Países suspendem voos do Boeing 737 MAX 8 em seus espaços aéreos após acidente na Etiópia

Aero Icarus / Flickr

Boeing 787-800 Dreamliner da Ethiopian Airlines

França, Alemanha, Reino Unido, Irlanda, Austrália, Coreia do Sul, Singapura, Malásia, Omã: a lista de países suspendendo os voos com o Boeing 737 MAX 8 não para de aumentar nesta terça-feira (12).

Nos últimos dois dias, outros países – como a China, a Indonésia e a Mongólia -, também anunciaram a mesma medida, depois da queda, no último domingo (10), de um aparelho deste modelo operado pela Ethiopian Airlines, provocando a morte de 157 pessoas.

Após o segundo acidente com o Boeing 737 MAX 8 em menos de cinco meses, especialistas e autoridades questionam a segurança da aeronave, que está em funcionamento há menos de dois anos. Em 29 de outubro de 2018, um aparelho do mesmo modelo, utilizado pela companhia Lion Air, caiu no Mar de Java, na Indonésia, poucos minutos após a decolagem, matando 189 pessoas.

Várias companhias aéreas que operavam voos com o Boeing 737 MAX 8 também tomaram a decisão de deixar temporariamente no solo os aviões deste modelo. São elas: a brasileira Gol, a Aerolíneas Argentinas, a norueguesa Norwegian Air Shuttle, a islandesa Icelandair, a turca Turkish Airlines, a Ethiopian Airlines, a Cayman Airways, a sul-africana Comair e a Aeromexico.

No total, existem hoje cerca de 350 aviões Boeing 737 MAX 8 em serviço no mundo. As companhias indianas Spicejet e Jet Airways têm, respectivamente 12 e cinco modelos do Boeing 737 MAX 8. Embora não tenham anunciado a suspensão dos voos com essas aeronaves, ambas as empresas indicaram que, no momento, nenhuma delas está operacional.

EUA mantêm os voos

Na segunda-feira, os Estados Unidos disseram que vão determinar que a Boeing faça modificações nos modelos 737 MAX 8 e 737 MAX 9, mas decidiram manter os voos. “Nenhuma mudança. Continuamos implicados nas investigações sobre o acidente e tomaremos decisões em função dos elementos recolhidos”, indicou uma porta-voz da FAA, a agência federal de aviação americana.

Para o presidente americano, Donald Trump, “está cada vez mais complicado de pilotar os aviões”, uma tarefa, segundo ele, à altura somente de “engenheiros da computação da MIT”, uma dos maiores institutos de de tecnologia do mundo, localizado em Massachussetts. Segundo o republicano, “toda a complexidade cria perigo”.

“Eu não sei vocês, mas não quero que Albert Einstein seja meu piloto. Quero ótimos profissionais do voo que possam facilmente e rapidamente controlar um avião!”, publicou em seu Twitter.

Toda a pressão sobre a companhia fez com que suas ações caíssem mais de 4% na abertura de Wall Street nesta terça-feira. Uma reação exagerada, para o presidente da Boeing, Dennis Muilenburg. “Especular sobre a causa do acidente e discuti-lo sem ter todos os elementos importantes não é apropriado e pode comprometer a integridade das investigações”, afirmou, em um documento enviado a seus 150 mil empregados.

// RFI BR

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Biden pedirá a americanos para usarem máscara por cem dias

Em entrevista à CNN, presidente eleito afirma que medida pode ajudar a reduzir números da pandemia e garante que Anthony Fauci continua como conselheiro-chefe de saúde em seu governo. O presidente eleito dos EUA, Joe Biden, …

Taxas de mortalidade por câncer de pulmão têm redução acentuada a cada ano devido a novos tratamentos

As taxas de mortalidade do câncer de pulmão mais comum caíram drasticamente nos Estados Unidos nos últimos anos (desde os anos 1990 para homens e desde os anos 1980 para mulheres). A avaliação é de um …

'TikTok foi feito para ser viciante': o homem que investigou as entranhas do aplicativo

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e que já …

Vacinação contra COVID-19 será facultativa em Portugal; especialistas divergem sobre o tema

Portugal anunciou seu plano nacional de vacinação contra COVID-19 nesta quinta-feira (3). As vacinas serão distribuídas em 1.200 centros de saúde pública a partir de janeiro, de forma gratuita e facultativa. Especialistas ouvidos pela Sputnik Brasil …

Nosso sistema solar será destruído antes do que pensávamos

Embora o solo sob nossos pés pareça sólido e reconfortante (na maioria das vezes), nada neste Universo dura para sempre. Um dia, nosso sol morrerá, ejetando uma grande proporção de sua massa antes que seu núcleo …

Mãe em Estocolmo não é mais suspeita de aprisionar filho

Promotores suecos estão retirando seu caso contra uma mulher acusada de prender o filho por vários anos. De acordo com as últimas informações, não há provas suficientes de que ele havia sido detido contra sua …

Mistério de galáxia desprovida de matéria escura é revelado

As observações astronômicas apontam para forças de "maré" e comportamento "canibal" de uma galáxia vizinha, que explicariam a escassez deste componente invisível. Se alguma galáxia é pobre em matéria escura, pode ser devido a uma interação …

Maioria das vacinas da Moderna será reservada no início para os Estados Unidos

A Moderna espera disponibilizar entre 100 e 125 milhões de doses de sua vacina contra a Covid-19 no primeiro trimestre de 2021. A empresa anunciou, nesta quinta-feira que, no início, entre 85 e 100 …

Amazonas é 3º estado com mais queimadas, emissões e desmatamento

Pela primeira vez, o Amazonas assume a terceira posição nos três principais rankings que indicam o avanço da degradação florestal na Amazônia brasileira, incluindo indicadores de queimadas, emissões de gases de efeito estufa e desmatamento …

Sudão bane casamento infantil e mutilação genital feminina, mas prática apresenta desafios

Depois de derrubar o ditador Omar al-Bashir no ano passado, o Sudão deu importante passo para reverter alguns dos tantos horrores cometidos contra a população feminina no país – e tornou ilegal tanto o casamento …