Presidente da Gâmbia recusa deixar o poder e decreta estado de emergência

Wikimedia

O Presidente da Gâmbia, Yahya Jammeh

O Presidente da Gâmbia, Yahya Jammeh

O Presidente da Gâmbia, Yahya Jammeh, se recusa a ceder o poder ao vencedor das eleições presidenciais e declarou o estado de emergência no país. Depois de mais de duas décadas no cargo, o Presidente cessante enfrenta uma eventual intervenção militar se não abandonar o poder.

A Gâmbia vive uma grave crise política depois do Presidente cessante anunciar que não reconhece os resultados das eleições presidenciais realizadas a 1 de dezembro, uma semana depois de ter felicitado Adama Barrow pela vitória no escrutínio.

Após duas décadas no poder, Yahya Jammeh, que admitiu governar o país durante um bilião de anos, recusa abandonar a Presidência da Gâmbia, apesar das pressões internacionais nesse sentido e das ameaças de intervenção militar feitas por outras nações da África ocidental.

O Parlamento da Gâmbia já aprovou o estado de emergência declarado na terça-feira pelo Presidente cessante, que o autoriza a ficar mais três meses no poder, segundo a moção divulgada esta quarta-feira pela mídia local.

Os 90 dias de estado de emergência, decretado esta terça-feira, começam imediatamente, anunciou esta semana a televisão estatal.

Yahya Jammeh considera que as eleições presidenciais foram afetadas por uma intervenção estrangeira que o ainda Presidente considera ser “sem precedentes”. Jammeh ordenou ao exército que invadisse a sede da comissão eleitoral e contesta os resultados eleitorais junto do Supremo Tribunal. Apesar de o tribunal ter dito que provavelmente não conseguiria analisar o caso antes de maio, Jammeh defendeu que a Gâmbia deve aguardar a decisão judicial.

Presidente eleito obrigado a tomar posse no Senegal

O presidente eleito da Gâmbia, Adama Barrow, deverá assumir esta quinta-feira o cargo numa cerimónia na embaixada gambiana no vizinho Senegal, de acordo com informações que divulgou nas redes sociais.

As contas no Facebook e no Twitter de Adama Barrow indicam que a tomada de posse ocorrerá às 16h na embaixada da Gâmbia na capital do Senegal, Dacar.

O mandato de Jammeh expirou à meia-noite e tropas do Senegal e de outros países da África Ocidental estão posicionadas nas fronteiras da Gâmbia – um enclave no território do Senegal com acesso ao oceano Atlântico – com a intenção de forçar o presidente cessante a ceder o poder.

Yahya Jammeh chegou ao poder através de um golpe de Estado em 1994 e é acusado de graves violações dos direitos humanos, entre as quais detenções arbitrárias, tortura e assassínio de opositores no pequeno país de 1,9 milhões de habitantes.

Por causa da crise, centenas de gambianos já começaram a abandonar o país em direção ao Senegal e à Guiné-Bissau. A Nigéria já ofereceu refúgio ao Presidente cessante.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …