Plantas fazem lagartas atacarem umas às outras até o canibalismo

Não é incomum que as pragas de insetos, além de comerem os alimentos que cultivamos, comam também umas as outras. Agora, porém, descobrimos que as plantas de tomate podem se unir para levar diretamente as lagartas para o canibalismo.

“Este é um novo mecanismo ecológico de resistência induzida que efetivamente altera o comportamento dos insetos”, diz Richard Karban, que estuda as interações entre herbívoros e suas plantas hospedeiras na Universidade da Califórnia e não esteve envolvido no estudo.

As pragas herbívoras frequentemente se viram umas contra as outras quando seus alimentos são de má qualidade ou acabam.

E algumas plantas são conhecidas por afetar o comportamento de suas pragas, tornando-as mais predatórias em relação a outras espécies. Mas até agora não estava claro se elas podiam causar diretamente canibalismo entre lagartas.

O biólogo integrativo John Orrock e seus colegas da Universidade de Wisconsin (EUA) desencadearam uma reação defensiva em plantas de tomate (Solanum lycopersicum), expondo-as a várias quantidades de jasmonato de metila (MeJA).

Este é um produto químico presente no ar que as plantas liberam para alertar-se para o perigo de pragas. Quando tratadas com MeJA, elas respondem produzindo toxinas que as tornam menos nutritivas para os insetos.

Os pesquisadores permitiram que as lagartas de uma praga comum, a pequena traça de salgueiro (Spodoptera exigua), atacassem a cultura.

Oito dias depois, observaram que as plantas mais fortemente tratadas com MeJA perderam menos biomassa em comparação com aquelas de controle ou com as que receberam uma indução mais fraca. Isso mostrou que a reação era de alguma forma eficaz na proteção.

Tempo de sobrevivência

Em seguida, a equipe queria testar se essa resposta estava desencadeando comportamento canibal nas lagartas. Então, eles colocaram MeJA em plantas de tomate e alimentaram lagartas com as folhas, assim como folhas de plantas de controle sem a substância.

As lagartas estavam em recipientes que também continham um número definido de lagartas mortas. Dois dias depois, a equipe observou que as lagartas alimentadas com folhas das plantas tratadas se voltaram para as larvas mortas e tinham comido mais delas do que aquelas alimentadas com folhas das plantas de controle.

Segundo Orrock, as lagartas sempre comerão umas as outras, eventualmente, mas a diferença de tempo é crítica. “Se as plantas podem induzir as pragas a se comerem antes, haverá mais da planta que será deixada intocada”, explica.

No entanto, ele também adverte que o custo para a planta ativar suas defesas é muito alto. “É muito possível que elas busquem um equilíbrio e decidam se o ataque é suficientemente grave para ativar as defesas”, afirma.

Anurag Agrawal, que estuda interações planta-animal na Universidade de Cornell (EUA) diz que o estudo sugere que os agricultores poderiam promover o canibalismo como uma estratégia de manejo de pragas.

“No entanto, em algumas condições de campo, os canibais podem se adequar melhor do que os não-canibais. Então, isso é algo a ter em conta. Não queremos encorajar super pragas”, concluiu.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Relíquia do Jurássico: descoberto animal marinho cuja espécie vive há 180 milhões de anos

Um grupo de pesquisadores descreveu uma nova espécie de ofíuros – um animal marinho parecido com as estrelas-do-mar, que recebeu o nome de Ophiojura, informou nesta quinta-feira (17) Tim O’Hara, curador dos Museus Victoria (Austrália) …

Projeto de estrada cortando parque das cataratas de Iguaçu ameaça outras áreas de proteção pelo Brasil

Uma das paisagens naturais mais impressionantes do Brasil e reconhecida pela Unesco, o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as cataratas, no Paraná, pode ser cortado ao meio por uma rodovia asfaltada – em …

Por que a imunidade de rebanho está longe de ser realidade

Embora costume ser apresentada como simples cálculo matemático, alcançar a imunidade de rebanho não é tarefa fácil. Ela não só depende da infecciosidade das variantes, como da adoção de medidas sanitárias pela população. Apesar das campanhas …

Uso de maconha na adolescência pode atrapalhar o desenvolvimento do cérebro

O consumo de maconha pode ser prejudicial ao cérebro humano durante a adolescência, de acordo com estudo publicado na última quarta-feira (16). Segundo a pesquisa, realizada em regiões da Europa, o uso recreativo da planta pode …

EUA terão feriado para comemorar fim da escravidão

Data já celebrada na maioria dos estados vai se tornar feriado federal. O "Juneteenth" lembra dia em que os últimos escravos negros foram libertados no país, em 1865. Após aprovação pelo Congresso dos Estados Unidos na …

5 perguntas sobre os denisovanos, 'parentes' extintos dos humanos modernos que viveram na Terra há 50 mil anos

Desde que os primeiros vestígios dos denisovanos foram descobertos em 2008, os cientistas não descansaram tentando obter mais informações sobre eles. A tarefa, no entanto, não tem sido fácil, porque até agora só foram encontrados pequenos …

Calheiros anuncia nome das 14 pessoas que passaram de testemunhas a investigados na CPI da Covid

Segundo senador, é preciso mudar o "patamar" da investigação pois já há provas e indícios concretos contra as pessoas inseridas na lista, que agora será encaminhada ao presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM). Nesta sexta-feira (18), …

Turistas “madrugam” para visitar Disneyland Paris, que reabre após oito meses por causa da pandemia

Depois de oito meses de portas fechadas, o parque Disneyland Paris reabriu para o público nesta quinta-feira (17). A atração, um dos principais destinos turísticos da Europa, volta a funcionar, mas mantém medidas sanitárias …

Cientistas desvendam mistério de 'apagamento' de estrela gigante Betelgeuse

Astrônomos dizem que solucionaram o mistério sobre por que uma das mais conhecidas estrelas que iluminava o céu à noite começou a perder o brilho há cerca de um ano. Betelgeuse, uma supergigante vermelha da …

Portugal isola Lisboa para conter disseminação de variante

Em meio a alta de casos e difusão da variante delta do coronavírus, detectada inicialmente na Índia, governo português restringe circulação para dentro e para fora da região metropolitana da capital no fim de semana. Em …