Empresa indiana vence seis lotes em leilão de linhas de transmissão

Sob gritos de hexa, a empresa indiana Sterlite Power Grid foi a grande vencedora do leilão de linhas de transmissão de energia elétrica realizado nesta quinta-feira (28) na B3, em São Paulo. A empresa venceu seis dos 20 lotes leiloados, entre eles, os lotes 3 e 7, que tinham as maiores extensões em quilômetros. A Sterlite ainda levou os lotes 4, 12, 15 e 20.

O consórcio Lyon Energia, formado pelas empresas Lyon Infraestrutura, Gestão e Desenvolvimento de Projetos e pela PLM Empreendimentos Imobiliários, estreante no mercado de transmissão, também levou três lotes: os de números 6, 11 e 18.

Já o consórcio BR Energia/Enind Energia, que congrega as empresas BRenergia Energia Renováveis, Brasil Digital Telecomunicações e Enind Engenharia e Construção, venceu o leilão de dois lotes: o 5 e o 8. Também levou dois lotes o Consórcio Lux Luz, que adquiriu os de números 13 e 14.

Marcado para começar às 9h, o leilão só começou sete horas depois, após uma suspensão decorrente de uma ação judicial impetrada pela empresa Jaac Materiais e Serviços de Engenharia, também estreante no mercado de transmissão.

Neste leilão, as empresas declaradas vencedoras foram as que apresentaram o menor valor de receita anual permitida (RAP), em reais por ano. A RAP é a receita a que o empreendedor terá direito pela prestação do serviço de transmissão a partir da entrada em operação comercial das instalações.

Resultado dos lotes

O primeiro lote, que atende às cargas da região metropolitana de Florianópolis (SC), foi vencido pelo consórcio Columbia, que reúne as empresas Transmissora Aliança de Energia Elétrica e a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Cteep), com valor de oferta de R$ 38.231.291,00 e deságio de 66,65% em relação à Receita Anual Permitida (RAP) inicial estabelecida pela ANEEL.

O segundo lote, que atende à região de Campos (RJ), foi vencido pela Zopone Engenharia e Comércio, com oferta de R$ 14.925.000,00 e deságio de 51,94%.

O lote 3, que engloba linhas de transmissão, subestações e trechos de linhas de transmissão no Ceará e no Rio Grande do Norte e com a maior extensão, com 541 quilômetros no total, foi vencido pela empresa indiana Sterlite Power Grid Ventures Limited, com oferta de R$ 85.050.000,00 e deságio de 58,54%.

O lote 4, que atende à região metropolitana de João Pessoa (PB), foi vencido também pela Sterlite Power Grid Ventures Limited, com o valor ofertado de R$ 25.700.000,00 e deságio de 57,16%.

O lote 5, que atende à região de Alagoinhas, na Bahia, foi vencido pelo consórcio BR Energia/Enind Energia, que congrega as empresas BRenergia Energia Renováveis, pelo Brasil Digital Telecomunicações e pela Enind Engenharia e Construção. O valor oferecido pelo consórcio foi de R$ 5.400.000,00 e o valor de deságio, 48,78%.

O lote 6, que atende a carga da subestação Tomba, na Bahia, foi vencido pelo consórcio Lyon Energia, com valor de R$ 10.900.000,00 e deságio de 37,45%.

O lote 7, que abrange municípios nos estados de Sergipe e na Bahia, com total de 454 quilômetros, foi vencido pela indiana Sterlite, com a oferta de R$ 52.510.000,00 e deságio de 60,59%.

O lote 8, que atende à região do sertão de Alagoas, foi vencido pelo consórcio BR Energia/ Enind Energia, com oferta de R$ 8.000.000,00 e deságio de 35,03%.

O lote 9, que compreende a região metropolitana de Fortaleza (CE), foi vencido pela CPFL Geração de Energia, controladora chinesa, com o valor ofertado de R$ 7.885.000,00 e deságio de 52,76%.

A empresa vencedora do lote 10, que atende o Vale do Paraíba, em São Paulo, foi a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Cteep), controladora colombiana, com valor oferecido de R$ 10.114.435,00 e deságio de 73,92%.

A vencedora do lote 11, que atende as regiões nordeste do estado do Tocantins e sul do Maranhão, foi vencida pelo consórcio Lyon Energia, com oferta de R$ 7.200.000,00 e deságio de 63,39%.

O vencedor do lote 12, que atende o estado de Goiás, também foi a indiana Sterlite, com valor oferecido de R$ 25.320.000,00 e deságio de 51,62%.

O lote 13, que atende às regiões de Rio Claro e Rio Verde, em Goiás, teve como vencedor o Consórcio Lux Luz, que engloba as empresas JB Construtora, JHH Participações Eireli e Total Comercializadora de Energia Elétrica e Gás Natural, com oferta de R$ 4.988.000,00 e deságio de 54,86%.

O lote 14, que tem a finalidade de estudo de atendimento elétrico no estado do Rio Grande do Sul, foi vencido também pelo consórcio Lux Luz, com oferta de R$ 5.209.672,10 e deságio de 47% em relação à receita inicial estabelecida pela ANEEL.

