanções econômicas norte-americanas.

As autoridades dizem que o petro, o nome da nova moeda virtual, está sustentado nas reservas petrolíferas do país, as maiores do mundo. De acordo com Nicolás Maduro, presidente venezuelano, cada petro corresponde a um barril de petróleo venezuelano, logo, 100 milhões de petros valem perto de 6 bilhões de dólares, explica o Observador.

Como a criptomoeda é sustentada nas reservas petrolíferas, Maduro alega ser um investimento seguro, mas os analistas recomendam extrema cautela.

“O meu conselho é lidarem com isso de forma muito cautelosa, especialmente por causa do histórico do governo venezuelano”, disse o cofundador da Signatura, Federico Bond, uma startup argentina especializada em moedas digitais, em referência aos incumprimentos financeiros do passado recente por parte do país.

“Eles não estão em uma boa posição para obter financiamento de qualquer outra maneira, portanto isto pode ser visto como uma medida desesperada”, acrescentou o empresário.

O Departamento do Tesouro norte-americano, o equivalente ao Ministério da Fazenda, avisou que quem investir na nova moeda pode estar violando as sanções decretadas por Washington no ano passado.

A nova moeda foi criada para valorizar a moeda “física” do país, e funcionar como método de pagamento aos fornecedores estrangeiros, visto que as últimas sanções dos EUA proíbem a nação de comprar a dívida venezuelana.

“O petro será um instrumento para estabilidade econômica e independência financeira da Venezuela, juntamente com uma visão global e ambiciosa para a criação de um sistema financeiro internacional mais justo, mais livre e mais equilibrado”, lê-se em nota assinada pelo governo de Maduro e divulgada pela Associate Press.

A bitcoin e outras moedas digitais já são comumente utilizadas na Venezuela como proteção contra a hiperinflação. O uso de moedas digitais é também impulsionado pelo preço da eletricidade, uma das mais baratas do mundo, e pelo desespero dos cidadãos, que enfrentam uma recessão econômica maior do que a Grande Depressão dos anos 30 originada nos Estados Unidos.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Nokia é a marca de Android mais durável e segura, aponta pesquisa

A Counterpoint Research divulgou um novo relatório sobre o índice de confiabilidade das fabricantes de smartphones e destacou o desempenho da HMD/Nokia, que liderou o ranking pelo segundo ano. Em resumo, a empresa foi a …

Rejeição à França aumenta no mundo islâmico

Após governo Macron sair em defesa do secularismo e iniciar ofensiva contra o islã radical, líderes como o presidente turco Erdogan passam a insuflar suas populações como forma de distração de problemas internos. Na esteira do …

Meteoro explode no céu e causa tremor em cidades da Bahia

Um meteoro brilhou nos céus de algumas cidades da Bahia nesta segunda-feira (26). O bólido (nome que recebem os meteoros que explodem na atmosfera terrestre tornando-se extremamente brilhantes), foi detectado e registrado por câmeras de …

O salmão consumido no Brasil está acabando com a costa chilena

Comer em um rodízio de japonês pode soar como uma ótima ideia para quem gosta das iguarias orientais. O que muita gente não sabe é que o salmão comprado como matéria prima em restaurantes do …

Motor nuclear projetado para NASA poderá transportar humanos para Marte em apenas 3 meses

A NASA tem como meta enviar a primeira tripulação humana para Marte em 2030, e certa inovação poderá fazer a jornada de mais de 64 milhões de quilômetros em apenas três meses, em vez de …

Imunidade ao coronavírus 'diminui rapidamente' em assintomáticos, diz estudo britânico

Um estudo britânico publicado nesta terça-feira mostra que a imunidade adquirida por pessoas curadas do novo coronavírus "diminui muito rapidamente", especialmente em pacientes assintomáticos e, em certos casos, pode durar apenas alguns meses. O trabalho …

Senado dos EUA aprova indicada de Trump para Suprema Corte

A poucos dias das eleições americanas, Amy Barrett é confirmada para a vaga por 52 votos a 48. Conservadora e católica devota, ela substitui Ruth Bader Ginsburg, uma das mais célebres figuras progressistas do tribunal. O …

NASA descobre grandes quantidades de água em cratera iluminada na Lua

Nesta segunda-feira (26), a NASA revelou os resultados de dois estudos que trouxeram novas descobertas sobre a Lua: dados obtidos pelo observatório aéreo Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) confirmam, pela primeira vez, que existe …

Ciclone no litoral brasileiro pode causar tempestades em 9 estados

Um ciclone no litoral brasileiro já está causando graves chuvas em diversas regiões do Brasil e seus impactos podem causar tempestades em 9 estados. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) emitiu sinal de alerta para diversas …

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …