OMS declara emergência internacional no Congo devido a ebola

Martine Perret / ONU

Caso registrado numa das maiores cidades do país acende alerta da Organização Mundial de Saúde. Epidemia já deixou mais de 1,6 mil mortos em menos de um ano.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou nesta quarta-feira na República Democrática do Congo estado de emergência internacional devido ao surto de ebola que atinge o país. A designação é rara e usada apenas em casos de epidemias graves.

O surto de ebola no Congo é o segundo mais mortal já registrado no mundo e, apesar de ter sido contido em regiões remotas, a confirmação de um caso na cidade de Goma, no leste do país, nesta semana, preocupou especialistas.

“É o momento de a comunidade internacional se solidarizar com o povo do Congo, não de impor medidas punitivas e restrições contraproducentes que só servirão para isolar o país”, afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, após a reunião do Comitê de Emergência da organização.

O atual surto de ebola começou há quase um ano e já deixou mais de 1,6 mil mortos. No início desta semana, foi registrado um caso em Goma, a cidade mais povoada do país, e localizada a 20 quilômetros da fronteira com Ruanda, o que aumenta o risco de uma propagação da epidemia.

Segundo Tedros, a cidade é a porta de entrada para a região dos Grandes Lagos Africanos e para o resto do mundo. O paciente de Goma foi identificado como um pastor evangélico que viajou para Butembo, uma das cidades mais atingidas pela recente epidemia. Ele teria tocado em vários pacientes com ebola e o ocultou sua identidade para evitar exames de saúde durante sua volta para Goma.

“Há sinais preocupantes de uma possível expansão da epidemia. Apesar da melhora significativa em muitos lugares, há uma preocupação com a potencial disseminação em Goma”, esclareceu o Comitê de Emergência da OMS. Há atualmente 22 casos suspeitos da doença na cidade e nenhum tem relação direta com o do pastor, que morreu.

A avaliação da OMS indica que o risco de a epidemia continuar a se espalhar no Congo e “permanece muito alto”, mas o risco de se expandir para fora dessa região “permanece baixo”, acrescentou Tedros.

Cerca de 12 novos casos de ebola são registrados por dia na região. Este surto é o segundo mais mortífero da história, apenas ultrapassado pela epidemia que entre 2014 e 2016 atingiu a África Ocidental e que matou mais de 11,3 mil pessoas.

Países vizinhos do Congo, como Sudão do Sul, Uganda, Ruanda e Burundi estão em alerta máximo. A OMS pediu que eles impulsionem as coordenações de risco e melhorem a preparação para detectar casos importados da doença. A organização destacou que o fechamento das fronteiras pode piorar a crise, ao levar pessoas a atravessarem por rotas clandestinas e sem controle.

De acordo com as diretrizes da OMS, a declaração de estado de emergência internacional traz implicações para a saúde pública além das fronteiras nacionais e permite a realização de ações internacionais imediatas com a liberação de mais recursos para combater o surto.

Essa é a quarta vez que a organização declara estado de emergência internacional diante uma epidemia. A primeira vez foi em 2009 com a pandemia da gripe suína. A designação ainda foi usada durante a propagação do poliovírus em 2014, no surto de ebola que devastou partes da África Ocidental entre 2014 e 2016 e na epidemia do vírus da zika em 2016.

A República Democrática do Congo foi atingida nove vezes pelo ebola – a primeira manifestação do vírus no país foi em 1976.

No entanto, trata-se da primeira vez que um surto de ebola ocorre numa zona de conflito. A presença de grupos armados leva ao deslocamento contínuo de centenas de milhares de pessoas que podem ter tido contato com o vírus e dificulta o trabalho de organizações de socorro.

O vírus ebola é transmitido por meio do contato direito com sangue ou fluidos corporais contaminados, causa febre hemorrágica e pode atingir uma taxa de mortalidade de 90% caso não seja tratado a tempo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Estão interligadas? Rochas de asteroide interestelar são parecidas com as que caíram na Terra

Pedregulhos descobertos na superfície do asteroide Ryugu, explorado pela sonda japonesa Hayabusa-2, apresentam semelhanças às rochas de meteoritos que caíram na Terra. Imagens captadas na superfície do asteroide Ryugu exibem rochas isentas de poeira que não …

Startup cria case de celular que também é máquina de café

Você é apaixonado por café, mas vive na rua e nunca tem tempo para sentar em algum lugar e tomar um espressinho que seja? Então você precisa conhecer a Mokase, um case desenvolvido pelos designers …

Após episódio da Groenlândia, nacionalistas flamengos oferecem Valônia a Trump por R$4,57

Organização juvenil flamenga posta no Twitter oferta de € 1,00 a Trump pela região da Valônia. Episódio segue piada de Trump na rede e expõe desavenças entre diferentes regiões da Bélgica. A Valônia é uma das …

G7 acorda sobre ajuda à Amazônia "o mais rápido possível"

Macron afirma que apoio a países afetados pelos incêndios é consenso entre líderes das maiores potências econômicas. Em vídeo gravado em reunião entre europeus, Merkel diz que ligará para Bolsonaro para discutir questão. Durante sua 45ª …

Análise de mudança climática de Marte enche pesquisadores de esperança sobre vida passada

Hoje Marte é um deserto seco e gelado quase sem atmosfera que se considera não ter água líquida. Em geral, é um lugar inóspito. Mas podia ter sido diferente no passado? Nós já sabemos que houve …

Microplásticos na água representam 'risco pequeno à saúde', diz estudo

Microplásticos na água potável não parecem representar um risco para a saúde nos níveis comumente encontrados atualmente, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em seu primeiro relatório sobre a questão, a OMS descobriu …

Ativistas veganos oferecem "churrasco de cão" na Torre Eiffel em ato de conscientização

Um "churrasco de cão" acompanhado de espetinhos de legumes surpreendeu nesta sexta-feira (23) os turistas que visitavam a Torre Eiffel em Paris, uma ação da organização PETA para defender o veganismo. "Cão ou porco: qual é …

Bolsonaro autoriza uso das Forças Armadas contra incêndios amazônicos

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, realizou um pronunciamento, transmitido em rede nacional nesta sexta-feira, para comentar a situação dos incêndios na Amazônia. O presidente pediu "serenidade ao tratar dessa matéria" e disse que divulgação de …

Isso é o que aconteceria se os EUA e a Rússia começassem uma guerra nuclear

As tensões entre EUA e Rússia vêm escalando a um ponto perigoso já faz um tempo. As duas nações possuem armas nucleares, mas o que aconteceria se elas realmente utilizassem estas armas para se bombardearem? Uma …

Alex Navalny, principal opositor do Kremlim, é libertado após um mês na prisão

Alexei Navalny, principal opositor ao Kremlin, foi liberado nesta sexta-feira (23), depois de passar 30 dias na prisão por ter convocado os russos a participar no grande movimento de protesto que abala Moscou, anunciou seu …