Filipinas declara epidemia nacional de dengue após 622 mortes

O governo das Filipinas declarou nesta terça-feira uma epidemia nacional por dengue devido à rápida propagação da doença em diferentes regiões, com 622 mortes registradas neste ano.

Entre 1º de janeiro e 20 de julho foram contabilizados 146.062 casos, o dobro do mesmo período no ano anterior, segundo dados oficiais divulgados após uma reunião de emergência entre todas as agências governamentais envolvidas para conter a epidemia.

“É importante que seja declarada uma epidemia nacional para identificar onde são necessárias respostas localizadas e permitir que os governos locais utilizem o fundo de resposta rápida para lidar com a situação”, anunciou em entrevista coletiva o secretário de Saúde, Francisco Duque.

Sete regiões do país (Calabarzon, Mimaropa, Bicol, Bisayas ocidental, Bisayas oriental, Zamboanga e Mindanao do Norte) – situadas majoritariamente no centro das Filipinas – já excederam o as estimativas epidemiológicas, enquanto outras três (Ilocos, Bisayas Central e Bangsamoro) alcançaram o nível de alerta.

No entanto, o número de casos aumenta em todo o país por conta das chuvas. A água parada é o ambiente propício para a reprodução do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença.

O secretário de Defesa, Delfin Lorenzana, explicou que embora a situação seja grave, ainda não foi declarada uma “emergência nacional” ou “estado de calamidade” porque ainda há áreas do país, como Manila, onde os números de contágio são baixos.

“Depende dos governos provinciais ou locais declarar a emergência ou o estado de calamidade”, afirmou Lorenzana, embora no início de julho já tenha sido declarado o nível de alerta em escala nacional.

A epidemia de dengue reacendeu o debate sobre o uso da Dengvaxia, uma vacina contra a doença que foi aplicada em mais de um milhão de filipinos em uma intensa campanha de imunização entre 2016 e 2017, sobretudo em escolas.

Em novembro de 2017, o governo filipino paralisou o uso dessa vacina depois que a fabricante, a farmacêutica francesa Sanofi, admitiu que o produto tinha efeitos adversos.

O caso se tornou um escândalo de saúde depois da morte de várias crianças imunizadas, mas não foi possível provar a relação direta da Dengvaxia com essas mortes.

Diante da gravidade do atual surto de dengue, vários médicos e pesquisadores defenderam o uso da vacina e o próprio porta-voz presidencial, Salvador Panelo, afirmou durante o fim de semana que o governo vai analisar “exaustiva e extensamente” a possível retomada do programa de imunização com Dengvaxia.

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Primeiro-ministro renuncia e coloca fim a governo na Itália

Em discurso no Senado, Giuseppe Conte anuncia que vai deixar o cargo e acusa seu vice, Matteo Salvini, por crise na coalizão de governo. Presidente deve decidir sobre convocação de novas eleições. O primeiro-ministro italiano, Giuseppe …

Governo de Hong Kong espera "volta à calma" sem ceder a demandas de manifestantes

A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, disse esperar que "uma volta à calma" esteja a caminho no território, depois que a grande manifestação do último domingo (18) acabou sem violência. Depois de …

Cientista americana diz ter certeza que a Terra será atingida por um asteroide

Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após a quase colisão da …

Justiça de El Salvador absolve acusada de homicídio por suspeita de aborto

Promotoria pedia pena de 40 anos de prisão para vítima de estupro que dizia não saber da gravidez até o momento do parto. País da América Central possui uma das legislações mais rigorosas do mundo …

EUA testam míssil após deixarem tratado nuclear

Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (19/08) que realizaram um teste com um míssil de cruzeiro. Esse é o primeiro teste feito pelo país desde que deixou oficialmente o Tratado de Forças Nucleares de Alcance …

Astrônomos descobrem 39 galáxias antigas movendo-se tão rápido que nem mesmo o Hubble consegue vê-las

Astrônomos da Universidade de Tóquio (Japão) conseguiram detectar 39 galáxias muito antigas, do início do nosso universo, utilizando dados do espectro infravermelho de telescópios submilimétricos. A luz destas estrelas viajou nada menos que 11 bilhões de …

Trump confirma ter interesse em comprar Groenlândia

O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou em entrevista com jornalistas que tem interesse na compra da Groenlândia. O cientista político Vladimir Shapovalov comenta a declaração do líder norte-americano em entrevista ao serviço russo da …

Brexit sem acordo: tempos duros para britânicos, confirma relatório vazado

Segundo documento do governo vazado para imprensa, Reino Unido estará sujeito a meses de caos de transportes e carência de artigos básicos, caso se separe da UE sem um acordo de transição, como propõe o …

Pesquisadores criam adesivos corporais que verificam a saúde

A universidade de Stanford anunciou um novo experimento: adesivos corporais que leem informações a respeito da saúde da pessoa. Basicamente, os adesivos captam os sinais fisiológicos que emanam da pele, e então transmitem essas leituras de …

Bolsonaro se engana e critica Noruega com vídeo dinamarquês

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar a Noruega, que anunciou na semana passada a suspensão de repasses ao Fundo Amazônia. O mandatário, cujas políticas ambientais têm sido alvo de críticas internacionais, publicou um vídeo …