Governo lança programa para levar internet de alta velocidade às escolas do país

O governo federal lançou nesta quinta-feira (23) a Política de Inovação Educação Conectada, programa que prevê conectividade na rede de ensino do país.

A medida é uma parceria entre os ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e pretende universalizar o acesso à internet de alta velocidade nas escolas, a formação de professores para práticas pedagógicas mediadas pelas novas tecnologias e o uso de conteúdos educacionais digitais em sala.

Segundo o MEC, a etapa inicial do programa receberá R$ 271 milhões até 2018 e deve atender a 22 mil escolas em todo o país.

Desse total, R$ 255,5 milhões serão aplicados na melhoria da infraestrutura e conexão das escolas, o que inclui a ampliação da rede terrestre de banda larga, serviços de conectividade, infraestrutura de Wi-Fi, compra de dispositivos e aquisição de um satélite de monitoramento.

Cerca de R$ 15,5 milhões serão destinados ao financiamento da formação de articuladores locais, construção de plataforma para cursos online e produção de conteúdos específicos. A previsão do Ministério da Educação é que até 2024 todas as escolas do país recebam conexão de alta velocidade.

De acordo com ministro da Educação, Mendonça Filho, a medida deve beneficiar 12,8 milhões de alunos, o correspondente a 40% do total de matriculados nos ensinos fundamental e médio.

O presidente Michel Temer disse que a medida leva “o Brasil para o século 21”. “Em poucas décadas, nós sabemos, a internet transformou a vida de todos. Jamais tivemos um volume de informações tão ao alcance”, afirmou.

“Agora, com essa Educação Conectada, vamos trazer de vez o mundo digital para as nossas escolas. Não se trata apenas de entregar equipamentos e promover acesso à educação, mas trata-se, mais que tudo, de preparar nossos jovens para interagir com uma realidade que se renova a cada dia”, completou.

Uso pedagógico

O programa Educação Conectada prevê um plano de formação continuada para professores e gestores com cursos específicos sobre práticas pedagógicas mediadas por tecnologia, cultura digital e recursos educacionais como robótica.

Segundo o MEC, entre 2017 e 2018 serão oferecidas bolsas de três meses para 6,2 mil articuladores que atuarão localmente, no processo de construção e implementação de ações na rede de ensino.

O programa também inclui a Plataforma Integrada de Recursos Educacionais Digitais, que foi produzida com base no conceito de rede social. A plataforma vai integrar materiais digitais já desenvolvido pelo Ministério da Educação e por instituições parceiras.

A adesão à plataforma já está disponível por meio do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (Simec).

As secretarias de educação estaduais e municipais indicarão as escolas que desejam compartilhar a nova política e que, posteriormente, deverão apresentar um plano de inovação e tecnologia da educação de acordo com calendário a ser divulgado pelo MEC.

Ciberia // Agência Brasil

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

CIA teria considerado assassinar Assange durante presidência de Trump, aponta relatório

Jornalistas, analistas políticos e organizações de imprensa ficaram chocados neste domingo (26) após lançamento de uma reportagem que acusa membros da administração do ex-presidente dos EUA, Donald Trump, de haver planejado assassinato do fundador do …

Cresce a desconfiança nas instituições no Brasil, segundo Datafolha

A confiança dos brasileiro nas instituições públicas sofreu uma queda generalizada desde julho de 2019, com a maior piora ocorrendo na avaliação da Presidência da República, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (25/09). Também houve aumento …

Alemanha: social-democratas saem à frente nas eleições, mas disputa é acirrada

Os social-democratas alemães saíram na frente neste domingo (26) nas eleições parlamentares que marcam o fim da era Merkel, de acordo com as estimativas iniciais, mas os conservadores da chanceler alemã ainda pretendem disputar …

Revelada consequência grave da COVID-19 mais frequente do que se acreditava

Novo estudo revelou que os pacientes com COVID-19 que foram internados em unidades de terapia intensiva (UTI) têm mais possibilidade de desenvolver deficiências cognitivas contínuas. O estudo de quase 150 pacientes internados no início da pandemia …

Fundo de Bill Gates investe US$ 50 milhões em robôs agricultores que poupam água

A startup norte-americana Iron Ox recebeu um aporte de US$ 53 milhões (R$ 280,5 milhões) para melhorar sua tecnologia de robôs usados na agricultura e que consomem 90% menos água que plantações tradicionais. O dinheiro veio …

Bolsonaro pede à população que tome banho frio e evite elevador

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (23/09) à população que tome banho frio e evite usar o elevador para economizar energia elétrica. "Aqui são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja …

A incrível descoberta que indica presença humana nas Américas muito antes do que se pensava

Novas descobertas científicas apontam que humanos chegaram às Américas pelo menos 7 mil anos antes do que se estimava anteriormente. As pesquisas em torno do momento em que o continente americano passou a ser povoado a …

Mianmar: Justiça americana ordena quebra de sigilo do Facebook para investigar ameaças contra rohingyas

Um juiz americano ordenou ao Facebook que divulgue os arquivos de contas ligadas de membros do exército birmanês e de milícias budistas que perseguiram a minoria Rohingya em Mianmar. A decisão, que encontra resistência …

Eduardo Bolsonaro está com covid-19

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, está com covid-19. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (24/09) por vários sites brasileiros de notícias. O próprio Eduardo teria confirmado seu diagnóstico ao portal …

Covid: o que alta em internação de idosos revela sobre efetividade da vacina e 3ª dose

As últimas estatísticas de casos, internações e mortes por covid-19 no Brasil trazem uma conclusão importante: as vacinas funcionam e protegem contra as formas graves da doença, mas algumas pessoas mais vulneráveis realmente precisam tomar …