Startups abrem caça aos drones com aves de rapina e bazucas de gás

O “boom” nas vendas de drones de consumo gerou um movimento contrário a esta tecnologia por parte de uma série de startups – cujo objetivo é tirar do ar veículos aéreos não tripulados que estejam voando onde não deveriam.

O mercado de drones de consumo deve alcançar US$ 5 bilhões até 2021, de acordo com a empresa de pesquisa de mercado Tractica.

Dezenas de firmas iniciantes estão desenvolvendo técnicas – desde o uso de aves de rapina até o disparo de gás através de uma bazuca – para varrer dos céus veículos aéreos não tripulados que estão sendo usados para contrabandear drogas, bombas, espionar linhas inimigas ou incomodar espaços públicos.

A corrida armamentista contra drones é alimentada em parte pelo ritmo lento da regulação governamental para tais veículos aéreos.

Na Austrália, por exemplo, diferentes agências regulam drones e tecnologias de combate a eles. “Há potenciais problemas de privacidade ao operar aeronaves pilotadas remotamente, mas o papel da Autoridade de Segurança da Aviação Civil está restrito a segurança. A privacidade não é nossa responsabilidade”, disse a agência à Reuters.

“Existe um fator de medo aqui”, diz Kyle Landry, analista da Lux Research. “O alto volume de drones, além de regulamentações que não conseguem acompanhar o ritmo, levam à necessidade de uma tecnologia contra drones”.

Em outros lugares, milhões de consumidores podem pilotar drones, incluindo traficantes de drogas, quadrilhas de criminosos e insurgentes. Drones estão sendo usados para contrabandear telefones celulares, drogas e armas em prisões, por exemplo.

Já grupos armados no Iraque, Ucrânia, Síria e Turquia estão usando cada vez mais drones para reconhecimento ou como dispositivos explosivos improvisados.

Táticas contra drones

Engenheiros da TeleRadio, de Cingapura, estão usando sinais de radiofrequência no dispositivo SkyDroner para acompanhar e controlar drones.

A polícia nacional holandesa comprou recentemente várias aves de rapina de uma startup chamada Guard From Above para tirar drones indesejados do céu. Outras abordagens concentram-se em drones maiores ou armas que disparam uma rede e um paraquedas através de gás comprimido.

Algumas empresas, como a alemã DeDrone, escolhem uma abordagem menos intrusiva usando uma combinação de sensores – câmera, acústica, detectores de sinal Wi-Fi e scanners de radiofrequência (RF) – para monitorar passivamente drones dentro de áreas designadas.

Outras, entretanto, se concentram em invadir protocolos de transmissão de dados via rádio usados para controlar a direção de drones para assumir o comando deles e impedir a transmissão de vídeo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …