Os dias na Terra estão mais longos; e a culpa é da Lua

NASA

Earthrise 1968, o Nascer da Terra visto da Lua pela missão Apollo 8

Os dias na Terra estão ficando mais longos porque a Lua se afasta 3,82 centímetros por ano, segundo um novo estudo em que se calcula que há 1,4 bilhão de anos um dia durava 18 horas.

“À medida que a Lua se afasta, a Terra é como um patinador no gelo girando ao redor de si mesmo que desacelera à medida que abre os braços”, ilustrou o professor de geociência Stephen Meyers, da universidade norte-americana de Wisconsin-Madison, coautor do estudo publicado no boletim da Academia Nacional das Ciências dos Estados Unidos.

No estudo, foi reconstituída a história da relação da Lua com a Terra, cujo movimento no espaço é influenciado por outros corpos celestes que exercem força sobre o planeta, como seu satélite e outros planetas. Isso faz com que haja variações na rotação da Terra e na translação em torno do Sol.

“Nosso trabalho descreve um método estatístico que liga a astronomia teórica com observação geológica, a astrocronologia, para investigar o passado da Terra, reconstituir a história do Sistema Solar e compreender mudanças climáticas ancestrais registradas na rocha”, diz Meyers, citado pelo Phys.org.

No entanto, o fenômeno do afastamento da Lua não é novo. Já em março de 2015, a pesquisadora Margaret Ebunoluwa Aderin-Pocock, do Departamento de Ciência e Tecnologia do University College de Londres, explicava que a Lua está se afastando da Terra a uma velocidade de 3,78 centímetros por ano – um pouco mais de 1 milímetro por dia.

Graças aos pousos na Lua das missões Apollo, da NASA, entre 1969 e 1972, podemos medir a distância da Terra à Lua com incrível precisão. Em três destas missões, os astronautas deixaram no satélite unidades retrorrefletoras cheias de pequenos espelhos.

A experiência foi, aliás, eternizada na TV no episódio “Lunar Excitation” da conhecida série The Big Bang Theory, no qual os personagens disparam um raio laser à Lua do telhado.

Por que a Lua se afasta da Terra?

O afastamento da Lua se deve à fricção entre a superfície da Terra e a enorme massa de água que a cobre. Essa fricção faz com que, ao longo do tempo, a Terra gire um pouco mais lentamente sobre seu eixo: a água atrasa a rotação da Terra.

De acordo com a terceira lei de Newton, por cada ação há uma reação de força igual e no sentido oposto. A Terra e a Lua estão unidas por uma espécie de abraço gravitacional. À medida que o movimento de rotação da Terra diminui, o da Lua acelera.

E, quando um corpo que está em órbita acelera, essa aceleração o empurra para fora do “abraço”.

O efeito da desaceleração da Terra

A diminuição da velocidade de rotação da Terra e distância da Lua afetam o planeta de várias formas. À medida que a Terra gira mais devagar, os dias ficam mais longos, em dois milésimos de segundo a cada século.

Além disso, os invernos serão muito mais frios e os verões, muito mais quentes. As marés também são afetadas com esse efeito. Se a força gravitacional da Lua se torna mais fraca, as marés nas Terra não serão tão acentuadas.

E, na realidade, nenhuma destas consequências deve nos preocupar: as mudanças são muito sutis para que possamos sequer percebê-las no nosso tempo de vida. A Lua nunca vai fugir da Terra. Mesmo que a Terra continue a diminuir sua velocidade, a certo momento acabaria girando na mesma velocidade que a Lua nos orbita.

Nesse momento, a Terra e a Lua chegariam a um equilíbrio, a Lua deixaria de se afastar, e seria um satélite geoestacionário. Mas muito antes de isso acontecer, o Sol irá se expandir, se transformar numa gigante vermelha e engolir a Terra e seu satélite natural.

Portanto, esqueça a Lua. É com o Sol que devemos nos preocupar – dentro de “apenas” 5 bilhões de anos.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Com abstenção recorde de 51,5%, ministro da Educação considera Enem um 'sucesso'

A abstenção no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, realizado neste domingo (17), foi recorde e atingiu 51,5%. O nível de abstenção supera o pior índice registrado até agora, em 2009, quando …

Álcool danifica o cérebro na adolescência

Se nós confiarmos apenas nas propagandas parece que o álcool de uma cerveja, uma taça de vinho ou de algum destilado serve apenas para unir as pessoas e deixá-las alegres. Mas o álcool pode ter …

Joe Biden reverterá políticas trumpistas logo após posse

Já nas primeiras horas após assumir, novo chefe de Estado americano assinará uma série de decretos presidenciais abordando pandemia, dificuldades da economia nacional, injustiça racial e mudança climática. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, …

Rússia prende opositor Alexei Navalny no desembarque em Moscou

O Serviço Prisional Russo (FSIN) confirmou ter prendido o opositor Alexei Navalny neste domingo, na chegada dele a Moscou. O Kremlim o acusa de ter violado as condições de uma pena de prisão suspensa …

Ikea agora vende mini casas móveis para quem quer uma vida simples, livre e sustentável

Quem sonha com uma vida mais nômade, livre de amarras e principalmente ecologicamente correta poderá encontrar na IKEA uma parceira capaz de tornar tal sonho em realidade: em uma casa móvel, sustentável, bonita e praticamente …

O zumbido de fundo do universo pode ter sido ouvido pela primeira vez

Baseado no que sabemos sobre ondas gravitacionais, o Universo deve estar cheio delas. Cada par de buracos negros ou estrelas de nêutrons e colisão, cada supernova com núcleo em colapso — até mesmo o próprio …

"Não comemorei ou me orgulhei de ter banido Trump do Twitter", diz Jack Dorsey

Em uma série de tuítes, Jack Dorsey, cofundador e CEO do Twitter, defendeu o banimento de Donald Trump da rede social na última sexta-feira (8). Segundo o executivo, essa foi a medida certa para a …

EUA adicionam Xiaomi e mais 8 empresas chinesas à lista de companhias ligadas a militares

Departamento de Defesa dos EUA lista Xiaomi e mais oito empresas por ligações com militares chineses. Para analistas, a listagem é um "frenesi final" do governo Trump em sua campanha anti-China. Na quinta-feira (14), o Departamento …

Petrobras é a segunda maior do mundo em operações no oceano

Entre as 100 maiores corporações transnacionais que operam nos oceanos mundo afora, a Petrobras aparece em segundo lugar. A lista, divulgada nesta quarta-feira (13/01), é parte de uma pesquisa publicada na renomada revista Science Advances, …

Estudo detecta pela 1ª vez em que resulta colisão de 3 buracos negros

Um novo estudo da agência espacial norte-americana NASA revela novas informações sobre o que acontece após colisões entre três buracos negros supermassivos. Com a ajuda do Observatório de Raios X Chandra, da NASA, e vários outros …