OMS declara emergência internacional no Congo devido a ebola

Martine Perret / ONU

Caso registrado numa das maiores cidades do país acende alerta da Organização Mundial de Saúde. Epidemia já deixou mais de 1,6 mil mortos em menos de um ano.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou nesta quarta-feira na República Democrática do Congo estado de emergência internacional devido ao surto de ebola que atinge o país. A designação é rara e usada apenas em casos de epidemias graves.

O surto de ebola no Congo é o segundo mais mortal já registrado no mundo e, apesar de ter sido contido em regiões remotas, a confirmação de um caso na cidade de Goma, no leste do país, nesta semana, preocupou especialistas.

“É o momento de a comunidade internacional se solidarizar com o povo do Congo, não de impor medidas punitivas e restrições contraproducentes que só servirão para isolar o país”, afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, após a reunião do Comitê de Emergência da organização.

O atual surto de ebola começou há quase um ano e já deixou mais de 1,6 mil mortos. No início desta semana, foi registrado um caso em Goma, a cidade mais povoada do país, e localizada a 20 quilômetros da fronteira com Ruanda, o que aumenta o risco de uma propagação da epidemia.

Segundo Tedros, a cidade é a porta de entrada para a região dos Grandes Lagos Africanos e para o resto do mundo. O paciente de Goma foi identificado como um pastor evangélico que viajou para Butembo, uma das cidades mais atingidas pela recente epidemia. Ele teria tocado em vários pacientes com ebola e o ocultou sua identidade para evitar exames de saúde durante sua volta para Goma.

“Há sinais preocupantes de uma possível expansão da epidemia. Apesar da melhora significativa em muitos lugares, há uma preocupação com a potencial disseminação em Goma”, esclareceu o Comitê de Emergência da OMS. Há atualmente 22 casos suspeitos da doença na cidade e nenhum tem relação direta com o do pastor, que morreu.

A avaliação da OMS indica que o risco de a epidemia continuar a se espalhar no Congo e “permanece muito alto”, mas o risco de se expandir para fora dessa região “permanece baixo”, acrescentou Tedros.

Cerca de 12 novos casos de ebola são registrados por dia na região. Este surto é o segundo mais mortífero da história, apenas ultrapassado pela epidemia que entre 2014 e 2016 atingiu a África Ocidental e que matou mais de 11,3 mil pessoas.

Países vizinhos do Congo, como Sudão do Sul, Uganda, Ruanda e Burundi estão em alerta máximo. A OMS pediu que eles impulsionem as coordenações de risco e melhorem a preparação para detectar casos importados da doença. A organização destacou que o fechamento das fronteiras pode piorar a crise, ao levar pessoas a atravessarem por rotas clandestinas e sem controle.

De acordo com as diretrizes da OMS, a declaração de estado de emergência internacional traz implicações para a saúde pública além das fronteiras nacionais e permite a realização de ações internacionais imediatas com a liberação de mais recursos para combater o surto.

Essa é a quarta vez que a organização declara estado de emergência internacional diante uma epidemia. A primeira vez foi em 2009 com a pandemia da gripe suína. A designação ainda foi usada durante a propagação do poliovírus em 2014, no surto de ebola que devastou partes da África Ocidental entre 2014 e 2016 e na epidemia do vírus da zika em 2016.

A República Democrática do Congo foi atingida nove vezes pelo ebola – a primeira manifestação do vírus no país foi em 1976.

No entanto, trata-se da primeira vez que um surto de ebola ocorre numa zona de conflito. A presença de grupos armados leva ao deslocamento contínuo de centenas de milhares de pessoas que podem ter tido contato com o vírus e dificulta o trabalho de organizações de socorro.

O vírus ebola é transmitido por meio do contato direito com sangue ou fluidos corporais contaminados, causa febre hemorrágica e pode atingir uma taxa de mortalidade de 90% caso não seja tratado a tempo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sucesso nas apostas depende do apostador

Se você quer ter lucro nas apostas, precisa fundamentalmente de duas coisas: ter vantagem em relação à casa de apostas e um método de apostas bem rigoroso. Falamos disso porque muitos dos apostadores deixam dinheiro às …

Bezos doará US$ 10 bilhões para combater mudanças climáticas

Dono da Amazon anuncia fundo para financiar pesquisas voltadas a reduzir impactos do aquecimento global. Empresa tem enorme pegada de carbono por uso de combustíveis fósseis no transporte de produtos. O multimilionário americano Jeff Bezos afimou …

Jogador alvo de racismo toma atitude que todo mundo deveria ter e abandona gramado

Na última rodada da Liga Portuguesa, o Porto venceu fora de casa Vitória de Guimarães por 2 a 1. O gol que definiu a partida foi do malinês Marega. O ponta de lança recebeu um …

Ministra da Saúde de Macron vai disputar prefeitura de Paris em batalha de mulheres

O partido presidencial francês e seus aliados centristas encontraram neste domingo (16) na ministra da Saúde, Agnès Buzyn, 58, a sucessora ideal para Benjamin Griveaux. O candidato de Emmanuel Macron ao cargo de prefeito de …

Organização vende suposto DNA de Donald Trump e outros líderes globais

Nesta sexta-feira, uma organização chamada Earnest Project passou a oferecer a chance de possuir amostras de DNA de alguns líderes mundiais e outras celebridades. O grupo alega que coletou clandestinamente itens descartados pelos participantes do Fórum …

Tribunal alemão suspende derrubada de floresta para fábrica da Tesla

Justiça ordena que gigante americana interrompa corte de árvores nos arredores de Berlim enquanto analisa pedido de associação ambiental. Empresa de Elon Musk planeja construir ali sua primeira "gigafábrica" da Europa. Um tribunal na Alemanha determinou …

Satélites podem facilmente ser manipulados por hackers, alerta pesquisador

Talvez você já esteja por dentro da confusão toda em relação aos problemas que os satélites Starlink, da SpaceX, estão causando na comunidade astronômica. Os relativamente poucos satélites lançados (cerca de 240, como parte de um …

Na Índia, campanha faz semáforo voltar ao vermelho se os motoristas buzinarem demais

Se a Índia é um país famoso por sua religiosidade, sua culinária, suas belezas naturais e, sendo o segundo país mais populoso, por ser a maior democracia por eleitorado do mundo, ela também carrega a …

Secularismo e tolerância a minorias predizem a prosperidade de um país

Pesquisadores da Universidade de Bristol e Universidade do Tennesse analisaram dados de quase 500 mil pessoas de 109 países e concluíram que mudanças na cultura geralmente vêm antes da melhora na riqueza, educação e democracia. Os …

Estudo: declínio de abelhas se aproxima da extinção em massa

De acordo com um novo estudo liderado por cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá), a probabilidade de uma população de abelhas sobreviver em qualquer lugar diminuiu 30% no curso de uma geração humana. Os pesquisadores sugerem …