Povoado na Indonésia vive com parentes mortos dentro de casa

São poucas as pessoas que gostam de falar ou sequer pensar na morte. No entanto, uma tradição secular em um povoado da Indonésia faz com que os mortos participem do dia-a-dia da população como se ainda estivessem vivos.

A ideia de manter o corpo de um morto dentro de casa parece bizarra, mas para o povoado de Tana Toraja, na ilha de Sulawesi, na Indonésia, esta é uma tradição secular que faz parte da vida de mais de um milhão de habitantes.

A repórter da BBC, Sahar Zand, teve a oportunidade de conhecer algumas destas pessoas. Um desses casos foi Mamak Lisa, que mantém o pai, Paulo Cirinda, “vivendo” na sua casa.

O progenitor, que morreu há doze anos, “está completamente imóvel e é difícil ver seus olhos por trás dos óculos empoeirados. A pele tem um aspecto áspero e cinzento, está perfurada por inúmeros buracos, como se tivesse sido comida por insetos, e o resto do corpo está coberto por várias camadas de roupa”, pode ler-se no testemunho da jornalista.

Neste povoado, depois que alguém morre, passam-se meses ou anos até se realizar o funeral. Durante este interregno, as famílias guardam os corpos em casa e cuidam deles como se estivessem apenas doentes.

Os corpos são limpos, as roupas são trocadas regularmente e os familiares lhes levam comida, bebida e cigarros duas vezes por dia. Os mortos têm até um recipiente no canto do quarto para fazer as “suas necessidades”. Além disso, nunca são deixados sozinhos e as luzes permanecem acesas quando anoitece.

Os familiares sentem que, se não cuidarem bem dos corpos dos entes queridos, seus espíritos podem voltar para assombrá-los.

“Embora sejamos todos cristãos”, explica Lisa, “nossos parentes normalmente vêm visitá-lo ou me ligam para saber como ele está, porque acreditamos que ele pode nos ouvir e ainda está à nossa volta”, acrescenta.

Funeral e enterro glorioso

Durante as suas vidas, os Torajans trabalham muito para conseguir acumular riqueza. No entanto, em vez de viver uma vida luxuosa, economizam para conseguir ter uma partida gloriosa. Cirinda vai permanecer em casa da sua filha até que a família esteja pronta para se despedir dele – emocional e financeiramente.

Segundo esta religião, os funerais são eventos nos quais a alma finalmente deixa a Terra e começa a sua longa e difícil jornada para a Pooya, estágio final da vida após a morte.

Quanto mais rico o morto tiver sido em vida, maior e mais elaboradas serão as cerimônias fúnebres. A jornalista da BBC esteve presente no funeral de Dengen, um homem rico e poderoso que teve um funeral que durou mais de quatro dias.

Depois do funeral, é hora de enterrar o morto. Os Torajans são raramente enterrados debaixo da terra. Em vez disso, são enterrados em túmulos da família ou colocados dentro ou fora de cavernas (há muitas, uma vez que a região é montanhosa).

Porém, o enterro não significa um adeus. A relação física entre os mortos e os vivos continua durante muito tempo, através de um ritual conhecido como “ma’nene”, que pode ser traduzido para “purificação dos corpos”. A cada dois anos, os caixões são retirados dos túmulos e abertos para um grande encontro com os mortos.

Nestas cerimônias, amigos e família oferecem comida e cigarros aos mortos, que também são limpos e enfeitados. No final, posam com todos juntos para um retrato de família.

axelrd / Flickr

Crânios num túmulo em Tana Toraja, na ilha de Sulawesi, na Indonésia

Crânios em um túmulo em Tana Toraja, na ilha de Sulawesi, na Indonésia

Cristianismo

Estes rituais estão desaparecendo lentamente, uma vez que mais de 80% dos Torajans deixaram ser “aluk to dolo” (a religião dos Torajans) para se tornarem cristãos. Pouco a pouco, as tradições estão mudando, apesar de as religiões sempre terem coexistido.

Quando os missionários holandeses chegaram à Indonésia, há cerca de um século, tentaram proibir todo tipo de religião animista (crença de que não há separação entre o mundo espiritual e o material).

Nos anos 50, porém, os colonizadores perceberam que, se quisessem que os Torajans aceitassem o cristianismo, teriam de ser mais flexíveis, e permitir que continuassem com seus rituais.

Ciberia // ZAP / BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Superlua Rosa: satélite atinge proximidade máxima com a Terra

Na próxima terça-feira (7), os entusiastas da astronomia vão poder testemunhar um conhecido e belo fenômeno dos céus que acontece anualmente. A Superlua Rosa é o momento em que o satélite atinge proximidade máxima com a …

Empresas brasileiras lançam manifesto contra demissões

Dezenas de empresas assinam texto pedindo que companhias se comprometam a não demitir nos próximos dois meses, mesmo diante dos impactos econômicos provocados pelas medidas de isolamento para conter o coronavírus. Um grupo de 41 empresas …

Bill Gates vai financiar sete pesquisas de vacina contra COVID-19

Bill Gates, o fundador, ex-CEO e atual filantropo, anunciou durante entrevista no talk show norte-americano Daily Show With Trevor Noah que, por meio de sua própria fundação, estará financiando sete pesquisas clínicas que buscam descobrir …

Bolsonaro é denunciado no TPI por “crime contra a humanidade”

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) denunciou o presidente Jair Bolsonaro por crime contra a humanidade no Tribunal Penal Internacional.  A denúncia foi protocolada nesta quinta-feira (2) na corte de Haia. Segundo …

O primeiro ‘autor’ do mundo era uma mulher

Enheduanna viveu no século 23 antes da nossa era na Mesopotâmia. Princesa, sacerdotisa e poeta, ela pode se orgulhar de ter sido a primeira autora do mundo a ter seu nome conhecido em uma época …

Maduro envia carta ao povo dos EUA pedindo "cessação das sanções"

Nicolás Maduro enviou uma carta ao povo dos Estados Unidos expressando uma mensagem de solidariedade e paz, e pedindo fim das ameaças militares e das sanções contra Venezuela. No documento, o chefe de Estado venezuelano exprime …

Governo dos EUA alerta população para novo "11 de Setembro" devido à covid-19

Chefe da Saúde Pública do país prevê que próxima semana será "a mais difícil e mais triste da vida da maioria dos americanos". Ele compara repercussão a dois dos maiores traumas da história dos Estados …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …

Coronavírus: 92% das mães nas favelas dizem que faltará comida após um mês de isolamento

"Muitas pessoas entraram na linha de pobreza da noite para o dia. O casal que trabalhava no shopping na semana retrasada, que recebia por semana, fez a compra da semana passada e nesta semana já …