Pequena (e estranha) galáxia orbita a Via Láctea; e ninguém sabe como

ESO / R. Schoedel / Wikimedia

O centro da Via Láctea

Segue 1 é o nome da pequena galáxia que orbita muito perto da Via Láctea. O corpo celeste é fraco e de pequenas dimensões, tendo surpreendido os cientistas – pois ninguém sabe ao certo como foi parar lá.

Um grupo de astrônomos dos Estados Unidos e da Espanha explicaram a origem da Segue 1, considerando-a uma galáxia anã esferoidal ou um aglomerado globular.

De acordo com a descoberta, publicada no dia 25 de junho no Astrophysical Journal, é mais provável que a Segue 1 seja uma galáxia que foi capturada pela gravidade da Via Láctea há 8 bilhões de anos.

A Segue 1 pode corresponder a um satélite opaco da nossa galáxia que tem uma luminosidade inferior a 300 sóis – o que é pouco para um aglomerado globular.

A galáxia é composta por estrelas velhas escassas em metal, o que pode significar que tenha surgido quando o Universo era jovem, ou seja, quando a primeira ou segunda geração de estrelas ainda não tinham se tornado supernovas, sintetizando e proliferando elementos pesados.

Os astrônomos calcularam a trajetória da Segue 1 e descobriram que pequena galáxia orbita a Via Láctea a cada 600 milhões de anos, como uma galáxia anã.

De acordo com a teoria mais aceitável sobre seu aparecimento, com 75% de probabilidade, Segue 1 teria sido capturada pela nossa galáxia há 8 bilhões de anos. A outra opção sugere que a galáxia seja o maior satélite a colidir com a Via Láctea, com 25% de probabilidade de estar correta.

Observações e análise futuras poderão ajudar a caracterizar a pequena galáxia com mais precisão e clareza. Até lá, a Segue 1 será o nosso (incrivelmente estranho) vizinho galático.

Ciberia // Sputnik / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Com Google acusado de monopólio, Apple estaria agilizando seu próprio buscador

No mês de agosto, o Canaltech noticiou que a Apple poderia estar trabalhando em seu próprio motor de busca para não ter mais que utilizar os recursos do Google. Agora, novas informações divulgadas pelo jornal Financial …

Ataque com faca deixa três mortos em Nice, na França

Mulher é decapitada dentro de igreja e mais duas pessoas são mortas com golpes de faca. Segundo prefeito, agressor teria repetido "Allah Akbar". Atentado ocorre em meio a tensões devido a caricaturas do profeta Maomé. Ao …

Trabalhador encontra carta secreta de 1941 escondida em teto de igreja

A igreja de Saint James, na Antuérpia, é um dos locais históricos mais importantes da cidade belga. Há séculos, ela costuma ser uma das paradas para peregrinos que vão até Santiago de Compostela visitar o …

É possível que o Covid-19 esteja envelhecendo o cérebro de pacientes em 10 anos

Além de poder prejudicar o seu coração o Covid-19 pode afetar o seu cérebro. Os efeitos cognitivos do coronavírus podem durar meses em certos casos, de acordo com os pesquisadores. Pessoas se recuperando do COVID-19 podem …

Nokia é a marca de Android mais durável e segura, aponta pesquisa

A Counterpoint Research divulgou um novo relatório sobre o índice de confiabilidade das fabricantes de smartphones e destacou o desempenho da HMD/Nokia, que liderou o ranking pelo segundo ano. Em resumo, a empresa foi a …

Rejeição à França aumenta no mundo islâmico

Após governo Macron sair em defesa do secularismo e iniciar ofensiva contra o islã radical, líderes como o presidente turco Erdogan passam a insuflar suas populações como forma de distração de problemas internos. Na esteira do …

Meteoro explode no céu e causa tremor em cidades da Bahia

Um meteoro brilhou nos céus de algumas cidades da Bahia nesta segunda-feira (26). O bólido (nome que recebem os meteoros que explodem na atmosfera terrestre tornando-se extremamente brilhantes), foi detectado e registrado por câmeras de …

O salmão consumido no Brasil está acabando com a costa chilena

Comer em um rodízio de japonês pode soar como uma ótima ideia para quem gosta das iguarias orientais. O que muita gente não sabe é que o salmão comprado como matéria prima em restaurantes do …

Motor nuclear projetado para NASA poderá transportar humanos para Marte em apenas 3 meses

A NASA tem como meta enviar a primeira tripulação humana para Marte em 2030, e certa inovação poderá fazer a jornada de mais de 64 milhões de quilômetros em apenas três meses, em vez de …

Imunidade ao coronavírus 'diminui rapidamente' em assintomáticos, diz estudo britânico

Um estudo britânico publicado nesta terça-feira mostra que a imunidade adquirida por pessoas curadas do novo coronavírus "diminui muito rapidamente", especialmente em pacientes assintomáticos e, em certos casos, pode durar apenas alguns meses. O trabalho …