Países suspendem voos do Boeing 737 MAX 8 em seus espaços aéreos após acidente na Etiópia

Aero Icarus / Flickr

Boeing 787-800 Dreamliner da Ethiopian Airlines

França, Alemanha, Reino Unido, Irlanda, Austrália, Coreia do Sul, Singapura, Malásia, Omã: a lista de países suspendendo os voos com o Boeing 737 MAX 8 não para de aumentar nesta terça-feira (12).

Nos últimos dois dias, outros países – como a China, a Indonésia e a Mongólia -, também anunciaram a mesma medida, depois da queda, no último domingo (10), de um aparelho deste modelo operado pela Ethiopian Airlines, provocando a morte de 157 pessoas.

Após o segundo acidente com o Boeing 737 MAX 8 em menos de cinco meses, especialistas e autoridades questionam a segurança da aeronave, que está em funcionamento há menos de dois anos. Em 29 de outubro de 2018, um aparelho do mesmo modelo, utilizado pela companhia Lion Air, caiu no Mar de Java, na Indonésia, poucos minutos após a decolagem, matando 189 pessoas.

Várias companhias aéreas que operavam voos com o Boeing 737 MAX 8 também tomaram a decisão de deixar temporariamente no solo os aviões deste modelo. São elas: a brasileira Gol, a Aerolíneas Argentinas, a norueguesa Norwegian Air Shuttle, a islandesa Icelandair, a turca Turkish Airlines, a Ethiopian Airlines, a Cayman Airways, a sul-africana Comair e a Aeromexico.

No total, existem hoje cerca de 350 aviões Boeing 737 MAX 8 em serviço no mundo. As companhias indianas Spicejet e Jet Airways têm, respectivamente 12 e cinco modelos do Boeing 737 MAX 8. Embora não tenham anunciado a suspensão dos voos com essas aeronaves, ambas as empresas indicaram que, no momento, nenhuma delas está operacional.

EUA mantêm os voos

Na segunda-feira, os Estados Unidos disseram que vão determinar que a Boeing faça modificações nos modelos 737 MAX 8 e 737 MAX 9, mas decidiram manter os voos. “Nenhuma mudança. Continuamos implicados nas investigações sobre o acidente e tomaremos decisões em função dos elementos recolhidos”, indicou uma porta-voz da FAA, a agência federal de aviação americana.

Para o presidente americano, Donald Trump, “está cada vez mais complicado de pilotar os aviões”, uma tarefa, segundo ele, à altura somente de “engenheiros da computação da MIT”, uma dos maiores institutos de de tecnologia do mundo, localizado em Massachussetts. Segundo o republicano, “toda a complexidade cria perigo”.

“Eu não sei vocês, mas não quero que Albert Einstein seja meu piloto. Quero ótimos profissionais do voo que possam facilmente e rapidamente controlar um avião!”, publicou em seu Twitter.

Toda a pressão sobre a companhia fez com que suas ações caíssem mais de 4% na abertura de Wall Street nesta terça-feira. Uma reação exagerada, para o presidente da Boeing, Dennis Muilenburg. “Especular sobre a causa do acidente e discuti-lo sem ter todos os elementos importantes não é apropriado e pode comprometer a integridade das investigações”, afirmou, em um documento enviado a seus 150 mil empregados.

// RFI BR

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

"Vão ter que mudar", diz Greta sobre Bolsonaro e Trump em retorno à Europa

A ativista chegou em Lisboa na tarde desta terça-feira (3), 21 dias depois de sair dos EUA a bordo de um veleiro. A jovem sueca retorna à Europa para participar da COP 25, a conferência …

Museu decide comprar apenas obras de mulheres por um ano por reparação histórica

Para se transformar a velha normalidade repleta de preconceitos, violências e desigualdades embutidas é preciso atitudes efetivas e concretamente transformadoras. Da mesma forma que a dívida histórica racial deve ser reparada não somente no discurso, mas …

Black Friday no Brasil superou a dos EUA nos apps de compras, segundo estudo

Neste ano, a Black Friday fez a sua marca entre as compras dos brasileiros. O próprio Canaltech fez uma cobertura muito especial em torno da Black Friday deste ano.Importada dos EUA, a tradição está mesmo …

Para acalmar a crise, presidente chileno propõe ajuda de R$ 520 para 1 milhão de famílias

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, propôs nesta terça-feira (3) a criação de um bônus de 100.000 pesos chilenos (cerca de R$ 520), que serão distribuídos para 1,3 milhão de famílias. O objetivo da medida, …

Anvisa dá aval à venda de maconha medicinal em farmácias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta terça-feira (03/12) um novo marco regulatório para o registro e venda de produtos à base de cannabis em farmácias no país, tornando o Brasil a nação …

Visitante interestelar pode 'morrer' ao se aproximar do Sol

Um visitante interestelar, observado em nosso Sistema Solar, pode estar próximo de "morrer", isso porque, o 2I/Borisov provavelmente será desintegrado ao se aproximar do Sol. Os cientistas acompanham cada movimento do cometa, que está se aproximando …

Messi e Rapinoe levam o Bola de Ouro

Argentino bate recorde histórico ao ser eleito pela sexta vez o melhor jogador do mundo pela "France Football". Americana é a segunda mulher a receber a premiação na categoria futebol feminino. O atacante argentino Lionel Messi, …

Chuvas já mataram 12 pessoas em dez dias no sul da França

As fortes chuvas que atingiram no domingo (1) a Riviera Francesa (sul) deixaram seis mortos e sérios danos materiais. Temporais de intensidade semelhante ocorridos na semana passada já tinham matado seis pessoas e deixado um desaparecido. …

Butão: o ‘país mais feliz do mundo’ é eleito o ‘melhor lugar para visitar em 2020’

2019 ainda não acabou, mas nós já estamos planejando e sonhando com as viagens que faremos em 2020. Que tal fugir do roteiro óbvio e conhecer um país pouquíssimo explorado? O tradicional e respeitado guia Lonely …

Trump acusa Brasil de desvalorização "maciça" do real e anuncia retaliação

Presidente dos EUA promete impor tarifas sobre importação de aço e alumínio do Brasil e Argentina, acusando-os de desvalorizarem suas moedas de forma "maciça". Bolsonaro diz que vai falar com Trump. O presidente dos Estados Unidos, …