Emaranhamento quântico é transmitido a drones separados por 1 km de distância

Fótons emaranhados foram transmitidos entre dois drones pairando a um quilômetro de distância um do outro, demonstrando tecnologia que poderia ser a base de uma internet quântica.

Quando dois fótons são emaranhados quanticamente, você pode deduzir instantaneamente o estado de um medindo o outro, independentemente da distância que os separa. Esse fenômeno, que Albert Einstein chamou de “ação assustadora à distância“, é a base da criptografia quântica – usando partículas emaranhadas para garantir que as comunicações sejam secretas.

As redes quânticas são muito mais seguras do que a internet atual porque qualquer tentativa de escutar os dados muda o estado dos fótons, alertando o destinatário da intrusão.

Fótons emaranhados já foram transportados 1200 quilômetros em testes entre um satélite e estações terrestres antes, mas agora Zhenda Xie na Universidade de Nanjing, na China, e seus colegas mostraram que ligações podem ser feitas em distâncias mais curtas com hardware relativamente barato. É também a primeira vez que o emaranhamento de fótons é transmitido de um dispositivo em movimento para outro.

Um laser a bordo de um dos drones de 35 kg criou um par de fótons emaranhados dividindo um único fóton com um cristal. Um fóton foi enviado diretamente para uma estação terrestre e o outro para um segundo drone.

Dispositivos motorizados em cada drone se moveram para garantir que os receptores e transmissores estivessem sempre alinhados, e os fótons foram focados e direcionados através do drone transmissor por um pequeno pedaço de cabo de fibra óptica. O estado de cada fóton foi medido na estação terrestre e os resultados provaram que os fótons permaneceram emaranhados.

Xie espera que conexões de mais de 300 quilômetros possam ser alcançadas por drones mais avançados em grande altitude, livres da influência distorcida da poluição e do clima, e que drones menores e mais econômicos possam ser produzidos para conexões locais, talvez até mesmo para veículos em movimento. Todos esses dispositivos podem se conectar a satélites para transmissão global.

A conquista marca um passo importante para uma internet quântica, diz Siddarth Joshi, da Universidade de Bristol, no Reino Unido. Ele concorda que os drones podem se tornar a cadeia final em ligações de uma parte do mundo para outra, como de sua estação de revezamento local para sua casa ou veículo. “Você está dirigindo em seu carro e quer manter comunicações quânticas seguras, então você tem esses drones voando atrás de você”, diz ele.

Myungshik Kim, do Imperial College London, acredita que a engenharia de óptica tão complexa para mover drones, especialmente dado que pequenas diferenças rotacionais podem tornar extremamente difícil manter conexões quânticas, representa um forte avanço técnico.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …