Ministra Rosa Weber dá cinco dias para Temer se manifestar sobre aborto

Fellipe Sampaio / SCO/ STF

-

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu cinco dias de prazo para que o presidente da República, Michel Temer, se manifeste na ação que pretende ampliar a legalidade do aborto.

O mesmo prazo foi dado para que o Senado e a Câmara dos Deputados se manifestem. Em seguida, serão dados mais cinco dias para que a Advocacia-Geral da União (AGU) e a Procuradoria-Geral da República (PGR) enviem seus pareceres sobre o pedido.

Depois disso, a ministra deve decidir sobre o pedido de liminar (decisão provisória) feito pelo PSOL e pelo Instituto Anis – organização não governamental (ONG) de defesa dos direitos das mulheres – para que sejam suspensas todas as prisões em flagrante, os inquéritos policiais, processos em andamento e efeitos de decisões judiciais que tenham relação com procedimentos abortivos praticados nas 12 primeiras semanas de gestação.

Rosa Weber deve decidir ainda se aceita o pedido feito pelo PSC para ingressar como amicus curiae (amigo da Corte) no caso, o que daria ao partido, que compõe a bancada religiosa no Congresso e é contra a legalização do aborto, o direito de fazer sustentação oral quando for julgado o mérito da ação.

Entenda o caso

No início deste mês, o PSOL e o Instituto Anis protocolaram uma ação de descumprimento de preceitos fundamentais (ADPF) para tentar descriminalizar o aborto até a 12ª semana de gestação, em qualquer situação. A ministra Rosa Weber foi sorteada como relatora do caso.

No Brasil, o aborto é permitido somente nos casos de anencefalia do feto, de estupro e quando a gestação representa risco para a vida da mulher.

Para todas as outras situações, valem os artigos 124 e 126 do Código Penal, datado da década de 40 do século passado, segundo os quais provocar o aborto em si mesma, com ou sem o auxílio de outra pessoa, configura crime com pena de um a três anos de prisão. Quem provoca aborto em uma gestante está sujeito a pena de um a quatro anos de prisão.

Outros casos

Em novembro do ano passado, Rosa Weber manifestou-se favorável à descriminalização do aborto para qualquer caso nos três primeiros meses de gestação. No julgamento de um habeas corpus na Primeira Turma do STF, colegiado formado por cinco dos 11 ministros da Corte, ela seguiu o voto do ministro Luís Roberto Barroso.

Na ocasião, Barroso entendeu que a criminalização do aborto nos três primeiros meses da gestação viola os direitos sexuais e reprodutivos da mulher, assim como o direito à autonomia de fazer suas escolhas e à integridade física e psíquica.

O ministro Edson Fachin também seguiu esse entendimento, que acabou prevalecendo, mas foi aplicado somente àquele caso específico, em que cinco pessoas presas numa clínica clandestina no Rio de Janeiro pediam para ser soltas.

Outra ação, que pede para que seja descriminalizado aborto em casos de infecção da gestante pelo vírus Zika, que pode resultar em malformação do feto, é relatada pela ministra Cármen Lúcia, presidente do STF.

O processo chegou a ser pautado em dezembro para julgamento em plenário, mas acabou não sendo analisado e ainda não recebeu nova data para apreciação.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Preço para voar em nave da Boeing será 60% mais caro do que na da SpaceX

O inspetor-geral da NASA divulgou nesta quinta-feira (14) um relatório sobre o Programa Commercial Crew, com detalhes sobre os problemas técnicos enfrentados pelas empresas SpaceX e Boeing no desenvolvimento de suas espaçonaves - Crew Dragon …

A corrida para salvar 33 marinheiros e 1 cachorro da ilha onde missionário foi morto por nativos há 1 ano

"Homens selvagens, provavelmente mais de 50, com armas caseiras, estão fazendo dois ou três barcos. Temo que eles nos alcancem no pôr do Sol. A vida de todos os tripulantes está em risco." A corrida contra …

Gigante chinesa do comércio eletrônico vende U$ 1 bilhão em 1 minuto

Sessenta e oito segundos. Esse foi o tempo que consumidores chineses levaram para gastar seu primeiro bilhão de dólares em vendas pela internet numa tradicional liquidação do país. O resultado surpreendente de vendas foi alcançado …

“A Tumba”: depósito de lixo nuclear está começando a se romper e afundar nas Ilhas Marshall

Antes de lançar a primeira bomba atômica do mundo, os EUA fizeram vários testes de detonações em locais remotos. O problema é que toda a radiação está até hoje nesses lugares, sendo que um desses …

Brasil dá 'sinal positivo' e valoriza participação no BRICS, diz especialista

Contrariando estimativas de que o governo de Jair Bolsonaro reduziria a importância do BRICS na sua política externa, o Brasil demonstra empenho e compromisso com o bloco, segundo especialista ouvido pela Sputnik. Em entrevista à Sputnik, …

Elon Musk fala em "curar o autismo" com as inovações da Neuralink

Participando de um podcast voltado à discussão da inteligência artificial (IA), o CEO da Neuralink, Elon Musk, erroneamente afirmou que sua empresa será capaz de curar distúrbios neurológicos como a esquizofrenia e o Alzheimer, além …

Bomba-H da Coreia do Norte seria 17 vezes mais poderosa que a de Hiroshima

Dados de satélite japonês forneceram detalhes do teste de uma arma termonuclear, realizado em 2017, indicando que sua explosão teria sido 17 vezes mais poderosa do que a bomba de Hiroshima. A Coreia do Norte estimou …

Aquecimento global afetará saúde das novas gerações, diz relatório

Um relatório publicado nesta quinta-feira na revista científica The Lancet, a poucas semanas da conferência internacional para o clima (COP25), alerta para os riscos sanitários relacionados ao aquecimento global e às emissões de gás carbônico. O …

Estudante abre fogo em escola na Califórnia

Ao menos duas pessoas morreram e outras três ficaram feridas depois que um aluno abriu fogo nesta quinta-feira (14/11) numa escola secundária no sul da Califórnia, nos Estados Unidos, causando pânico entre estudantes e funcionários. …

Governo italiano deve decretar estado de catástrofe natural em Veneza

Metade da cidade está debaixo d’água, atingida pela pior cheia em 53 anos. O nível subiu 187 cm na terça-feira (12), o segundo mais alto desde 1966. A situação levou o governo a decidir decretar …