O vencedor do lote 15, que pretende suprir energia elétrica para a região metropolitana de Belém e região nordeste do Pará, foi novamente a Sterlite, que ofertou R$ 61.630.000,00 e valor de deságio de 32,42%.

O lote 16, que engloba municípios do Piauí e do Maranhão, teve como vencedor a empresa F3C Empreendimentos e Participações, com oferta de R$ 5.800.000,00 e deságio de 45,33%.

O lote 17, que engloba municípios no Piauí, foi vencido pelo consórcio Lyon Energia, com deságio de 51,37% e oferta de R$ 9.350.000,00.

O vencedor do lote 18, que engloba a região nordeste do Maranhão, foi o consórcio I.G. Transmissão e ESS Energias Renováveis, com oferta de R$ 7.800.000,00 e deságio de 23,62%.

O lote 19, que tem a finalidade de promover atendimento elétrico para a região sudeste do Pará, foi vencido pela Energiza, com oferta de R$ 33.515.000,00 e deságio de 57,18%.

E o último lote, de número 20, com a finalidade de promover o escoamento do potencial solar das regiões norte e nordeste de Minas Gerais, foi vencido também pela Sterlite, no valor de R$ 31.430.000,00, com deságio de 52,08%.

Suspensão

O leilão só teve início às 16h, porque a Jaac Materiais e Serviços recorreu à Justiça após ficar de fora do leilão por falta das garantias necessárias à participação, de acordo com o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco.

A Jaac, que conseguiu o direito de participação, estava interessada no principal lote do certame, o terceiro, referente às linhas de transmissão no Ceará e Rio Grande do Norte. O lote foi vencido pela empresa indiana Sterlite Power Grid Ventures Limited.

Além dela, 46 empresas e consórcios participaram do leilão, que negociou 20 lotes de linhas de transmissão de energia elétrica. Os lotes negociados contemplam 2.560 quilômetros de linhas, que deverão gerar R$ 6 bilhões em investimentos e aproximadamente 13,6 mil empregos.

O prazo para operação comercial dos empreendimentos varia de 36 a 63 meses, com concessões por 30 anos, contados a partir da assinatura dos contratos.

Ciberia // Agência Brasil

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Especialista chinês: ascensão da China faz EUA entrarem em pânico e ficarem nervosos

O desenvolvimento econômico e a ascensão do país asiático fazem os EUA ficarem nervosos e entrarem em pânico, mas este medo se origina em seus preconceitos, disse em entrevista à Sputnik um especialista chinês. Li Junru, …

Interação de múons, a nova força da natureza que cientistas acreditam ter descoberto

Desde colar um ímã na porta de uma geladeira até jogar uma bola em uma cesta de basquete, as forças da física funcionam em todos os momentos de nossas vidas. Todas as forças que experimentamos todos …

Receita afirma que "só rico lê" e reforça preconceito de classe brasileiro

A Receita Federal deseja manter o projeto que cobra impostos sobre livros. Através da mesclagem entre PIS e Cofins, a nova CBS (Contribuição sobre bens e serviços), uma espécie de imposto sobre valor agregado, o …

Tribunal europeu dá aval a vacinação obrigatória

Corte de direitos humanos diz que medida pode ser necessária em sociedades democráticas e abre precedente no combate à covid-19. Tribunal julgava ação de famílias tchecas que se recusaram a vacinar os filhos. O Tribunal Europeu …

Covid-19: Governo chinês recompensa quem se vacina distribuindo ovos

Primeiro país afetado pela Covid-19, mas também o primeiro a se recuperar da pandemia, a China ainda encontra dificuldades para convencer sua população a se vacinar contra o coronavírus. O governo em algumas regiões …

Bloomberg revela planos de Biden de cortar orçamento do Pentágono

A administração Biden alegadamente pretende propor ao Pentágono um orçamento menor do que sob a administração Trump, reportou a agência Bloomberg citando três fontes. De acordo com agência, o orçamento será US$ 7 bilhões menor (cerca …

Cientistas revelam ameaça de grande desabamento de plataformas de gelo na Antártida

Novo estudo demonstrou que mais de um terço da área das plataformas de gelo na Antártida pode cair no mar se as temperaturas globais aumentarem em quatro graus, em comparação com o nível pré-industrial. De acordo …

“É como um lindo instrumento”: mais de 2 mil microfones desvendam o mistério o zunido dos beija-flores

O beija-flor faz um agradável zumbido quando paira na frente das flores para se alimentar. Mas só agora ficou claro como suas asas gera o som harmônico enquanto bate suas asas a impressionantes 40 vezes …

Barroso determina que presidente do Senado instale "CPI da covid"

Pedido para criar a comissão foi protocolado no início de fevereiro, mas Rodrigo Pacheco resistia. Colegiado deve apurar irregularidades e pode gerar desgaste ao governo. O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou …

Cientistas descobrem segredo do computador de mais de 2 mil anos

A Máquina de Anticítera permanecia há mais de um século como um dos grandes mistérios do planeta até março desse ano: espécie de primeiro computador da história, o mecanismo com mais de 2 mil anos …